sexta-feira, abril 14, 2006

Chico Science

Estou escutando Zeca Baleiro, mais uma vez constato o quanto o Brasil é rico culturalmente... Como uma brisa que invade o nosso aposento quase sem querer, a lembrança de Chico Science não saiu da minha cabeça, o jovem inquieto artista pernambucano era provocador e muito consciente do papel a desempenhar numa sociedade profundamente injusta como a pernambucana, e de resto todo o Brasil.
Tão cedo, tão jovem, perdeu a vida num acidente automobilístico... Uma pena...

Mas, ficam os versos abaixo, com uma vontade de mudar o mundo.
Salve Chico Science!!!!!!


"Modernizar o Passado
É uma Evolução musical
Cadê as notas que estavam aqui
Não preciso delas!

Basta deixar tudo soando bem aos ouvidos
O medo dá origem ao mal
O homem coletivo sente a necessidade de lutar
O orgulho, a arrôgancia, a glória
Enche a imaginação de domínio

São demônios que destroem o poder
Bravio da humanidade

Viva Zapata!
Viva Sandino!
Viva Zumbi!
Antônio Conselheiro!
Todos os Panteras Negras
Lampião Sua imagem e semelhança
Eu tenho certeza eles também cantaram um dia." (Chico Science)

2 comentários:

Navi Leinad disse...

Com certeza ficam os versos deste poeta sócio-cultural que foi Chico Science.
"Somos todos juntos uma miscigenação, e não podemos fugir da nossa etnia.
Índios, brancos, negros e mestiços, nada de errado em seus princípios.
O seu e o meu são iguais, corre nas veias sem parar.
Costumes, é folclore, é tradição."
Etnia (CS&NZ)

citadinokane disse...

Ivan,
Fica na gente muitas vezes um sentimento de impotência, frente aos absurdos que ocorrem no dia-a-dia, algo kafkaniano... o grito na garganta, que morre sufocado... a vida escorrendo pelo ralo de nossos banheiros... De tanto absurdos, de repente percebemos que o pulso ainda pulsa... e podemos fazer alguma coisa.
Mudemos o mundo, é possível!!!!
Viva Chico Science!!! de muitas mensagens inesquecíveis.
Um abraço,
Pedro