terça-feira, março 28, 2006

Pára-quedas que te quero bem

Não faz muito tempo, li num jornal de grande circulação em Belém, que um jovem praticante de esporte radical, ao pular de pára-quedas havia sofrido um acidente na descida, provavelmente por imperícia, ficando preso nos galhos de uma frondosa e escarpada árvore. Sem ter como descer pelos galhos, e temendo que o galho no qual estava enganchado fosse arriado pelo peso do seu robusto corpanzil, o indigitado jovem aprendiz de paraquedista, não contou conversa e se desprendeu da parafernália que o envolvia, alçando um vôo em queda livre rumo a sei-lá-o-quê!!
O ensinamento dos nossos velhos é o seguinte: "água não tem cabelo" e "Deus não deu asas para o homem". É bom escutar!!!!
Como não era o momento do afobado-jovem-paraquedista partir desta para-uma-melhor(?!). Os santos e anjos que protegem o infortunado rapaz, fizeram com que a barriga do mesmo funcionasse como um air bag, ficou com algumas dores na coluna, mas o que interessa é que está vivo e sorridente...

Fora o tom jocoso acima, Milton é bom tomar cuidado... e não esquecer o ensinamento dos antigos - DEUS NÃO DEU ASAS PARA O HOMEM!!!!!!
Homem Pássaro só em desenho animado.
Um abraço ao amigo que nasceu de novo.

Um comentário:

Direito & Esquerdo disse...

Amigo Nelito,

Um amigo bombeiro afirmou que ele havia "cristalizado".
Afinal, o que se deu no caso ?
Um abraço a você e a seu amigo que caiu do céu e, ao mesmo tempo, pulou um fogueira.

Bruno