segunda-feira, julho 17, 2006

O menor conto de fadas do mundo

Nílton Atayde mandou uma nova contribuição, é pra relaxar, descansar e recarregar com novas energias o corpo cansado do trampo diário. Vamos ao que o nosso amigo denominou - O menor e melhor conto de fadas do mundo!

"Era uma vez um rapaz que fez um pedido a uma linda garota: - Você quer se casar comigo?

Ela respondeu: - Não!

E o rapaz viveu feliz para sempre, foi pescar, jogou futebol, conheceu muitas outras garotas, visitou muitos lugares, sempre estava sorrindo e de bom humor, nunca lhe faltava grana, bebia cerveja com os amigos sempre que estava com vontade e ninguém mandava nele.

A moça teve celulite, varizes, os peitos caíram e ficou sozinha.

FIM."

10 comentários:

Anônimo disse...

Eu hein!

Mari

citadinokane disse...

O cara se deu bem e a mulher mal, machista né?!

Mari disse...

Não sei de onde o Nilton Atayde tirou isso. Horrible, terrible...
Fiquei surpresa, pois ele não parece ser lixa numero 10. Começo a achar que é melhor você deixar a foto do sacrifício do garoto e tirar este conto. Isso não é contribuição. Ficam os meus protestos.

Abraços.

Mari

citadinokane disse...

Foi um chute no "politicamente correto"...
Mas ele tem crédito.
Um abraço fraterno,
Pedro

Anônimo disse...

Tá bom Pedro. Pelo Dalai Lama, ele está perdoado.

Abraços fraterníssimos em ambos.

Mari

citadinokane disse...

Perdoar faz bem, hein?!
Pedro

marisanblog disse...

Pedro, às vezes és muito romântico. Isso é bom. Já percebi que "não perdes a ternura jamais".

Abrçs ternos.

Mari

citadinokane disse...

Ando devagar porque já tive pressa...

marisanblog disse...

Mas também, devagar quase parando, é ruim hein, assim não dá. Fala sério. rsrs

Hoje, eu também prefiro, apesar do "mundocão", um pouco de câmera lenta. Não dá, é muito estresse ou stress como queira rsrs

A propósito, invadi o teu e-mail o ....13@... e solicitei, que se possível publicares em teu blog a poesia Vida - Mário Quintana, não sei se recebeste, concordas, dá um retorno.

Abraços fraterníssimos.

Mari

citadinokane disse...

Vou lá e depois dou o retorno, ok?!