quinta-feira, junho 29, 2006

Histórias...


Já aconteceu de você se sentir culpado ao olhar as pessoas da sua idade e de pensar "não posso estar assim tão velho!" ?

Então você vai gostar desta história contada pelo amigo Locobueres:

O meu amigo locobueres estava sentado na sala de espera para a primeira consulta com uma nova dentista, quando observou que o diploma da dentista estava dependurado na parede. Estava escrito o seu nome e, de repente, ele recordou de uma morena alta, que tinha esse mesmo nome, e... muito linda. Era da mesma classe do colegial dele, uns 40 anos atrás, e ele ficou se perguntando: “poderia ser a mesma moça por quem eu tinha me apaixonado à época?” Quando ele entrou na sala de atendimento, imediatamente afastou esse pensamento do seu espírito. "Esta mulher grisalha, quase sex... sexagenária, e o rosto marcado, profundamente enrugado, era demasiadamente velha pra ter sido o meu amor secreto... que que é isso!?" Pensou o amigo locoB.
Depois que ela examinou o seu dente, locoB. perguntou-lhe se ela não havia sido aluna do Colégio Nazaré (Marista).

"Sim", respondeu-lhe.
"Quando se formou?", perguntou-lhe, o saudosista locoB.
"1959." Por quê? , respondeu.
"Eh... bem... você era da minha classe", exclamou o meu amigo.
Locobueres solta o verbo revoltado: "Pô meu irmãozinho aquela velha horrível, cretina, filha de uma p..., me perguntou: - O Sr. era professor de quê mesmo?"

4 comentários:

Direito & Esquerdo disse...

Paidégua Nelito !

Navi Leinad disse...

hehehehehehehehe... essa foi ótima!

citadinokane disse...

Amigos,
O locobueres naquelas horas em que o sol está se pondo, os olhos dele brilham e muitas histórias perpassam a retina dos olhos, iluminando o entorno... É sábio quem pode e não quem quer...

Anônimo disse...

Amigo Panda Nelito.

Postei uma mensagem no seu Estranho Mundo de Inanição Criatória Marrom.
Por gentileza,atenda
se possivel o meu pleito; comente minha proposta...
Cometeste uma indelicadeza com essa besteira.
Obrigado.

Eduardo Bueres