quarta-feira, setembro 27, 2006

Ô Flor...



Cultivei a flor que aparece acima, ela está no meu escritório, sou responsável por ela e todos os dias exerço o prazer de regá-la...

E veja como ela me retribui, sorri todos os dias com cores vivas e uma textura maravilhosa...

Ô Flor!

20 comentários:

Navi Leinad disse...

Quero saber com que líquido ela é regada... hehehehehehehehehehe! Pedro e sua flor: a bela e a fera (não nessa ordem, claro).

citadinokane disse...

Ivan,
Só com espumante, é claro! Ela só vive sorrindo, né?!
Abraços poeta,
Pedro

Paola Vannucci disse...

As palavras ecoadas nos seus ouvidos,
são palvras de luta de Paz de amor e Harmonis
sÃo palavras que gostaria de gritar ao mundo sem que me matassem por que tenho um ideal
pois os que se manifestam um dia morrem,
entao prefiro manifestar-me em meus escritos
para um dia ter a certeza de quando morrer
todos se lembrarem da propagação da Paz

Na vida não somos nada sem gana de viver
Por tanto Luto em nome da Paz e igualdade dos povos

Obrigada por suas palavras que muito me enterneceram

Voltarei aqui sempre...

Paola

Prestes ainda antes do findar 2006 publicarei um romance....

Direito & Esquerdo disse...

Nelito,

Além do preparo de drinks.
Cultivo de flores, agora.
Qual será a próxima novidade?
Um amplexo
Bruno

Mikas disse...

è mto linda a flor, como se xama? Só tenho uma planta em casa mas já tá mto grande, qualquer dia tenho que lhe dar a reforma

Mulher Subjeto disse...

é por isso que cada dia mais tenho trocado o convívio com os homens pelo cultivo das flores
elas sabem ser generosas.

Lu Rosário disse...

E é um presente para vc ver toda esta formosura hein?

citadinokane disse...

Paola,
As palavras que ainda ecoam, são palavras que nos chamam para a vida...
Os poetas possuem uma chave de um portal de uma outra dimensão, eles abrem e fecham quando querem.
Escrevi um post sobre Walt Whitman, poeta americano, as idéias dele são muito próximas de ti Paola.
Gostei e irei te visitar, para quando morrer não ter a sensação de não ter vivido...
Abraços e estrelas,
Pedro

citadinokane disse...

D. Soeiro,
Sabes que as possibilidades são imensas.
Não cultivo somente flores, cultivo amizades... E és testemunha do esforço que faço para mantê-las.
Abraços,
Pedro

citadinokane disse...

Mikas,
Cuidar de plantas dá muito trabalho, elas são totalmente dependentes. Sem água, elas morrem. Sem ventilação e sol, elas ficam feias.
Já vão alguns anos cuidando de muitas, o meu escritório é uma floresta no meio da Amazônia.
Não reclamo, curto e usufruo de todo esse cuidado, me entristeço com as pragas que corroem as folhas, me alegro com o beija-flor que todo dia vai namorar com as minhas flores... É demais, ainda irei fotografá-lo, prometo.
Ah! ia esquecendo, o nome da flor é Azaléia.
Antes que eu esqueça, de vez em quando, tenho que podá-las, tu dizes - reformar.
Abraços,
Pedro

citadinokane disse...

Mulher Subjeto,
Sem dúvida alguma, elas são generosas.
Mas não esqueça existem muitas pessoas generosas... Sou uma pessoa simples, homem comum, e já encontrei um bocado.
Basta olhar com mais atenção, ok?!
Muito obrigado por visitar o blog, serás sempre bem vinda.
Abraços,
Pedro

citadinokane disse...

Lu,
Existem outras flores que sorriem para mim, mas essa não me cobra nada, apenas sorri e só. Uma beleza de verdade, podes crer.
Abraços,
Pedro

Augusto Nunes disse...

Meu Mestre e Guru

A cada dia me surpreendo um pouco mais a medida em que vou descobrindo novas facetas de sua complexa e única personalidade.

O Patriarca a minha família, que era um sábio, também cultivava este hábito. De repente ví, na singeleza desta cena, as mãos magras de meu avô, acaraciando suas flores.
Saudades de você vovô...

Pedro és também um sábio! E eu, um aprendiz privilegiado por desfrutar de sua sabedoria.

Abraços Irmão.

Augusto

marisanblog disse...

Pedro,

Essa deve ser a consciência de muitas coisas na vida. Cultive, regue, para obter sorrisos. Muita legal este post.

Beijos

Mari

citadinokane disse...

Augusto,
Fico feliz em compartilhar contigo emoções sérias, outras nem tanto, às vezes até jocosas, é verdade... Afinal, a vida nos cobra energia para carregar os fardos que engendramos na laboriosa arte da convivência entre os venturosos, e como tateamos com dificuldades o caminho da superação, aqui e acolá, precisamos olhar para os lados e descansar um pouco para seguir adiante com determinação. E são nesses momentos que abrimos o coração para escutar os que passam e aqueles que descansam ao nosso lado...
Muita paz no teu grande coração e saúde para todos os que te rodeiam,

Pedro

Lila Magritte disse...

Esa flor es una reina de belleza completamente natural. Una creación admirable, pero fugaz como una mariposa. Por ahora, sólo hay que amarla y regarla.

Anônimo disse...

Embora você a regue todos os dias (ou quase), lembro que esta linda flor e seu vaso são meus.

Bjs.

Fátima

citadinokane disse...

Mari,
As flores sorriem...

citadinokane disse...

Lila,
É o que faço...

citadinokane disse...

Fafá,
Sempre teus... Sempre...
Beijos,
Ô Flor

Pedro