domingo, julho 30, 2006

Nada é impossível de Mudar (Bertold Brecht)


Nada é impossível de Mudar

"Desconfiai do mais trivial, na aparência singelo.
E examinai, sobretudo, o que parece habitual.
Suplicamos expressamente: não aceiteis o que é de hábito como coisa natural, pois em tempo de desordem sangrenta, de confusão organizada, de arbitrariedade consciente, de humanidade desumanizada, nada deve parecer natural nada deve parecer impossível de mudar."

Sempre me impressionou a força das idéias de Brecht. O texto de Brecht é uma verdadeira navalha, corta e expõe as mazelas de uma sociedade atravessada de contradições...

O grande Bertold Brecht nasceu no dia 10 de fevereiro de 1898. Viveu os grandes acontecimentos da primeira metade do século passado, a 1ª Grande Guerra Mundial, a Revolução bolchevique. Confiante com a Revolução alemã, frustrado ao vê-la massacrada pela reação e seus líderes serem barbaramente assassinados, assim como milhares de operários e também as lideranças sindicais. Conviveu com a fome dos anos 20, acompanhou a ascensão de Hitler, viu a perseguição de perto.
A pesar de todas as perseguições Brecht escreveu de tudo: poesia, teatro, ensaios, roteiros de cinema. Enfrentou muitas dificuldades para sobreviver: pouco dinheiro e o rótulo de comunista.
Depois do fim da guerra volta para a Alemanha, e num curto espaço de tempo Brecht teve o seu teatro e o seu coletivo de trabalho: o Berliner Ensemble.
Brecht lutou durante toda a sua vida pelos oprimidos. Claramente assumiu posições de esquerda e procurou colocar a luta de classes no palco. Nunca de forma dogmática. Sempre buscando a dúvida dialética. Morreu aos 58 anos no dia 14 de agosto de 1956.

Dalai Lama

Nilton Atayde enviou e a gente publica, o Dalai Lama é de uma simplicidade ao revelar os tesouros da vida. Ensinamentos preciosos...

Perguntaram ao Dalai Lama...

"O que mais te surpreende na humanidade?"

Ele respondeu: "Os homens... Porque perdem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem dinheiro para recuperar a saúde.
E por pensarem ansiosamente no futuro, esquecem do presente de tal forma que acabam por não viver nem o presente nem o futuro.
E vivem como se nunca fossem morrer...
... e morrem como se nunca tivessem vivido".

terça-feira, julho 25, 2006

Mágica?!

Quando vi esse vídeo me assustei bastante, a capacidade que o mágico tem de criar ilusões é espetacular, mas vamos ao truque(?).



O vídeo não tem legenda em português, mas vale a pena apreciá-lo... A gente fica perguntando como ele conseguiu... É um susto.

Paysandú Campeão 2006





O registro da força da torcida do Papão.
É emocionante.

Stress...

Para quem anda estressado, uma dica: aproveitar o final de veraneio com sandália havaiana nos pés, um daiquiri ou mojito na mão esquerda, o olhar se perdendo no horizonte de Salinas ou Mosqueiro e paz no coração...
Mas tem gente que pensa diferente, e quem anda com muito stress no trabalho. clica aqui

ROSEBUD

A imagem em preto e branco, a neve caindo... A Mansão sombria , nos limites da propriedade um alambrado com as palavras “No Trespassing” – proibida a entrada, a música de fundo aumentando mais o ar funesto da cena, o portão suntuoso com grades trabalhadas e no alto a letra K em destaque, a cena continua, o nevoeiro, mas é possível vislumbrar melhor a Mansão como se fora um castelo antigo com várias torres e uma janela com a luz acesa... A câmera recua possibilitando uma imagem do portão de entrada, uma jaula com uma placa escrita "Bengal Tiger", mas não aparece o tigre e sim dois macaquinhos que estão nas grades um tanto assustados... A névoa se dissipa aos poucos e podemos ver o lago que circunda a Mansão com os barcos estáticos, uma tabuleta de madeira uma silhueta de um felino, talvez um tigre olhando para o rio... A câmera se aproximando da mansão, em destaque a janela com a luz acesa... A cena seguinte, a sonoplastia dá um clima de suspense, para de repente a luz se apagar... Agora a imagem é de dentro do quarto, aparece uma cama com uma pessoa deitada e coberta pelo lençol, não se enxerga o rosto da pessoa, a janela ao fundo recebendo os primeiros raios de sol e com o entardecer a neve voltando a cair... A neve caindo e a imagem que surge é de uma casinha coberta de neve, sendo que a casinha está dentro de uma esfera de vidro na mão de uma pessoa, a câmera focaliza a boca de um homem com bigode grisalho que murmura a palavra ROSEBUD, a cena em seguida, o homem deixa cair de sua mão a esfera de vidro com a casinha dentro, a esfera rola dois degraus ao lado da cama, espatifando-se no chão, a água de dentro esparrama-se e a casinha fica exposta fora do vidro quebrado, e aí a imagem é sensacional, a enfermeira abre a porta, sendo que a câmera foca a enfermeira a partir do ângulo da casinha jogada no chão, a casinha e o vidro quebrado ficam em primeiro plano e a enfermeira no fundo refletida em parte da esfera de vidro. A enfermeira se dirige para o corpo na cama, pega os braços acomodando-os sobre o peito, mãos entrecruzadas e o último movimento da enfermeira, puxa a ponta do lençol que envolve o corpo do homem levando-a por sobre a cabeça, isto é, cobrindo o rosto do homem. O corpo inerte na cama ao fundo a janela do quarto e os raios de sol penetrando. Charles Foster Kane está morto.
O relato acima trata-se do filme "Cidadão Kane", estrelado pelo próprio Orson Welles, a película vai discutir o 4º poder- o da imprensa(mídia), é muito interessante, foi considerado o melhor filme de todos os tempos - votado pelo American Film Institute.

Filme: Cidadão Kane
Direção: Orson Welles
Ano: 1941

Papão 1 x 0 Boca Juniors - La Bombonera

Golaço do Iarley para calar a boca dos remistas secadores. Homenagem aos amigos Nilton Atayde e Tico Futrika, e também à grande nação bicolor.



Para quem viveu aquele momento inesquecível.
Aos traíras e secadores morram de inveja...
Em especial, aos amigos Augusto Carmelino, Lúcio Puget, Arnaldo Delsefin, Xico Rocha e Duda Bueres, La Bombonera foi nossa naquela noite, não foi invenção da Globo.

Cuidado Bonitão!!!

Fico pensando como alguns homens mais audaciosos se sairiam da situação abaixo, é de fato hilariante e vexatório, como o locobueres resolveria essa parada?... Não sei. Mas ele resolveria com certeza. O Xico Rocha diria que o Bueres desmaiaria para que o salva-vida o carregasse no colinho... Mas deixa pra lá!



O vídeo dá uma lição em muitos incautos, bom final de veraneio.
Vai que é tua Bueres...

Parla!!!!



Repare o olhar da estátua para a outra obra de arte, acaba se humanizando...

Essa pintura é do mineiro Roberto Remiz (http://fotolog.terra.com.br/rremiz)

Era Dunga de volta...

Bem feito Xico Rocha não apoiou a idéia do Bernardinho, sobrou pra gente, ai ai meu Jesus menininho...

A charge acima é de Gilmar Fraga(http://fotolog.terra.com.br/fragadesenhos)

segunda-feira, julho 24, 2006

Exterminador do Futuro & Jesus


A imagem não está muito legal, mas é muito engraçado esse vídeo.

Clarice Lispector

Precisamos

Que a terra seja leve e te leve...



Até o momento o estado de saúde da equipe futebolística do Clube do Remo é crítico, quase de óbito, já respira com a ajuda de aparelhos, de vez em quando aparece um engraçadinho para desligar tudo, chamam esse ato de eutanásia, aí é aquele "não deixe ele morrer" que o bicho acaba resistindo, moribundo...

Provavelmente no dia 28 próximo, essa agonia acaba de vez, os aparelhos serão desligados, de que vale uma vida vegetativa, né mesmo?! O Leão será jogado numa cova com sete palmos sem dó e nem piedade, para não ter "a volta" a proposta é jogar concreto sobre o presunto... Adivinha quem será o coveiro do Leão Azul????

Onde estará?!



Alguém tem notícias do gajo aí do lado?!

Será que ele voltará?!

Só Jesus Salva!!!!!!

Sem comentário


Em um bar de Belém foi encontrado esse cartaz...

Belém um pouco abandonada


Cadê o nosso prefeito?
Tô sentindo um certo abandono dessa cidade linda.

Bar na Sol Informática



Esse bar é show de bola, é bem ao lado da minha casa. Não é pra encher a lata, apenas para trocar idéias rápidas...

Se precisa comprar um computador ou acessórios vai lá, fica na Loja da Sol Informática na Doca de Souza Franco, a cerpinha sempre geladinha.

domingo, julho 23, 2006

Bar do Parque



Bar do Parque. "Quantas saudades invadem meu espaço interior", inevitável escutar essa letra da música do Nilson Chaves sem uma ponta de nostalgia...
Anos 80 vida democrática recente, a volta dos militares aos quartéis, o difícil aprendizado de conviver com a diversidade, e a entrada em cena de novos atores sociais: o resurgimento do movimento estudantil, a luta por moradia na periferia de Belém, as passeatas e o confronto com o pelotão de choque da Polícia Militar...
Após o balanço dos embates, aqueles que amavam tanto a Revolução, corriam para o Bar do Parque, as mesas pela calçada, em frente a Praça da República e ao lado o Teatro da Paz, tudo muito cult... Os sonhos e utopias eram derramados pelas mesas, estudantes, poetas, artistas, todos juntos no Bar do Parque para sempre e nunca mais...

Bernardinho para técnico da Seleção de Futebol.


Tenho refletido com languidez sobre a passividade de Carlos Alberto Parreira no banco da seleção brasileira...

Resolvi chutar o pau da barraca, é...
Para lidar com esses milionários ou desmotivados jogadores, só o vitorioso Bernardinho. Não estou brincando, ele entende de motivação, estratégia, tática... E na hora de dar o esporro, com certeza nem vai precisar de leitura labial.
Quem fez da seleção brasileira de Voleibol campeoníssima, praticamente invencível, terá maior facilidade para fazer da nossa seleção de futebol - imbatível, afinal de contas não esqueçam que cada brasileiro é um técnico de futebol, logo Bernardinho preenche todos os critérios.

BERNARDINHO PARA TÉCNICO DA SELEÇÃO DE FUTEBOL!!!!!!
Quem me acompanha?!

Livros. Lançamentos...

Isadora Lis é uma pré-adolescente, 11 anos, muito sapeca e extremamente dedicada a um ofício que é definida pela mesma como sua profissão - escrever história, ela quer ser escritora... Com muita coragem, aos 8 anos lançou o seu primeiro livro intitulado "Histórias de minha infância", a obra é composta por várias historinhas, simples, singelas... Sem outras preocupações, senão dar vazão a um desejo de uma criança de comunicar a outras suas fantasias, com ilustrações rabiscadas pela própria autora. Em 2005 lançou o segundo livro "Os ratos e os fantoches" dedicado às crianças da pré-escola, foi muito bem recebida na feira do livro de sua escola o CEMP. No ano passado lançou o terceiro livro "As Aventuras de Pipa", um texto mais amadurecido em que a autora consegue inserir em sua trama personagens de livros e filmes da cultura universal: D. Quixote de La Mancha, Robin Hood, Peter Pan, Mágico de Oz...
O interessante em relação ao livro "As Aventuras de Pipa", por iniciativa da autora, parte do que for arrecadado com a venda desse livro será destinado à instituição que trata e apóia crianças com câncer - AVAO, sendo que agora em agosto/2006 será levantado o montante e destinado à referida instituição.
Para o segundo semestre de 2006, três livros já estão no prelo, sendo que já foi encaminhado para orçamento de ilustração e diagramação o livro "Névoa. A Nuvem", tendo como previsão de lançamento - o mês de setembro.
Parabéns Isadora, continue nesta luta árdua e difícil - fazer literatura em nosso país com responsabilidade social.
No site da Agência Unama tem uma entrevista com a Isadora Lis.

Para não comentar


E la nave va...

O amor é uma companhia



"O amor é uma companhia.
Já não sei andar só pelos caminhos,
Porque já não posso andar só."
Fernando Pessoa

Enquanto isso em Israel...













Crianças em Israel são incentivadas pelos adultos a escreverem mensagens para o Hezbollah nos mísseis que serão lançados sobre o Líbano...
E as criancinhas do Líbano?!
Essa foto copiei do blog o Submundo de Nikolas.

Em nome de Allah?!




















O que foi exposto acima, choca e entristece... (Peço que me perdoem)
Não pode Deus amoroso ser tão impetuoso e cruel com pequenas criaturas... Procuremos em nosso íntimo interrogarmos onde erramos.
Não pode persistir prática tão desumana contra seres indefesos, volto a lembrar Ivan Karamazov que dizia que a morte de uma criança lhe dava ganas de devolver ao universo o seu bilhete de entrada... Acrescento, a violência contra a criança me dá ganas de devolver esse bilhete.
Acima castigo dado a uma criança de 6 anos que roubou pão no Irã.
Infelizmente, o que se vê nas fotos é real e recente. Essa criança Iraniana roubou pão e está sendo castigada.
A pobre criança ainda não imagina o que irá acontecer com ela, enquanto o radialista ao lado dela faz a divulgação do crime que eles vão praticar em nome de um deus(?)...
São os ensinamentos de "Maomé"?!
Na primeira foto o inocente ainda esta calmo, pois a sua mente não consegue visualizar o que vai acontecer...



Cada tirinha é um tapa na cara










André Dahmer é ilustrador e o criador dos Malvados, muito criativo... O site dele está linkado aí ao lado, vale a pena visitá-lo.

Piada curta


Marido e mulher estão tomando cerveja num barzinho.
Ele vira pra ela e diz:- Você está vendo aquela mulher lá no balcão, tomando whisky sozinha?
Pois eu me separei dela faz sete anos! Depois disso ela nunca mais parou de beber.
A mulher responde: - Não diga bobagens. Ninguém consegue comemorar durante tanto tempo assim!

Homem com oito ovos na cueca...


Notícia encontrada na internet: "Homem é pego contrabandeando ovos raros na cueca".
A história transcorre na Austrália, um australiano foi surpreendido pelas autoridades policiais australianas com seis ovos de espécies em extinção presos na cueca quando tentava embarcar em um vôo para Bangkok, na Tailândia. Foi julgado e recebeu uma multa de US$ 20 mil na última segunda-feira porque o júri rejeitou a justificativa de que ele queria surpreender sua namorada.
Os ovos eram de uma espécie de papagaio chamada gang gang cockatoos e de um pássaro chamado galahs, ambos ameaçados de extinção. Segundo especialistas sobre mercado negro, como são espécies em extinção, um ovo dessas espécies pode valer centenas de dólares.

sábado, julho 22, 2006

Mais pobre...


A cultura brasileira ficou mais pobre. Morreu neste sábado aos 71 anos Gianfrancesco Guarnieri, o seu óbito se deu em decorrência de complicações geradas por insuficiência renal crônica. Ele estava internado no hospital Sírio-Libanês há mais de 50 dias.

Guarnieri foi entrevistado ano passado pela Folha de São Paulo, e falou sobre Realismo Socialista, dizia "A questão da transformação, eu acho que continua. Não escrevo nada que não vá transformar. Agora, ao mesmo tempo, não posso me esquecer daquela tendência à ingenuidade na nossa juventude. De achar que vai dar tudo certo, é assim mesmo, ah, não tem galho, porque a gente sempre termina ganhando. Depois, percebemos que não era nada disso. O que realmente não admito é deixar a bola cair. Há momentos em que cai; puxa, tudo é uma bosta. Mas isso é um momento e, depois, deixa de frescura, bicho, vai em frente".

Definitivamente, Ele não usava black-tie!

Alguém que me fazia triste, morreu.



Morreu e foi sepultado ontem uma pessoa que me causou muita tristeza na minha infância e parte da adolescência - Alcino (Negão Motora), vestindo a camisa 9 do Clube do Remo, infernizou a vida de todos os bicolores nos idos dos anos 70. Apesar de encarnar um dos primeiros Bad Boy do futebol paraense, não podemos deixar de prestar a nossa homenagem ao grande centro-avante azulino, jogou também no Grêmio de Porto Alegre e na Portuguesa de Desporto de São Paulo. Por ironia do destino já num momento de baixa de sua carreira jogou no Glorioso Paysandú, mas não conseguiu reeditar a mesma performance de outrora.
Um final de carreira triste, esquecido pelo clube que o projetou, após pendurar as chuteiras passou por muitas dificuldades financeiras...
Ontem no seu velório a diretoria do Clube do Remo não prestou nenhuma homenagem ao seu maior centro-avante de todos os tempos, era bem alto mesmo quase 2 metros de altura.
Um adversário não deixará passar em branco, eis minha homenagem - Descanse em paz gigante leonino.

Entre o mar, o rio e a montanha

Retornei recentemente de um trabalho/passeio maravilhoso, estive nas cidades do Rio de Janeiro, Mossoró e Fortaleza, sudeste e nordeste, além de resolver vários problemas me divertir um bocado com minha família. Estou pretendendo conhecer Portugal nas próximas férias, planejamento desde já, o certo é que todos os caminhos levam à Viana do Castelo.

Viana do Castelo fica em Portugal, está situada no centro de um triângulo que tem como vértices as cidades de Vigo, Porto e Braga, dista em média 65 quilômetros, rodeada pelas montanhas verdejantes, onde nasce o sol, pelos reflexos de azul intenso do Oceano Atlântico e pela serenidade do Rio Lima, rica em paisagens deslumbrantes.
O mar oferece um quadro de contrastes, com as suas praias de areia fina e dourada, somando-se o monte de Santa Luzia, que desenha o horizonte e o rio Lima que banha as suas tranqüilas praias fluviais, constituindo um dos mais belos cenários que a natureza produziu e que o Homem soube, felizmente, preservar.
Em Maio as Festas das Rosas ou dos Cestos Floridos de Vila Franca do Lima, aí começa o ciclo das Festas Vianenses. Mas, em Agosto, segundo informações dos gajos são incomparáveis e magníficas as Festas de Nossa Senhora d'Agonia. Está aí uma boa pedida, conhecer Portugal, sem deixar de dar uma esticada à terrinha do amigo Carlos Pontes - a bela Viana do Castelo.

Gibran Khalil Gibran

Você já leu algum livro de Khalil Gibran? Nas edições brasileiras a tradução é de Mansour Chalita. Em minha adolescência certo dia um amigo emprestou-me "O Profeta", surpreso com o texto que a cada página me prendia mais, me perguntava no silêncio da leitura - como era possível uma pessoa traduzir tanta emoção e ensinamento virtuoso?... Sim, era possível, e cada linha do texto confirmava que Deus inspirava amorosamente aos seus enviados a paz, o amor, o respeito, a tolerância... Estava tudo isso desfilando sob o meu olhar juvenil e profundamente impactado com essa descoberta. Era Gibran, o poeta, o profeta, o reformador social, o grande professor ensinando a esperança nas parábolas do profeta...
Gibran amava o Líbano, os relatos e passagens dos seus vários textos retratam os montes e o Mar Mediterrâneo, revelam a beleza do Líbano iluminada pela sua geografia - com larga planície costeira e duas cadeias de montanhas ao norte e ao sul (as montanhas do Monte-Líbano e Anti-Líbano). Gibran não esquecia do fértil Vale de Bekaa, com seus rios Litani e Orontes, que separam essas montanhas e regam o terreno.
No livro "Jesus o Filho do Homem", segundo alguns amigos do escritor, Gibran escreve como se estivesse em transe, dia-e-noite sem parar quase ficando com a saúde abalada, é pura emoção...
Abaixo um trecho desse livro, e não esqueçam do Líbano de Gibran...

“UMA DAS MARIAS*
De sua tristeza e de seu sorriso

Sua cabeça mantinha-se sempre erguida, e a chama de Deus estava em seus olhos.
Estava freqüentemente triste, mas sua tristeza era ternura manifestada àqueles que sofriam, e camaradagem dada aos solitários.
Quando sorria, seu sorriso era como a fome daqueles que anseiam pelo desconhecido, e como a poeira de estrelas caindo sobre as pálpebras das crianças. E era como um pedaço de pão na garganta.
Ele era triste, mas de uma tristeza que subia aos lábios e tornava-se um sorriso.
Era como um véu dourado na floresta quando o outono está sobre o mundo. E algumas vezes parecia como o luar nas margens do lago.
Sorria como se seus lábios cantassem numa festa de bodas.
Todavia, era triste com a tristeza do ente alado que não ultrapassa no vôo seu camarada.”

*Extraído do livro “Jesus o Filho do Homem” de Gibran Khalil Gibran. Rio de Janeiro: Mansour Challita, 1975, p. 71.

sexta-feira, julho 21, 2006

Ah! Camões...



Recebi de um amigo um e-mail com uma história interessante, sinceramente não sei se é verdadeira, mas vamos lá.

"Num vestibular da Universidade Federal da Bahia, cobrou-se dos candidatos a interpretação do seguinte trecho de um poema de Camões:

'Amor é fogo que arde sem se ver,
é ferida que dói e não se sente,
é um contentamento descontente,
dor que desatina sem doer'
.

Uma vestibulanda de 16 anos deu a sua interpretação:

'Ah! Camões, se vivesses hoje em dia,
Tomavas uns antipiréticos,
Uns quantos analgésicos
e Prozac para a depressão.
Compravas um computador,
Consultavas a Internet
E descobririas que essas dores que sentias,
Esses calores que te abrasavam,
Essas mudanças de humor repentinas,
Esses desatinos sem nexo,
Não eram feridas de amor,
Mas somente falta de sexo!'

Ganhou nota dez. Foi a primeira vez que, ao longo de mais de 500 Anos, alguém desconfiou que o problema de Camões era falta de mulher..."

quinta-feira, julho 20, 2006

Eleição e amigos


Milton Campbell Campos é um amigo querido, aprendi a conviver democraticamente com pessoas dos mais variados matizes ideológicos, tenho amigos anarquistas, comunistas e liberais(não consegui estabelecer amizade com reacionário)... Milton é um jovem político que cativa a todos os que compartilham a sua alegre presença, um democrata radical, cheio de utopias que não cansa de relatá-las. É esperança de que os setores de centro de nossa sociedade se renovem e equilibrem a gangorra política, contendo os segmentos mais à direita. Em certa ocasião estivemos juntos com o Bueres na Vila do Apeú, beliscando uma excelente carne de sol, a melhor de nossa região, trocamos muitas idéias... Percebi o quanto Milton acredita que a política pode transformar a vida de nosso povo, e isso é cativante e muito importante... É preciso termos esperanças...
Hoje ele ocupa a titularidade da Secretaria Municipal de Infra-Estrutura e Desenvolvimento de Castanhal, além de ser vice-prefeito. É formado em Gestão de Órgãos Públicos pela UNAMA e cursa Direito no CESUPA.
Milton é candidato nessa eleição a deputado federal e com certeza terá o nosso apoio. Desejo muita sorte e sucesso nessa nova empreitada desse dileto amigo.

Eleição: Cara de pau!


Comentário feito no site Charges.com.br:
Caracas! Gênio baiano que salvou o mundo da sede total e das guerras nucleares!!!! Tá vendo por que não tenho candidato à presidência? Não aparece ninguém com esse perfil!

quarta-feira, julho 19, 2006

Veraneio


Não esqueçam, aqui no Pará-Amazônia-Brasil é sempre Verão, o sol é constante...
A fotografia acima é a praia do Pesqueiro em Soure na Ilha do Marajó.
Uma água, um abraço e os corpos quentes e bronzeados no balanço da rede, hehehe...

Cada tirinha é um tapa na cara...






Me lembrou Carlito...


A Arte nos salvará?

Antoine Saint-Exupéry


Duda Bueres sustenta que a humanidade perdeu... A última gota de leite do seio secou e a criança tá no chão esquecida...
Antoine Saint-Exupéry que viveu um momento tumultuado da humanidade - as duas grandes guerras, diante da bárbarie, buscou refletir profundamente o ser adormecido que se revela na amizade...
Talvez, Exupéry repetisse exaustivamente ao descrente Bueres: "Não transformes as tuas convicções em pedras..."
Bueres, caro amigo de terço e terçado, não é possível amar e acreditar que um outro mundo é possível?!

Deixo a reflexão de Exupéry que tanto você (Bueres) desdenha, quiçá, por ser autor de um opúsculo com um título singelo "Pequeno Príncipe"...

"Liberta o Homem, e Ele criará

Eu hei-de esculpir o futuro ao jeito do criador que extrai a obra de mármore a golpes de cinzel. E caem uma a uma as escamas que escondiam o rosto do deus. E os outros dirão: Este mármore continha este deus. Ele o que fez foi encontrá-lo. E o gesto dele não passava de um meio. Mas eu cá digo que ele não calculava, ele forjava a pedra. O sorriso do rosto está muito longe de ser feito de suor, de faíscas, de golpes de cinzel e de mármore. O sorriso não é da pedra, mas sim do criador. Liberta o homem, e ele criará". (Antoine de Saint-Exupéry, in 'Cidadela')

Michael Jackson mascarado?!


Boato na internet (blogosfera): Michael Jackson usa uma máscara que lhe serve de rosto.
Será?!
Não se pode deixar de considerar que esse cara é excêntrico, parece que é remista...

Rosa de Hiroshima (Vinícius de Moraes)


Fico pensando que é possível aprendermos com os poetas, leio poesia para sentir-me vivo! Os poetas, esses seres encantados, médiuns de belezas invisíveis aos olhos dos mortais(nós)... Revelam a natureza humana em toda a sua dimensão - boa e ruim... E como disse em alhures o amigo Carlos Ponte "NÃO É POETA QUEM QUER..." , por isso recorremos aos poetas para discernir a nossa natureza.
Nesses tempos em que a humanidade assiste a mais uma guerra sem sentido. Vinícius de Moraes chama a atenção de todos que querem a paz. O poetinha conseguiu verter em melodia um alerta para toda a humanidade... Não podemos esquecer jamais das crianças, das mulheres e dos homens desarmados e indefesos.
Peço um minuto de reflexão: Paz e Amor!

"Rosa de Hiroshima

Pensem nas crianças
Mudas telepáticas
Pensem nas meninas
Cegas inexatas

Pensem nas mulheres
Rotas alteradas
Pensem nas feridas
Como rosas cálidas

Mas, oh, não se esqueçam
Da rosa da rosa
Da rosa de Hiroshima
A rosa hereditária

A rosa radioativa
Estúpida e inválida
A rosa com cirrose
A anti-rosa atômica

Sem cor sem perfume
Sem rosa sem nada"

Cada tirinha é um tapa na cara...

Duda Bueres & Tico Futrika.


O blog conseguiu a foto (exclusiva) de dois companheiros de mesa de bar, ambos adoram uma cervejinha e estavam lá no Bar do Portela num bate-papo muito animado, conforme a fotografia demonstra. Agora quem é o Duda? e o Tico? Vamos tirar as dúvidas. O Tico é aquele que está mais acima na fotografia, a cabeça é bem avantajada e o joelho podrinho... O Duda está logicamente mais abaixo, calvo e com a sobra de cabelo pintada.
Por favor não confunda um com o outro, são bem diferentes...

As Eleições


Nem Tourinho, nem Robgol... As eleições.

Que vergonha Leão!!!!!


Portuguesa Paulista 2 x 1 Remo;
Ituano 5 x 0 Remo;
Santo André 3 x 0 Remo.
Foram 10 gols em três partidas... O próximo jogo promete, é o Papão da Amazônia que vai sapecar uma surra nos azulinos, quem viver verá.
Nem com o Materazzi o Remo segura o ataque bicolor, arriba Papón!!!!

Canção Póstuma (Cecília Meireles)


Fiz uma canção para dar-te;
porém tu já estavas morrendo.
A Morte é um poderoso vento,
E é um suspiro tão tímido, a Arte...

É um suspiro tímido e breve
como o da respiração diária.
Choro de pomba. E a Morte é uma águia
cujo grito ninguém descreve.

Vim cantar-te a canção do mundo,
mas estás de ouvidos fechados
para os meus lábios inexatos,
- atento a um canto mais profundo.

E estou como alguém que chegasse
ao centro do mar, comparando
aquele universo de pranto
com a lágrima de sua face.

E agora fecho grandes portas
sobre a canção que chegou tarde,
- E sofro sem saber de que Artes
e ocupam as pessoas mortas.

Por isso é tão desesperada
a pequena, humana cantiga,
Talvez dure mais do que a vida,
Mas à Morte não diz mais nada.

Versos a um Coveiro (Augusto dos Anjos)


Numerar sepulturas e carneiros,

Reduzir carnes podres a algarismos,
Tal é, sem complicados silogismos,
A aritmética hedionda dos coveiros!

Um, dois, três, quatro, cinco...Esoterismos
Da Morte! E eu vejo, em fúlgidos letreiros,
Na progressão dos números inteiros
A gênese de todos os abismos!

Oh! Pitágoras da última aritmética,
Continua a contar na paz ascética
Dos tábidos carneiros sepulcrais

Tíbias, cérebros, crânios, rádios e úmeros,
Porque, infinita como os próprios números
A tua conta não acaba mais!

Fonte: Augusto dos Anjos - Eu e Outras poesias - L&PM Pocket

Remorso (Olavo Bilac)



Às vezes uma dor me desespera...
Nestas ânsias e dúvidas em que ando,
Cismo e padeço, neste outono, quando
Calculo o que perdi na primavera.

Versos e amores sufoquei calando,
Sem os gozar numa explosão sincera...
Ah ! Mais cem vidas ! com que ardor quisera
Mais viver, mais penar e amar cantando !

Sinto o que desperdicei na juventude;
Choro neste começo de velhice,
Mártir da hipocrisia ou da virtude.

Os beijos que não tive por tolice,
Por timidez o que sofrer não pude,
E por pudor os versos que não disse!

O redivivo de Damasco...

Num mundo em que a força do argumento é substituída pelo argumento da força, quando perceberes que a esperança desvanece no horizonte da humanidade... Revisite o livro sagrado dos cristãos, leia o Apóstolo Paulo:"Irmãos, orai por nós."(I Tessalonicenses, 5:25). Continuem escutando o redivivo de Damasco...

I Coríntios 13
de Apóstolo Paulo

1 Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o címbalo que retine.
2 E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.
3 E ainda que distribuísse todos os meus bens para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.
4 O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não se vangloria, não se ensoberbece,
5 não se porta inconvenientemente, não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal;
6 não se regozija com a injustiça, mas se regozija com a verdade;
7 tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
8 O amor jamais acaba; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;
9 porque, em parte conhecemos, e em parte profetizamos;
10 mas, quando vier o que é perfeito, então o que é em parte será aniquilado.
11 Quando eu era menino, pensava como menino; mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.
12 Porque agora vemos como por espelho, em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei plenamente, como também sou plenamente conhecido.
13 Agora, pois, permanecem a fé, a esperança, o amor, estes três; mas o maior destes é o amor.

terça-feira, julho 18, 2006

Sobre guerras e crianças...

Nilton Atayde e Locobueres comentavam sobre a guerra no Oriente Médio, o amigo Loco sempre muito passional apresentava argumento para uma Jihad, não podemos esquecer que o Loco é árabe, não é sem razão que ele é louco por quibe.

Assistindo pela TV e acompanhando pela internet o conflito no Oriente Médio, um misto de revolta e aparente impotência nos invade a alma. Vidas medíocres e temperadas por doses generosas de envelhecidos Ballantine's. Amargura pequeno-burguesa, seguida de depressão... Não se domina o impulso para o consumo desenfreado... Mais frustração... O que é tudo isso diante do sofrimento das crianças jogadas no meio desse tabuleiro geopolítico?!
Suas vidas e suas mortes nesse mundo online e pósmoderno servem pra quê?
As alegrias derramadas na calma do lar escoam solenemente através da carne dilacerada e dos destroços encharcados do sangue inocente...
Marshall Berman no livro Tudo que é sólido Desmancha no ar - a aventura da modernidade, Editora Companhia das Letras, 1986, em seu prefácio ao final dizia: "no mundo moderno, aqueles que são mais felizes na tranqüilidade doméstica(as crianças), talvez sejam os mais vulneráveis aos demônios que assediam esse mundo; a rotina diária dos parques e bicicletas, das compras, do comer e limpar-se, dos abraços e beijos costumeiros, talvez não seja apenas infinitamente bela e festiva, mas também infinitamente frágil e precária; manter essa vida exige talvez esforços deseperados e heróicos, e às vezes perdemos. Ivan Karamazov diz que, acima de tudo o mais, a morte de uma criança lhe dá ganas de devolver ao universo o seu bilhete de entrada. Mas ele não o faz. Ele continua a lutar e a amar; ele continua a continuar".

Os países menos beligerantes deveriam mobilizar forças mais rapidamente contra o radicalismo ianque-sionista e influenciar através de políticas econômicas concretas para a democratização dessa região, diminuindo, destarte, o crescimento do hezbolah e hamas.

Sinceramente, com o radicalismo de ambos os lados, a guerra continuará, infelizmente.

Assédio moral no ambiente de trabalho


Um tema muito debatido ultimamente - assédio moral no âmbito das relações entre empregados e empregadores.

A expressão assédio significa insistência impertinente, junto de alguém, com perguntas, propostas ou pretensões indevidas. Somando-se à expressão assédio o qualificativo moral, temos a figura jurídica quando a conduta do empregador atinge moralmente o assediado, provocando situação insuportável, ofendendo a dignidade do empregado.

A CLT não traz dentre as faltas cometidas pelo empregador ou seus prepostos, nem aquelas cometidas pelo empregado, a figura denominada hoje de assédio moral.

Não obstante, ao longo do tempo, antes mesmo da consagração da nova expressão, o artigo 483, letra “e”, da CLT reconhecia como falta “praticar o empregador ou seus prepostos, contra o empregado ou pessoas de sua família, ato lesivo da honra e da boa fama”. De igual modo o artigo 482, letra “b”, da CLT sempre considerou falta passível de dispensa do empregado por justa causa a “incontinência de conduta ou mau procedimento”.

O que resulta da expressão assédio moral é que o mesmo se caracteriza pela repetição de atos que ofendem a dignidade da pessoa vítima da ofensa.

A Constituição Federal de 1988 em seu Inciso III do artigo 1º, consagra a proteção da dignidade da pessoa humana. O trabalhador, além do direito ao salário digno, a Carta Magna reconhece o direito do trabalhador ser tratado como cidadão, merecendo respeito, como contrapartida ao seu dever de respeitar o empregador e seus prepostos.

Sempre que se constata que o empregador, diretamente ou através de seus representantes, age contra o empregado, ofendendo-o em sua dignidade, por meio de atos que se repetem, constrangendo-o ou humilhando-o perante os demais, estamos diante de hipótese de assédio moral.

O assédio moral é verificado em várias ocorrências cotidianas: palavras ou práticas de atos, que acabam atingindo o empregado no aspecto moral, estético, profissional, ou qualquer outro aspecto que atinja sua dignidade. Eis porque pode o empregador vir a ser responsabilizado e condenado a indenizar o empregado quando constatada a hipótese de assédio moral com ofensa à dignidade do empregado, configurando dano moral, que implica direito à indenização, à luz do artigo 5º, V, da Constituição Federal.

Expressões Interessantes II

Dando continuidade ao que foi proposto pelo camarada Xico Rocha trago algumas expressões interessantes retiradas do livro de Deonisío da Silva - De Onde Vêm As Palavras, Editora Mandarim. O autor apresenta a etimologia das palavras em ordem alfabética, sendo um verdadeiro dicionário.

Alea Jacta Est


O general e estadista romano Júlio César (101-44 a.C.) pronunciou esta frase, que significa ‘a sorte está lançada’, em 49 a.C., durante a campanha da Gália. Ele decidira atravessar o rio Rubicão, transgredindo a lei do Senado romano que determinava o licenciamento das tropas toda vez que um general de Roma entrasse na Itália pelo norte. A tradição consagrou-a como sinônimo de decisão importante, tomada após reflexão e seguida de risco. É lembrada quando se quer ressaltar ou não há mais possibilidade de voltar atrás, nem que se queira. Célebre em razão de quem a pronunciou em situação tão dramática, tem sido com freqüência para ilustrar decisões irrevogáveis.

A imprensa é o quarto poder


Esta frase, que expressa em boa síntese a importância que tem a imprensa, deve sua criação ao escritor e grande orador britânico Edmund Burke (1729-1797). Ao lado dos três poderes clássicos de uma sociedade democrática, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário, a imprensa seria o quarto poder pela influência exercida sobre as votações do primeiro, as ações do segundo e as decisões do terceiro. Quem mais divulgou a frase em seus escritos, defendendo a mesma concepção, foi o famoso historiador e crítico inglês Thomas Carlyle (1795-1881). A imprensa foi sempre importante também para nossas letras. Os primeiros romances brasileiros foram publicados em jornais e revistas.

A mulher é a porta do diabo

Esta famosa frase foi originalmente dita e escrita em latim – mulier janua Diaboli – por Santo Agostinho (354-430), bispo de Hipona, na África, doutor da Igreja e um dos pilares da teologia cristã e da filosofia ocidental. Antes de proferi-la, entretanto, levou vida amorosa das mais conturbadas, entregando-se a prazeres que depois condenou. Sua conversão é atribuída às orações de sua mãe, sobre quem escreveu um texto famoso, o Panegírico de Santa Mônica. Para um dialético como Agostinho, nada mais sintomático: sua salvação e perdição foram obras femininas. "A mulher é a porta de Deus" também poderia ser uma frase agostiniana.

segunda-feira, julho 17, 2006

Tirinha dos Malvados

Filme de terror

O menor conto de fadas do mundo

Nílton Atayde mandou uma nova contribuição, é pra relaxar, descansar e recarregar com novas energias o corpo cansado do trampo diário. Vamos ao que o nosso amigo denominou - O menor e melhor conto de fadas do mundo!

"Era uma vez um rapaz que fez um pedido a uma linda garota: - Você quer se casar comigo?

Ela respondeu: - Não!

E o rapaz viveu feliz para sempre, foi pescar, jogou futebol, conheceu muitas outras garotas, visitou muitos lugares, sempre estava sorrindo e de bom humor, nunca lhe faltava grana, bebia cerveja com os amigos sempre que estava com vontade e ninguém mandava nele.

A moça teve celulite, varizes, os peitos caíram e ficou sozinha.

FIM."

sábado, julho 15, 2006

Leilões Bizarros


O blog Cocadaboa informa que no Leilões Bizarros tá rolando o leilão do livro do Parreira, pra quem interessar:
Preço: R$ 8,99
Localização: São Paulo
Finaliza em: 10/07/2006

sexta-feira, julho 14, 2006

A versão final sobre a cabeçada do Zidane by Ivan


O Ivan, realmente é terrível, mandou um comentário para o blog, não somos túmulo e resolvemos publicar. É uma nova versão dada pela televisão francesa, revelação feita pelo próprio Zizou envergonhado, que confirmou a leitura labial feita pelo LocoBueres, vamos ao texto do amigo Ivan:

"Vejam só o diálogo que motivou o francês Zizou a dar a cabeçada no italiano Materazzi, traduzido por meio da leitura labial:Materazzi: "...ei Zidane, você tá no final da sua carreira, seu velho Argelino..."
Zidane:"...ao menos eu já fui campeão do Mundo..." (ainda calmo)
Materazzi: "...seu careca viado... você não toma banho, é bichona e sua irmã é prostituta..."
Zidane: "...eu sou ídolo na Espanha, na França, e você?" (ainda calmo)
Materazzi: "...você vai encerrar a carreira no Clube do Remo, que é um timinho LANTERNA, de terceira divisão e de viados em Belém do Pará, no Brasil..."
Zidane: "...seu FDP!! tá me tirando??" (parte pra cima e dá a cabeçada que o tirou do jogo).
Realmente o Zizou tinha razão! Por sorte não foi o jogador de camisa AZUL o agressor nesse episódio, porque teríamos visto em plena Copa do Mundo de Futebol uma "nadegada", ao invés de uma cabeçada."

Ivan pegou pesado no final por tirar conclusões precipitadas dos remistas... "mas que se dane o mundo eu não me chamo Raimundo".
Estão dizendo por aí que o Leão Azul é o time patrocinado pela Ray-o-Vac.