quinta-feira, novembro 30, 2006

Blogagem Coletiva

O dia 1 de dezembro foi escolhido por vários blogs para uma blogagem coletiva, isto é, o mesmo tema abordado por todos. Fui convidado e aceitei. Vamos ao assunto.
A morte por anorexia da modelo brasileira Ana Carolina, não só fez soar um alarme no mundo da moda, mas, sobretudo, nas famílias brasileiras, é hora de dar um basta na ditadura das medidas famélicas, esquálidas e famigeradas.
O meu amigo Tico, entende que deveria ser deflagrada pela imprensa uma campanha, boicotando todos os eventos de moda em que as modelos tivessem Índice de Massa Corporal (IMC) abaixo de 18.
Concordo com o Tico, mas o ideal seria abaixo de 17. Huumm... Como é linda Cindy Crawford... Cláudia Schiffer, ula lá! Vejo uma curvinha aqui outra ali, é isso mesmo: Não aceitaremos IMC abaixo de 17, ok?!
É um absurdo a Jeísa Chiminazzo(IMC 14,7) parece que saiu de um campo de concentração da 2ª Guerra Mundial, não é saudável, não parece saudável...
Esclarecendo, o índice de massa corporal(IMC) aponta a relação entre o peso e a altura de uma pessoa.
No fim dos anos 80 Linda Evangelista tinha IMC - 17,5.
Início dos 90: Cindy Crawford tinha IMC -18,2; Cláudia Schiffer IMC - 17,5; Elle Macpherson IMC - 16,7.
Fim dos anos 90: Kate Moss IMC - 16,6.
Hoje: Gisele Bündchen IMC - 16,2; Ana Beatriz Barros IMC - 16; Jeísa Chiminazzo IMC - 14,7.

Nunca foi tão apropriado o slogan da blogagem coletiva: "Seja dona do seu belo nariz. Dite moda! Não deixe que ela te edite."
Amigos e amigas da blogosfera, podemos unir nossas energias e difundir essa campanha e quem sabe salvarmos a vida de milhares de crianças e adolescentes de todo mundo.
É importante não submetermos as nossas filhas e filhos ao consumismo maluco do mundo globalizado, é possível reagir, mãos à obra!!!!

Eu nunca guardei rebanhos...

Ontem foi fechado mais um ciclo de minha vida.
Não fiquei triste, era necessário, apenas necessário e pronto, e mais nada. Toda separação, todo afastamento é sempre muito trágico e tenso, no meu caso não foi, diria fez-se necessário e só.
Não é possível afastar-se sem deixar algumas palavras, e juro por tudo que é mais sagrado que gostaria de deixar algumas palavras... Mas, elas insistem em escapar-me, o que fazer?!
Uma voz lá no meu inconsciente diz: relaxar, desarmar o coração, não magoar...
Garanto não há mágoas, não consigo juntar sentimentos ruins, me sinto muito bem, a garganta não travou, e ainda suspirei de lado e até dei um sorriso...
Foram anos e agora tudo acabou...
Minhas mãos se contraem, e os punhos cerrados, batem na mesa e a voz se lança no espaço e afirma: Valeu a pena!
Arrumo os livros, separo alguns cd's para escutá-los daqui a pouco, o celular toca, é o amigo Dias, lembrou-me de um compromisso, anoto em minha agenda o compromisso.
Lembrei-me dos amigos, vários, mas eis o locobueres, hoje tão distante, descobrindo novas possibilidades; Tico com tantas preocupações materiais, sem tempo pra gente, está perdoado é muito jovem...
Ah! Gostaria de encontrar o Sr. Godot, contaria as minhas aflições de maneira poética, graças ao bom Deus, Fernando Pessoa continua existindo...
Por isso, conto com Fernando Pessoa e o "Guardador de Rebanhos", para expressar os meus sentimentos, e como esses versos exprimem o que sinto, basta uma parte da poesia de Pessoa, para o coração bater reconfortado e feliz, ok?

"Eu nunca guardei rebanhos,
Mas é como se os guardasse.
Minha alma é como um pastor,
Conhece o vento e o sol
E anda pela mão das Estações
A seguir e a olhar.
Toda a paz da Natureza sem gente
Vem sentar-se a meu lado.
Mas eu fico triste como um pôr de sol
Para a nossa imaginação,
Quando esfria no fundo da planície
E se sente a noite entrada
Como uma borboleta pela janela.

Mas a minha tristeza é sossego
Porque é natural e justa
E é o que deve estar na alma
Quando já pensa que existe
E as mãos colhem flores sem ela dar por isso.

Como um ruído de chocalhos
Para além da curva da estrada,
Os meus pensamentos são contentes.
Só tenho pena de saber que eles são contentes,
Porque, se o não soubesse,
Em vez de serem contentes e tristes,
Seriam alegres e contentes.

Pensar incomoda como andar à chuva
Quando o vento cresce e parece que chove mais.
Não tenho ambições nem desejos
Ser poeta não é uma ambição minha
É a minha maneira de estar sozinho.

E se desejo às vezes
Por imaginar, ser cordeirinho
(Ou ser o rebanho todo
Para andar espalhado por toda a encosta
A ser muita cousa feliz ao mesmo tempo),
É só porque sinto o que escrevo ao pôr do sol,
Ou quando uma nuvem passa a mão por cima da luz
E corre um silêncio pela erva fora.

Quando me sento a escrever versos
Ou, passeando pelos caminhos ou pelos atalhos,
Escrevo versos num papel que está no meu pensamento,
Sinto um cajado nas mãos
E vejo um recorte de mim
No cimo dum outeiro,
Olhando para o meu rebanho e vendo as minhas idéias,
Ou olhando para as minhas idéias e vendo o meu rebanho,
E sorrindo vagamente como quem não compreende o que se diz
E quer fingir que compreende.

Saúdo todos os que me lerem,
Tirando-lhes o chapéu largo
Quando me vêem à minha porta
Mal a diligência levanta no cimo do outeiro.
Saúdo-os e desejo-lhes sol,
E chuva, quando a chuva é precisa,
E que as suas casas tenham
Ao pé duma janela aberta
Uma cadeira predileta
Onde se sentem, lendo os meus versos.
E ao lerem os meus versos pensem
Que sou qualquer cousa natural .
Por exemplo, a árvore antiga
À sombra da qual quando crianças
Se sentavam com um baque, cansados de brincar,
E limpavam o suor da testa quente
Com a manga do bibe riscado." (8/3/1914)

quarta-feira, novembro 29, 2006

A Resposta de David Carneiro

Escrevi um post sobre as pessoas imprescindíveis, tratei naquele momento sobre a experiência de um grupo de jovens universitários, estudantes de direito, capitaneado pelo jovem David Carneiro, e expressava a minha alegria de que havia esperança, ainda...
Falei por telefone com o nosso jovem amigo e até havia adiantado que Luciane Fiuza estava disposta a dar "uma força" na parte de comunicação, visto que a nossa querida Luciane é estudante de Comunicação.
Recebi o comentário de David e resolvi publicá-lo, compartilho com todos a resposta de David.

"Meu caro amigo Pedro Nelito!
Apesar do pouco tempo que nos conhecemos, te chamo de amigo pela estima e admiração que passei a ter por ti desde o nosso encontro. E como foi rápido. Peço desculpas também pela demora em responder o post, passei esse tempo sem internet. Bem, primeiro gostaria de agradecer as palavras elogiosas a mim e aos meus companheiros. Elas nos dão muita força para continuarmos a trabalhar cada vez mais para a construção de uma sociedade justa, livre e feliz. São adjetivos tão simples, talvez até um tanto abstratos, mas não creio que existam melhores para expressar aquilo com o que sonhamos.Talvez ninguém tenha saído mais renovado do nosso encontro que eu. Se por um lado a força da nossa juventude tem o poder de renovar as esperanças dos companheiros mais maduros, a convicção desses companheiros tem o poder de dar a segurança necessária à esperança, segurança sem a qual a esperança se torna apenas uma bela poesia.
Essa segurança é justamente a certeza de saber que essa vontade de mudar as coisas é capaz de sobreviver aos anos e decepções da vida. É claro que a convicção sem a esperança também se torna apenas a canção do que poderia ter sido, ou um otimismo distante que espera chegar um novo motivo para se acreditar nas coisas.
Assim penso porque nem sempre fui sonhador e nem sempre busquei a convicção que dá segurança à esperança. No meu caso, definitivamente, minha vontade de mudar as coisas não é coisa de jovem. Portanto, quem quiser usar esse argumento para me dissuadir vai se ferrar. Na verdade, aprendi a sonhar com as pessoas mais velhas, tanto da minha família, como com alguns políticos, sindicalistas e militantes do movimento social com os quais convivi. Talvez por isso a minha utopia pareça um amor do tempo da madureza, no bom estilo de Drummond.
Se eu sou otimista? Sim. Mas sou um otimista trágico, como diz o professor Boaventura de Sousa Santos, que não desconhece a perplexidade dos nossos dias, mas não consegue se acostumar com ela. Talvez eu seja mesmo um pessimista, mas um pessimista orgulhoso, como se auto-intitulava o professor Darcy Ribeiro, que perdeu quase todas as batalhas das quais participou, mas manteve o pé firme porque o pior mesmo era ganhar estando do outro lado.
É bom saber que agora podemos contar contigo, Pedro. E como precisamos.
Acho difícil que sejamos maioria entre estudantes e advogados. Mas vamos ser uma minoria chatinha, daquelas bem barulhentas, teimosas em mostrar um outro caminho possível. Vamos ser diferentes, inverter um pouco aquela história de que devemos ser incendiários aos vinte e bombeiros aos 40, até porque hoje a universidade e a OAB já tem bombeiros demais. Vamos ser nada além de nós mesmos e dessa coisa que fica martelando dentro da gente, com todas essas idéias e sonhos, que às vezes... puta-que-pariu! Não é que dão certo?! Muitas vezes dá errado também, mas como é bom tentar sempre. Isso faz de nós um pouco de nós mesmos.
Um grande abraço meu amigo!"
29/11/06 17:33

Campanha contra o tabagismo

Li no Almanaque do "Barão de Itararé":
"Epitáfio
Num cemitério de São Paulo há um epitáfio com as seguintes palavras:
Aqui jazem os meus ossos,
Esperando pelos vossos."

Não suporto o patrulhamento sobre os fumantes, não gosto de cigarro, mas considero um exagero o comportamento das pessoas contra o cidadão que gosta de "queimar" a saúde, apreciando um "branquinho"... Deixa o cara fumar!!! Agora se ele quer parar de fumar, vamos oferecer condições para que isso ocorra.
"Meus heróis morreram de overdoses, meus inimigos estão no poder..." Mas nem por isso me tornei amargo, o Cabeção quando bebe cevada fica doido pra fumar, na verdade nem sabe fumar, solta fumaça desbragadamente, é muito engraçado... Ele acha um charme, "bobinho" vai queimando um pouco do que resta de saúde.
Locobueres depois de quarenta anos voltou a fumar, decorrência de uma dor, uma desilusão amorosa, passou a fumar cinco maços, coisa de poeta, pelo menos não cortou os pulsos, resistiu, graças ao bom Deus...
Abaixo uma campanha de grande impacto contra o hábito de fumar tabaco, é claro! Como diria a amiga lusitana Mixikó - bad, bad, bad...



Tirar água do joelho...

Mas... uma boca aberta? Esperando...
O meu amigo Bruno diria: xixi!
Segundo o machista Duda Bueres "homem não faz xixi", mija e pronto, sem biquinho.


Banheiro em Paris, olha só as fotografias na frente do "mijador", é pura intimidação, assim não dá pra ser feliz, né?!

terça-feira, novembro 28, 2006

Mentiroso

Onde está a palavra mentiroso?

Manual para quem bebe socialmente...

Não é possível, agora o Cabeção resolveu entupir a minha caixa de e-mail com cultura inútil, pede que seja publicado e sem demora, quanto exigente o meu amigo, ah! a amizade nos impõe cada situação, rsrsrs...
Alguém descolou pra ele um tal de Manual não-sei-do-quê, candidamente o Cabeça acentua ao final do e-mail: "IMPORTANTE: repasse essa mensagem para seus amigos bebuns. Eu recebi e também estou fazendo a minha parte... E se não encaminhares, arderás no fogo do inferno e etc..."
Sinceramente, não consigo ler os meus textos obrigatórios, porque o Cabeção, meu amigo, precisa dar vazão a uma solidariedade esquisita, acompanhada de uma praga, mas que amizade!? Mas, não vamos aqui virar espírito de porco, de repente esta praga... huum não-sei-não... É melhor não arriscar, né?! Vamos ler logo o Manual do Cabeção:

MANUAL DO ADEPTO A BEBER SOCIALMENTE:

Palavras que são DIFÍCEIS de dizer quando você está bêbado:
- Indubitavelmente.
- Preliminarmente.
- Proliferação.
- Inconstitucional.

Palavras que são EXTREMAMENTE DIFÍCEIS de dizer quando você esta bêbado:
- Especificidade.
- Transubstanciado.
- Verossimilhança.
- Três tigres.

Palavras que são TOTALMENTE IMPOSSÍVEIS de dizer quando você está bêbado:
- Puta merda que menina feia !!!
- Chega, já bebi demais.
- Cai fora, você não é o meu tipo...

COMO AGIR NAS SEGUINTES SITUAÇÕES:

SINTOMA Nº 1 - Pés frios e úmidos.
CAUSA: Você está segurando o copo pelo lado errado.
SOLUÇÃO: Gire o copo até que a parte aberta esteja virada para cima.

SINTOMA Nº 2 - Pés quentes e úmidos.
CAUSA: Você fez xixi(urinou).
SOLUÇÃO: Vá trocar a calça.

SINTOMA Nº 3 - O chão está embaçado.
CAUSA: Você está olhando para o chão através do fundo do seu copo vazio.
SOLUÇÃO: Compre outra cerveja ou similar.

SINTOMA Nº 4 - As pessoas falam e você ouve um misterioso eco.
CAUSA: Você está com o copo de cerveja na orelha.
SOLUÇÃO: Largue mão de ser palhaço.

SINTOMA Nº 5 - A parede a sua frente está cheia de luzes.
CAUSA: Você já caiu de costas no chão.
SOLUÇÃO: Posicione seu corpo a 90 graus do solo.

SINTOMA Nº 6 - O chão começa a se mover.
CAUSA: Você está sendo carregado ou arrastado.
SOLUÇÃO: Pergunte se estão te levando para outro bar.

SINTOMA Nº 7 - O local ficou completamente escuro.
CAUSA: O bar fechou.
SOLUÇÃO: Peça para o garçom te ensinar o caminho de casa.

SINTOMA Nº 8 - O motorista do táxi é um elefante cor-de-rosa.
CAUSA: É pura bebedeira.
SOLUÇÃO: Peça ao elefante que o leve para o hospital mais próximo.

SINTOMA Nº 9 - A danceteria se move muito, muitas luzes piscam e a música é muito repetitiva.
CAUSA: Você está em uma ambulância.
SOLUÇÃO: Não tente dançar que é coma alcoólico.

SINTOMA Nº 10 - Uma luz forte está cegando seus olhos.
CAUSA: Já é meio dia e você está largado na grama do jardim.
SOLUÇÃO: Vá trabalhar vagabundo que já é segunda feira.

SINTOMA Nº 11 - Você está olhando um espelho que se move.
CAUSA: Você está bem posicionado para vomitar em uma latrina.
SOLUÇÃO: Atole(enfia) o dedo na garganta.

SINTOMA Nº 12 - Seu quarto está rodando.
CAUSA: Isso prova que você já está em casa.
SOLUÇÃO: Espere sua cama passar, agarre-a, deite e vá dormir seu “Pau D’cana”.

Ilusão, mais ilusão e ilusão...

Cadê o cachorro?

Mordida sensual

Minha mãe afirma que, quando eu tinha 1 ano, conseguia morder o dedão do pé direito, igualzinho a imagem abaixo, hoje é impossível fazê-lo, a musculatura enrijecida não permite, mas aposto no amigo Cabeção, o gajo é ginasta, tem uma flexibilidade incrível, às vezes até o chamamos de homem-elástico... Agora, repare como a moça na foto morde com vontade e sensualidade o dedão... rsrsrs... O colar no pescoço, muita classe... Huumm...

O obstáculo no nosso caminho


Recebo várias mensagens e quero compartilhar uma pequena historinha, sempre uma oportunidade de aprender...

Em tempos bem antigos, um rei colocou uma pedra enorme no meio de uma estrada.Então, ele se escondeu e ficou observando para ver se alguém tiraria a imensa rocha do caminho.
Alguns mercadores e homens muito ricos do reino passaram por ali e simplesmente deram a volta pela pedra.
Alguns até esbravejaram contra o rei dizendo que ele não mantinha as estradas limpas, mas nenhum deles tentou sequer mover a pedra dali.
De repente, passa um camponês com uma boa carga de vegetais. Ao se aproximar da imensa rocha, ele pôs de lado a sua carga e tentou remover a rocha dali. Após muita força e suor, ele finalmente conseguiu mover a pedra para o lado da estrada.Ele, então, voltou a pegar a sua carga de vegetais mas notou que havia uma bolsa no local onde estava a pedra.A bolsa continha muitas moedas de ouro e uma nota escrita pelo rei que dizia que o ouro era para a pessoa que tivesse removido a pedra do caminho.
O camponês aprendeu o que muitos de nós nunca entendeu: "Todo obstáculo contém uma oportunidade para melhorarmos nossa condição".

domingo, novembro 26, 2006

O que faz bem pra saúde?

Texto de Luiz Fernando Veríssimo é bom ver o que faz bem pra saúde, né?!


O QUE FAZ BEM PRA SAÚDE? (Luiz Fernando Veríssimo)

Cada semana, uma novidade.
A última foi que pizza previne câncer do esôfago.
Acho a maior graça.
Tomate previne isso, cebola previne aquilo, chocolate faz bem, chocolate faz mal, um cálice diário de vinho não tem problema, qualquer gole de álcool é nocivo, tome água em abundância, mas peraí, nãoexagere...
Diante desta profusão de descobertas, acho mais seguro não mudar de hábitos.
Sei direitinho o que faz bem e o que faz mal pra minha saúde.
Prazer faz muito bem.
Dormir me deixa 0 km.
Ler um bom livro faz eu me sentir novo em folha.
Viajar me deixa tenso antes de embarcar, mas depois eu rejuvenesço uns cinco anos.
Viagens aéreas não me incham as pernas, me incham o cérebro, volto cheio de idéias.
Brigar me provoca arritmia cardíaca.
Ver pessoas tendo acessos de estupidez me embrulha o estômago.
Testemunhar gente jogando lata de cerveja pela janela do carro me faz perder toda a fé no ser humano.
E telejornais os médicos deveriam proibir - como doem!
Essa história de que sexo faz bem pra pele acho que é conversa, mas mal tenho certeza de que não faz, então, pode-se abusar.
Caminhar faz bem, dançar faz bem, ficar em silêncio quando uma discussão está pegando fogo faz muito bem: você exercita o autocontrole e ainda acorda no outro dia sem se sentir arrependido de nada.
Acordar de manhã arrependido do que disse ou do que fez ontem à noite é prejudicial à saúde.
E passar o resto do dia sem coragem para pedir desculpas, pior ainda.
Não pedir perdão pelas nossas mancadas dá câncer, não há tomate ou muzzarela que previna.
Ir ao cinema, conseguir um lugar central nas fileiras do fundo, não ter ninguém atrapalhando sua visão, nenhum celular tocando e o filme ser espetacular, uau! Cinema é melhor pra saúde do que pipoca.
Conversa é melhor do que piada.
Beijar é melhor do que fumar.
Exercício é melhor do que cirurgia.
Humor é melhor do que rancor.
Amigos são melhores do que gente influente.
Economia é melhor do que dívida.
Pergunta é melhor do que dúvida.
Tomo pouca água, bebo mais que um cálice de vinho por dia, faz dois meses que não piso na academia, mas tenho dormido bem, trabalhado bastante, encontrado meus amigos, ido ao cinema e confiado que tudo isso pode me levar a uma idade avançada.
Sonhar é melhor do que nada.

sábado, novembro 25, 2006

Frases de Caminhão, de novo...


Olha só as frases de pára-choque de caminhão, de novo... São muitas frases, escolhemos algumas, ok?! Vamos ler, ôpa, antes de começar a leitura, deixa explicar, o homem-aranha é em homenagem ao amigo Tico Futrika, é incrível, mas ele dança igualzinho ao homem-aranha, valeu amigão:

Se ruga fosse sinal de velhice, meu saco era Pré-Histórico.
Mais virgindades já se perderam pela curiosidade do que pelo amor.
Se andar fosse bom pra saúde, o carteiro seria imortal.
Mulher feia é igual a ventania, só quebra galho.
Mulher é que nem lençol: Da cama para o tanque, do tanque para a cama.
Quem dá aos pobres, tem que rachar o Motel!
Deus pôde fazer o mundo em 6 dias porque não tinha ninguém perguntando quando ia ficar pronto.
A semelhança entre o entregador de pizza e o ginecologista, é que os dois sentem o cheiro, mas não podem comer.
Se barba fosse respeito, bode não tinha chifre.
Se tamanho fosse documento o elefante era dono do circo.
A mulher foi feita da costela...imagine se fosse do filé.
Cada ovo comido é um pinto perdido.
Adoro as rosas, mas prefiro as trepadeiras...
Se chiar resolvesse, Sal de Frutas não morria afogado.
Quem tem olho gordo, usa colírio diet.
Aonde vamos parar? Até Papai-Noel anda saindo com veados.
Seja legal com seus filhos. Eles que vão escolher seu asilo.
Eu sempre me importei com a beleza interior da mulher. Uma vez dentro...beleza!
Sexo grátis, amor a combinar.
Se o amor é cego o negocio é apalpar.
Se sua mulher pedir mais liberdade, compre uma corda mais comprida..

Compreensão e tolerância.

Recebi a pequena historinha da amiga Anita Queiroz, fiquei quietinho analisando a profundidade do que foi exposto, precisamos com certeza atentar para várias coisas que rodeiam o nosso cotidiano, palavra chave: tolerância.
Compartilho com todos a historinha, quero confessar sinto uma tristeza profunda, escrever diminui muito a dor da adaga que a vida crava em nossa costa, urgh!!!
Vamos ler e refletir:

Um sujeito estava colocando flores no túmulo de um parente, quando vê um chinês colocando um prato de arroz na lápide ao lado.

Ele se vira para o chinês e pergunta: - Desculpe, mas o senhor acha mesmo que o defunto virá comer o arroz?

E o chinês responde: - Sim, quando o seu vier cheirar as flores.

Moral da História: "Respeitar as opções do outro, em qualquer aspecto, é uma das maiores virtudes que um ser humano pode ter. As pessoas são diferentes, agem diferentes e pensam diferentes. Portanto, nunca julgue. Apenas tente compreender."


"O pior dos problemas da gente é que ninguém tem nada com isso." (Mario Quintana)

História, cultura africana e Escola

Queridos recebo por e-mail a página da Agência Carta Maior, são muitas informações importantes, destaco a que trata sobre a resistência de Escolas e professores na implementação do currículo escolar com temática sobre a história e a cultura africana, vou colar a notícia para refletirmos o quanto ainda nos falta avançar para alcançarmos uma sociedade sem preconceito racial e com justiça social:

"CONSCIÊNCIA NEGRA

Lei fica no papel e escola pública não ensina História da África
Consulta em três capitais mostra que a formação de professores para essa área continua ineficiente quase quatro anos após a aprovação da lei que inclui no currículo escolar o ensino de história e cultura africana.

Beatriz Camargo* – Especial para a Carta Maior

SÃO PAULO – A sanção da lei 10.639 - que inclui a temática História e Cultura Afrobrasileira e Africana no currículo escolar - foi uma das primeiras medidas do governo Lula, em janeiro de 2003. Quase quatro anos depois, no entanto, organizações envolvidas com educação e igualdade racial avaliam que, apesar dos avanços, ainda é necessário mais empenho para superar as barreiras de "500 anos de história equivocada."Embora altere a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), a lei 10.639 ainda não é conhecida por muitas escolas, fato admitido pelo próprio diretor de ações afirmativas da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) do governo federal, Jorge Carneiro. "O governo assumiu essa agenda, da promoção social. É uma agenda histórica, que enfrenta dificuldades. São 500 anos de dívida cultural", justifica. Segundo ele, estão atualmente em discussão maneiras de levar a lei para todos os municípios do Brasil, através de avanços na sua divulgação e implementação.Em fase de finalização, uma consulta realizada pela ONG Ação Educativa nas séries de Educação Infantil e Fundamental II de 15 escolas públicas revela que, apesar de já haver material sobre o tema e de ele ser conhecido por professores e funcionários - como bibliotecários, por exemplo -, ainda não há impacto sobre os alunos."A formação do educador não pode contemplar só a questão dos conteúdos, mas discutir como o racismo se manifesta na escola, os conceitos de discriminação e racismo, além de procurar abordar valores", propõe Camilla Croso, coordenadora pela Ação Educativa da consulta. Só assim, ela defende, será possível preparar devidamente os professores para abordar o tema em sala de aula. A pesquisa foi aplicada em Salvador (BA), Belo Horizonte (BH) e São Paulo (SP) em parceria com Centro de Estudos Afro-Orientais da Universidade Federal da Bahia (Ceafro-UFBA), Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades (Ceert) e Movimento Interforuns de Educação Infantil do Brasil (Mieib).
Maria Luiza Passos, educadora do Ceafro que acompanhou a consulta em Salvador, ressalta que a maioria dos professores não teve acesso a um conteúdo aprofundado sobre África nas escolas e faculdades, fato que dificulta a aplicação do tema.
"Até há pouco tempo, nós estudávamos Egito como se fosse fora da África", lembra. "Queremos uma formação de qualidade em todos os níveis, que traga a percepção de África enquanto berço civilizatório da humanidade. Não é só para falar do continente pela musicalidade e culinária, porque no Brasil isso vem sendo feito há quase 500 anos..."
A equipe que está analisando os resultados da consulta - que envolveu professores, funcionários, estudantes e pais - também percebeu um grande potencial de aplicação do assunto na sala de aula.
Em relação à pergunta do questionário "o que você gostaria de saber sobre história e cultura africana?", as crianças deram respostas variadas, demonstrando curiosidade por rituais, pela arte, pela maneira como as crianças brincam na África, como lidam com a morte etc. "Isso é incrível, revela que elas estão abertas para saber mais sobre o tema e que existem diferentes maneiras de abordá-lo", analisa Camilla Croso.
Um terceiro dado da consulta já identificado é a grande distância dos pais em relação à escola, algo que dificulta a implementação de políticas educacionais. Os questionários aplicados incluíam uma pergunta sobre a vivência de situações de preconceito ou de conflito racial na escola. Cerca de dois terços dos professores e a mesma parcela dos alunos disseram que sim, que já haviam vivenciado situações desse tipo. Já os pais, por sua vez, responderam não ter conhecimento de situações do gênero no ambiente escolar. Para Croso, isso mostra uma lacuna na comunicação entre pais, filhos e escola. "É importante que o debate das diretrizes e das problemáticas dessas questões também envolva os pais."
A pesquisa está sendo finalizada e seu lançamento está previsto para março de 2007. Serão abordados pontos como a diferença entre as três capitais no tratamento da questão racial e uma análise mais profunda sobre as possibilidades e os limites para a implementação da lei 10.639.

Séculos de dívida

Para Maria Luiza Passos, houve investimento governamental para viabilizar a implementação da lei, mas é preciso mais. "Ela entrou em vigor em 2003 e observamos que alguns livros didáticos ainda tratam a História de forma equivocada, a partir do ponto de vista do colonizador", analisa.
Ela cita como exemplo a abordagem da Abolição da Escravatura e do aniversário da morte de Zumbi dos Palmares, transformado em Dia da Consciência Negra. Por outro lado, a educadora pondera que "coisas bacanas aconteceram, como a publicação de livros e da diretriz nacional da lei, que está sendo distribuída gratuitamente".
"O absurdo do Brasil é isso: tivemos que criar uma lei para que as crianças pudessem ter acesso à sua história", expõe Jorge Carneiro, do Seppir.
Passos afirma que os estereótipos sobre a África só vão sumir quando houver conhecimento sobre o continente e suas influências. "O conhecimento faz com que educadores, jovens e crianças possam perceber que sua identidade existe para além do processo de escravidão", diz.
"Isso pode gerar uma mudança de auto-estima importante. Esses outros olhares sobre a cultura africana precisam ser despertados."

* Beatriz Camargo integra a ONG Repórter Brasil

quinta-feira, novembro 23, 2006

Minha Pátria!

Quero falar sobre a minha pátria.
Claro que sei, que toda discussão em torno de pátria, fica sem fundamentação quando defendemos uma específica.
Minha pátria é a humanidade.
Meus amigos, gostaria de somar minha voz a voz de milhares de pessoas.
Degusto "Santa Helena" e "Periquita" com Vinícius de Moraes, leio Cecília Meireles e Neruda com Chico Buarque, com Maria Betânia, Fernando Pessoa é uma constante, são todos por uma Pátria que está acima das questões étnicas, raciais e ideológicas... Eles declamam versos para minha Pátria: a humanidade. Portanto, Minha pátria esteja livre para afirmar que és livre!!!!!
Escutemos Vinícius, impagável em versos que tratam de uma Pátria do porvir, mais humana e poética, falam por ele Ferreira Gullar, Maria Betânia, Toquinho, Edu Lobo, Caetano Veloso,Chico Buarque e Camila Morgado.



Mediocridade por José Ingenieros



"No verdadeiro homem medíocre, a cabeça é um simples adorno." (José Ingenieros)

O texto abaixo, eu já havia lido há algum tempo, inclusive cheguei a publicar alguma parte aqui no blog ou fazer referência ao mesmo. Vivendo num tempo de tantos desatinos e descrenças, resolvi lê-lo novamente, sempre que o leio me transporto no tempo e no espaço, é pura poesia...
José Ingenieros(1877-1925) nasceu em Buenos Aires, é nosso hermano, foi médico, catedrático, estudioso de assuntos sobre a psiquiatria, filosofia e sociologia. Retirei o texto do livro "O Homem Medíocre", no livro, Ingenieros busca desmascarar os mais funestos defeitos morais que impedem a formação de ideais e o enobrecimento da vida: a rotina, a hipocrisia e o servilismo.
Pela poesia do texto e pelo confronto com os homens "medíocres", ofereço este post a todos que enobreceram suas vidas com amor e muita luta...
Vade retro satanás!!!
É pra ler e comentar.

Aurea mediocritas?

Há uma hora em que o pastor ingênuo se assusta com a natureza que o envolve. A penumbra se espessa, a cor das coisas se reduz ao cinza homogêneo das silhuetas, a primeira umidade crepuscular levanta de todas as ervas um vapor de perfume, o rebanho se aquieta para dormir, o sino distante tange seu aviso vesperal. A impalpável claridade lunar se torna alva ao cair sobre as coisas, algumas estrelas inquietam com sua palpitação o firmamento, e o longínquo rumor de um arroio oculto nas brenhas parece falar de misteriosos temas. Sentado na pedra menos áspera que encontra à beira do caminho, o pastor contempla e se cala, inutilmente convidado a meditar sobre a convergência do lugar e da hora. Sua admiração primitiva não passa de espanto. A poesia natural que o envolve, ao refletir-se em sua imaginação, não se converte em poema. Ele é apenas um objeto, um quadro, uma pincelada; um acidente na penumbra. Para ele todas as coisas sempre foram assim e continuarão sendo, da terra que pisa até o rebanho que apascenta.
A imensa massa de homens pensa com a cabeça desse ingênuo pastor; não entenderia o idioma de alguém que lhe explicasse algum mistério do universo ou da vida, a evolução eterna do conhecimento, a possibilidade de aperfeiçoamento humano na contínua adaptação do homem à natureza. Para conceber uma perfeição é preciso um certo nível ético e é indispensável alguma educação intelectual. Sem isso, pode-se ter fanatismo e superstições; ideais, nunca.
Os que vivem abaixo desse nível e não adquirem essa educação permanecem sujeitos a dogmas impostos por outros, escravos de fórmulas paralisadas pela ferrugem do tempo. Suas rotinas e preconceitos parecem eternamente invariáveis; sua obtusa imaginação não concebe perfeições passadas ou futuras. O estreito horizonte de sua experiência constitui o inevitável limite de sua mente. Encontrarão nos outros uma fagulha capaz de acender suas paixões; serão possivelmente sectários. E não perceberão sequer a ironia dos que os convidam a se juntar em nome de ideais que podem seguir, mas não compreendem. Todo sonho seguido por multidões é pensado apenas pelos poucos visionários que são seus amos.

O gato mais feio do mundo?!

Ivan Daniel mandou por e-mail, segundo o nosso amigo, a imagem do gato mais feio do mundo, e pede que seja publicado. O e-mail diz: "Depois de ver o cão mais feio do mundo, estou te enviando a foto do gato mais feio do mundo. Sphynx, o gato 'sem pêlos'. Na verdade ele tem, mas é um pêlo bem fino e ralinho ralinho... "
O pedido do Ivan é uma ordem, está aí irmão.
Um abraço.

quarta-feira, novembro 22, 2006

Ho ho ho papai noel chegando

clique sobre o papai-noel e veja o que acontece, hehehe

É incrível como a busca do tilintar das moedas, grana, dinheiro, money... Leva o comércio a criar o clima de natal fora de hora, Shopping Center e lojas diversas desde final de outubro já anunciavam que o natal estava próximo.Não é nem preciso avisar, as pessoas estão ávidas por consumir, basta colocar as musiquinhas natalinas que os olhinhos do meu amigo Cabeção começam a virar, ele fica doidinho para comprar, comprar, comprar...

O cão mais feio do mundo

Oh! Meu Deus, como um animal pode ser tão feio assim?!
Tudo é estranho nesse animal, parece que fugiu do inferno... Será uma ficção?! Não. É Archie.

Archie é eleito cão mais feio do mundo


Estados Unidos, 13/10/2006 - O vencedor é um cristado chinês do Arizona

terça-feira, novembro 21, 2006

10.000 visitas!!!!




Quando olhei hoje às 11:25h no monitor - blogdopedronelito: 10.000 visitas.
Obrigado amigos e amigas do mundo, da blogosfera... São muitos posts e muitas emoções, fiz muitos comentários e recebi outros tantos, sei lá quantos...
Continuarei postando e somando cada visita, como se fosse um jardineiro cuidando das flores e esperando o retorno das borboletas...
Gracias! Thanks! Grazie! Merci!
Valeu!!!!!!


Um decepado... O quê mesmo?!


O Augusto Nunes, nosso amigo vai dizer que estou inventando, mas aconteceu na África do Sul, lá a polícia saiu de casa em casa, numa Vila no interior, perguntando se alguém havia perdido o pênis, rsrsrs...
Lembrei do conto de fada: a Cinderela. Só que neste caso, o princípe ia de casa em casa, levando um sapatinho de cristal que testava nos pés das mocinhas do reino...
É parecido, se não fosse trágico seria cômico.
O amigo Cabeção e o Locobueres quando lerem o post, com certeza irão olhar instintivamente para o baixo ventre até a virilha, ambos com um olhar preocupante para depois, e só depois, desabrochar um sorriso aliviado com o balbuciar baixinho: o meu tá aqui, em desuso é verdade, mas é meu...
Pra quem pensa que eu inventei a história, vou reproduzir a notícia abaixo, retirado do Portal Terra hoje(21/11/06):
"Polícia procura homem que teve pênis decepado

A polícia da África do Sul está tentando encontrar o homem que teve seu pênis decepado. O membro foi encontrado na vila de Masoyu, na região de Mpumalanga, por um homem que ligou para a polícia, na última sexta-feira, de acordo com o site do jornal Metro.
De acordo com o superintendente de polícia Benjamin Mtsholi Bhembe, o homem viu um objeto estranho do lado de fora da casa onde trabalhava. "Em uma inspeção mais próxima, ele notou que era o membro de um homem", disse Bhembe.
Investigações inicias da polícia, que consistiram em bater de porta em porta perguntando se alguém havia perdido seu pênis, provaram-se ineficazes.
As autoridades estão pedindo para que a vítima se apresente.

Redação Terra"

Nazistas, de novo...


Assisti ontem uma reportagem na TV sobre jovens nazistas em São Paulo, como não ficar embasbacado? Braços esticados com saudações hitleristas!? O que é isso cara-pálida?!
Fico entristecido, mas constato que uma vida sem sentido encontrou razão para viver, num vazio preconceituoso, prenhe de absurdo... Aqui como em "algum lugar no passado" não tão distante, jovens são cooptados por promessas falazes que engendram teorias desumanas, as mesmas que legaram uma triste página na história da humanidade, com o holocausto dos judeus... É bom não esquecer, volto a repetir: é bom não esquecer!!!
Seria lugar-comum dizer o que irei dizer, mas não é, a falta de oportunidades é geradora de toda essa situação, não somente no Brasil, os amigos de todos os quadrantes estão aí para confirmar, o mundo é o lugar desses "loucos", portanto, não é um problema só meu, desculpe-me, mas com certeza é problema nosso, visto que esses "loucos" dividem as calçadas e ônibus conosco.
É bom lembrar também, que era problema nosso, quando Rumsfeld, Wolfowitz (o subsecretário da Defesa ) e Perle (conselheiro do Likud sionista) que nunca vestiram um uniforme, nunca prestaram serviço militar nos seus países, passaram a entoar loas aos deuses da guerra, alastrando por entre o corpo de oficiais da Força Aérea e do Exército uma mentalidade fascista.
Como argumentar em defesa dos crimes monstruosos cometidos pelos americanos no Afeganistão: o sangrento saque de Kandahar; o massacre de Mazar-i-Charif e o corte de línguas dos prisioneiros em Sebergham?
Eram os oficiais superiores do Exército dos EUA que estavam diretamente nessas operações.
Em Nuremberg os marechais de Hitler invocaram o respeito sagrado pela disciplina para justificarem todos os crimes da Whermacht e das SS, resultado todos foram condenados à morte.
É problema nosso, quando Kid Bush tece elogios aos militares dos EUA e trata como heróis os responsáveis por crimes similares aos dos marechais de Hitler.
Qual o tamanho da contradição que se coloca para a humanidade? São desafios de profunda dramaticidade... Não são meus problemas. São nossos...

*Mais um desenho de Banksy, ironizando o argumento das armas.

segunda-feira, novembro 20, 2006

Bom dia!

Ô segunda-feira modorrenta...
Começo de semana, muito trabalho pela frente, vamos dançando conforme a música, jogo de cintura e muito amor no coração para superar todas as dificuldades, rsrsrs...

domingo, novembro 19, 2006

Dia da Bandeira

Segundo a nossa amiga Mari, a imagem abaixo foi retirada do site olhares.com, Mari postou no seu blog: Aquarelas de Mari. Agora aproveito e faço a homenagem ao povo do Brasil.
De olho em nossas riquezas. Viva a bandeira brasileira!!!!

Campanha MTV (Cancelada)

Me enviaram um e-mail com slides, eles estão aí embaixo. Campanha da MTV nos Estados Unidos, após o atentado das torres gêmeas.
Esse anúncio da MTV foi cancelado pelo governo dos EUA. Só foi ao ar UMA ÚNICA VEZ...
Quem me enviou, sustentava a necessidade de solidariedade. Afirmava: - "Ajude, doe, patrocine... Esse anúncio foi proibido, mas nem tudo pode ser escondido".
Vamos divulgar, é muito importante.


Texto junto às torres: “2.863 pessoas morreram.”
Texto junto ao homem: “40 milhões de infectados pelo HIV no mundo.”
"O mundo se uniu contra o terrorismo. Também deveria se unir contra a AIDS."

Junto às torres: “2.863 pessoas morreram”.
Junto ao garoto: “824 milhões de pessoas morrendo de inanição no mundo”.
“O mundo se uniu contra o terrorismo. Também deveria se unir contra a FOME.”

Junto às torres: “2.863 pessoas morreram”.
Junto ao velho: “630 milhões de sem-teto no mundo”.
“O mundo se uniu contra o terrorismo. Também deveria se unir contra a POBREZA.”

Os Melhores Filmes de Todos os Tempos


A primeira lista dos melhores filmes e mais importante contribuição a essa mania surgiu lá por 1958, quando os belgas decidiram realizar um Festival Internacional de Cinema para acompanhar a feira mundial que se realizava em Bruxelas.
Gente ligada ao cinema de todo mundo foi questionada sobre quais eram os seus filmes mais importantes de todos os tempos. O Encouraçado Potemkin, de Serguei Eisenstein, saiu na frente, disputando com Cidadão Kane, de Orson Welles, e O Boulevard do Crime, de Marcel Carné.
Desde a primeira lista, esses três filmes se revezam no primeiro posto das listas que foram criadas ao longo dos anos mundo afora.
Cinco razões que fazem Cidadão Kane aparecer em todas as listas:
1 - A revolucionária estrutura do roteiro de Welles e Mankiewicz;
2 - A composição fotográfica em preto-branco, que leva às últimas conseqüências o estilo expressionista;
3 - O efeito dramático obtido com o rebaixamento dos tetos do cenário;
4 - O audacioso paralelo proposto entre o personagem Charles Foster Kane e o magnata da imprensa William Randolph Hearst;
5 - A permanência do mistério que envolve a palavra Rosebud.

Aqui vai uma lista americana dos 10 melhores filmes de todos os tempos:

1. CITIZEN KANE (1941)
2. CASABLANCA (1942)
3. THE GODFATHER (1972)
4. GONE WITH THE WIND (1939)
5. LAWRENCE OF ARABIA (1962)
6. THE WIZARD OF OZ (1939)
7. THE GRADUATE (1967)
8. ON THE WATERFRONT (1954)
9. SCHINDLER'S LIST (1993)
10. SINGIN' IN THE RAIN (1952)

Corrente quebrada...

Amigos e amigas, resolvi quebrar essa corrente que me enviaram, primeiro foi o Cabeção e depois a blogueira Luana Caldas, rsrsrs...
Os dois ficaram morrendo de medo das “ameaças”, “pragas”, “imprecações”, enfim ficaram tremendo de pavor da maldição de infortúnio no sexo que a corrente traz, o Cabeção telefonou e ainda disse: - Passa adiante a corrente, não arrisca que a maldição é terrível...
É claro que fiz uma oração poderosa contra qualquer rebordosa do imponderável... ehehehe...
Primeiro vamos ler a maldição:
“Esta mensagem foi enviada para que você tenha boa sorte em suas relações sexuais. O original está numa parte no Palaiseau. Deu a volta ao mundo nove vezes. Agora chegou até você “Benefícios do Sexo". A Deusa ou o Deus do Sexo te visitará em quatro dias depois que tenha recebido esta carta, mas somente quando a tenha feito circular. Se não a fizer, então nunca terá boas relações sexuais pelo resto de sua vida.O seu sexo podrecerá. Não guarde esta mensagem, ela deve sair de seu correio eletrônico em 96 horas. Envie 10 cópias e veja o que acontece em quatro dias. Esta carta deve dar a volta ao mundo, você deve enviá-la!!!.Isso é verdade, inclusive se você não for supersticioso. BOM SEXO, mas lembre-se: 10 cópias desta mensagem devem sair de seu correio em 96 horas ou nunca mais em sua vida você terá boas relações sexuais!!!!”

Agora vamos ler a mensagem:
“Sabia que se pode determinar se uma pessoa é ou não ativa sexualmente pelo aspecto desua pele?
1. O sexo é um tratamento de beleza. Testes científicos comprovam que quando a mulher tem relações produz grande quantidade de estrogênio, o que deixa os cabelos brilhantese suaves.
2. Fazer amor suave e relaxadamente reduz as possibilidades de sofrer dermatites e acne. O suor produzido limpa os póros e faz brilhar sua pele.
3. Fazer amor queima todas as calorias que se acumula com essa cena romântica.
4. O sexo é um dos esportes mais seguros. Fortalece e tonifica quasetodos os músculos do corpo. É mais agradável que nadar 20 piscinas.E não necessita de calçados especiais!
5. O sexo é uma cura instantânea para a depressão. Libera endorfinas no fluxosangüíneo, criando um estado de euforia e deixando com umsentimento de bem-estar.
6. Quanto mais sexo você fizer, maior a possibilidade de fazer mais. Um corpo ativo sexualmente possui maior quantidade de ferormônios. Este sutil aroma excita osexo oposto!
7. O sexo é o tranqüilizante mais seguro do mundo. É 10 VEZES MAIS EFICIENTE QUE O VALIUM.
8. Beijar todos os dias permite descartar o dentista. Os beijos ajudam à saliva a limpar os dentes e diminui a quantidade do ácido que causa o enfraquecimento do esmalte.
9. O sexo alivia as dores de cabeça. Cada vez que você faz amor alivia-se a tensão dasveias do cérebro.
10. Fazer muito sexo pode curar uma congestão nasal. O sexo é um anti-histamínico natural. Ajuda a combater a asma e as alergias de primavera.”

Eu vou quebrar de verdade essa corrente, o que vocês acham?! Não adianta Bruno ligar para refazer a corrente, ela tá quebrada agora. Urgh!

sábado, novembro 18, 2006

Cavalo ou sapo?

Dependendo do ponto a vista é uma.
Mudando o ponto a vista é outra.
Resumindo, tudo é uma questão de ponto de vista.

Ilusão e mais ilusão...

Subindo ou descendo? Indo para onde, mesmo? Responda rápido.

Thunderbolt?!


Como na historinha acima, a vida é cheia de ilusões... De aparências que se confundem com a essência, por isso, é preciso aprender com Saint-Exupéry: - Só se enxerga bem com o coração!
Não estou aqui dizendo, que devemos deixar de lado a criticidade, mas apenas que é preciso muito cuidado, cuidado... Cuidado! Nem sempre o que parece é.
Não esqueçam do Adolfo...

Apenas uma flor...

POR QUE O FRANGO ATRAVESSOU A ESTRADA?

RESPOSTAS:

PROFESSORA PRIMÁRIA: Porque o frango queria chegar ao outro lado da estrada.
CRIANÇA: Porque sim.
PLATÃO: Porque buscava alcançar o Bem.
ARISTÓTELES: É da natureza do frango cruzar a estrada.
MARX: O atual estágio das forças produtivas exigia uma nova classe de frangos, capazes de cruzar a estrada.
MARTIN LUTHER KING: Eu tive um sonho. Vi um mundo no qual todos os frangos serão livres para cruzar a estrada sem que sejam questionados seus motivos.
FREUD: A preocupação com o fato de o frango ter cruzado a estrada é um sintoma de insegurança sexual.
DARWIN: Ao longo de grandes períodos de tempo, os frangos têm sido selecionados naturalmente, de modo que, agora, têm uma predisposição genética a cruzar estradas.
EINSTEIN: Se o frango cruzou a estrada ou a estrada se moveu sob o frango, depende do ponto de vista. Tudo é relativo.
MACONHEIRO: Foi uma viagem...
HELOISA HELENA: Minha filhinha, a culpa é das elites estelionatárias, caucasianas e aristocráticas que usurpam a população e frangos e mostra a sua capacidade de luta em defesa dos seus privilégios.
SEVERINO CAVALCANTI: Desafio alguém que possa provar que o frango atravessou a estrada... É Mentira... É tudo mentira.
ZECA PAGODINHO: Porque do outro lado da rua tinha uma Brahma gelada.
AMIR KLINK: Para ir aonde nenhum frango jamais esteve.
NELSON RODRIGUES: Porque viu sua cunhada, uma galinha sedutora, do outro lado.
FEMINISTAS: Para humilhar a franga, num gesto exibicionista, tipicamente machista,tentando, além disso, convencê-la de que, enquanto franga, jamais terá habilidade suficiente para cruzar a estrada.
DATENA: É uma pouca vergonha... Uma Barbaridade... Põe no ar... Põe no ar aí as imagens do frango atravessando a estrada.
FERNANDO HENRIQUE CARDOSO: Porque ele atravessou a estrada, não vem ao caso. O importante é que, com o Plano Real, o povo está comendo mais frango.
PAULO MALUF: O meu governo foi o que construiu mais passarelas para frangos. Quando for eleito novamente vou construir galinheiros deste lado para o frango não ter mais que atravessar a estrada.
CAETANO VELOSO: O frango é amaro, é lindo, uma coisa assim amara. Ele atravessou, atravessa e atravessará a estrada porque Narciso, filho de Dona Canô,Quisera comê-lo... ou não!
ANTONIO PALLOCI: O frango atravessou pra não encontrar o caseiro.
DUDA MENDONÇA: O frango não é de briga , nunca será um galo de briga por ser covarde atravessou a rua.
E PARA FINALIZAR...
LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA: Eu não vi frango nenhum...

sexta-feira, novembro 17, 2006

Os imprescindíveis...


"Hay hombres que luchan un día y son buenos.
Hay otros que luchan un año y son mejores.
Hay quienes luchan muchos años y son muy buenos.
Pero hay los que luchan toda la vida: Esos son los imprescindibles".
Bertolt Brecht


Estava aqui escutando a música "Sueño com serpientes" de Silvio Rodriguez, com dueto de Mercedes Sosa e Milton Nascimento. Aí em cima o pequeno texto declamado por Mercedes Sosa, Brecht sempre chamando-nos a refletir sobre as nossas lutas cotidianas, o amigo Bruno tomou emprestado o meu CD com esta música e quase não me devolve, fui pra cima dele e exigi de volta, ufa! foi preciso ameaçar com delegacia de polícia o gajo para receber de volta o que era meu...
Mas o que me levou a escrever este post não foi o CD, o Bruno, nada disso. Escrevo para falar da alegria de ter conhecido uma pessoa jovem e muito comprometida com projetos que fortalecem a cidadania para muitos brasileiros.
Um jovem estudante de Direito da Universidade Federal do Pará, esta pessoa se chama David Carneiro, conseguiu articular junto com outros jovens um grupo de mais ou menos 15 pessoas que proporcionam uma Assessoria Jurídica Popular junto à periferia de Belém.
Marcelinho já havia comentado comigo sobre o trabalho desenvolvido por esses jovens, um trabalho de esclarecimento sobre os direitos que são negados no dia-a-dia, e mais esclarecimentos via programa em rádio comunitária.
Conversando com um aluno no CESUPA, o Marcel, este me deu o contato do David e aí marcamos um bate-papo no meu escritório, queria saber sobre os projetos desenvolvidos pelo grupo dele e apresentei algumas propostas de trabalho com cursos de formação de lideranças como multiplicadores de conhecimentos básicos sobre direitos fundamentais, mostrei a experiência do "Balcão de Direitos" no Rio de Janeiro, sobre a qual meu amigo Aroldo que está morando em Macapá conheceu pessoalmente, trouxe inclusive algumas cartilhas interessantes.
Foi um papo muito proveitoso, penso que é possível envolver outros amigos advogados para fortalecer a flama brilhante desses jovens, é inegável nada está perdido, o futuro pertence a quem souber ousar, e faço a minha aposta nessa rapaziada, eles são ousados, nós nem tanto...
Conheci uma pessoa que será lembrada com certeza, pela solidariedade que demonstra e pratica, amigos que estão a ler este post, acreditem, me sinto renovado diante de pessoas jovens que buscam dar um sentido à vida, sem descuidar das questões pungentes de seu tempo.
Parabéns David pelo teu comprometimento cidadão, conta com a gente e com os nossos amigos que virão caminhar conosco deste lado ensolarado que escolhemos.

quinta-feira, novembro 16, 2006

Ju em forma...ehehehe...

O Locobueres passou aqui comigo, navegou na internet e encontrou a imagem da Ju, me chamou e disse: - Irmão, olha essa mulher "sarada", o corpo em forma, malhando direto não pensa em outra coisa, só pensa niiiiissso...
O Loco lembrou-me que o Cabeção gosta de malhar também, mas ainda não conseguiu "sarar" o corpo tão marcado pelas cevadas da vida, nós entendemos e sempre o perdoamos. Rsrsrs... Vai que é tua Cabeção!!!! Será que dá pra encarar a Ju?!

A resposta de Luciane

Luciane Fiuza, a nossa mais nova amiga da blogosfera, após a leitura do post "Canção óbvia - Paulo Freire", encaminhou um texto do Frei Betto sobre Paulo Freire, e por que não postá-lo?! Eis o texto abaixo, eis a resposta de Luciane:

"Amei a Canção Óbvia, até imprimi, quero te mandar um texto do Frei Betto sobre paulo Freire.
Daqui a pouco coloco aqui.
Lu."

O texto:
"Foram as suas idéias, professor, que permitiram a Lula, o metalúrgico, chegar ao governo. Isso nunca acontecera antes na história do Brasil e, quiçá, na do mundo, exceto pela via revolucionária.
(...) A sua pedagogia, professor, permitiu que os pobres se tornassem sujeitos políticos.
(...) Graças às suas obras, professor, descobriu-se que pobres têm uma pedagogia própria. Eles não reproduzem discursos abstratos, mas plásticos, ricos em metáforas. Não moldam conceitos, contam os fatos.
Foi o senhor que nos fez entender que ninguém é mais culto do que o outro por ter freqüentado a universidade ou apreciar as pinturas de Van Gogh e a música de Bach. O que existe são culturas paralelas, distintas e socialmente complementares.
(...) O pobre sabe, mas nem sempre sabe que sabe. E quando aprende é capaz de expressões como esta que ouvi da boca de um senhor, alfabetizado aos 68 anos: 'Agora sei quanta coisa não sei'. (...) O senhor fez os pobres conquistarem auto-estima.
Graças ao seu método de alfabetização, eles aprenderam que 'Ivo viu a uva' e que a uva que Ivo viu e não comprou é cara porque o país não dispõe de política agrícola adequada e nem permite que todos tenham acesso à alimentação básica.
(...) Ao longo das últimas quatro décadas, seus 'alunos' foram emergindo da esfera da ingenuidade para a esfera da crítica; da passividade à militância; da dor à esperança; da resignação à utopia. Convencidos pelo senhor de que são capazes, eles foram progressivamente ocupando espaços na vida política brasileira, como militantes das CEBS, do PT, do MST e de tantos outros movimentos.
Por este novo Brasil, muito obrigado professor Paulo Freire". Frei Betto. (Trecho retirado da contra-capa do livro Pedagogia da Autonomia - Saberes necessários à prática educativa; de Paulo Freire; 3ª edição; São Paulo: Faz e Terra, 1996. Coleção Leitura).

quarta-feira, novembro 15, 2006

Sem black-tie, mas com muita alegria...


Meu amigo Nilton Atayde, fecha mais um ciclo, mais uma primavera, vamos apagar a velinha no sábado vindouro(18/11), é também um "homem maduro"...
Meu amigo declama poesias com maestria, fico feliz e é inevitável não aplaudi-lo...
Mas o desafio é o presente, entendam o que estou dizendo - como presenteá-lo?! Atayde é filósofo, gosta de Nietzsche, é condescendente com a poesia de Vinícius de Moraes...
Nestes momentos fico a me perguntar, qual o presente para expressar a minha consideração?
A minha decisão: ofereço-te amigo, um post com uma poesia do poetinha!
Devo ofertar a poesia daquele, que quando brindamos com o néctar dos deuses do Olimpo, ele segue a nos falar tão perto do nosso coração, sussurra elegias, loas e odes ao sexo forte: a mulher é claro.
Enaltece a todas mulheres, por considerá-las uma extensão do próprio homem, e o homem a sua extensão, em resumo tudo muito humano, demasiadamente humano, cálido e provocante...
Nilton, siga em frente, o caminho tu fazes... Tenho certeza que ele está bem pavimentado, pela árdua labuta cotidiana e as amizades cultivadas: Feliz aniversário!!!

Na fotografia histórica acima o "Trio Fantástico", da esquerda para direita: Xico Rocha, Nilton Atayde e o Locobueres, todos sóbrios... Eles não usam black-tie e nunca levantaram um copo de Periquita... rsrsrs...

A brusca poesia da mulher amada (III)

Minha mãe, alisa de minha fronte todas as cicatrizes do
passado
Minha irmã, conta-me histórias da infância em que eu haja
sido
herói sem mácula
Meu irmão, verifica-me a pressão, o colesterol, a turvação do
timol, abilirrubina
Maria, prepara-me uma dieta baixa em calorias, preciso perder
cinco quilos
Chamem-me a massagista, o florista, o amigo fiel para as
confidências
E comprem bastante papel; quero todas as minhas
esferográficas
Alinhadas sobre a mesa, as pontas prestes à poesia.
Eis que se anuncia de modo sumamente grave
A vinda da mulher amada, de cuja fragrância
já me chega o rastro.
É ela uma menina, parece de plumas
E seu canto inaudível acompanha
desde muito a migração dos ventos
Empós meu canto.
É ela uma menina.
Como um jovem pássaro, uma súbita e lenta dançarina
Que para mim caminha em pontas, os braços suplicantes
Do meu amor em solidão. Sim, eis que os arautos
Da descrença começam a encapuçar-se em negros mantos
Para cantar seus réquiens e os falsos profetas
A ganhar rapidamente os logradouros para gritar suas mentiras.
Mas nada a detém;
ela avança, rigorosa
Em rodopios nítidos
Criando vácuos onde morrem as aves.
Seu corpo, pouco a pouco
Abre-se em pétalas...Ei-la que vem vindo
Como uma escura rosa voltejante
Surgida de um jardim imenso em trevas.
Ela vem vindo...
Desnudai-me, aversos!
Lavai-me, chuvas!
Enxugai-me, ventos!
Alvoroçai-me, auroras nascituras!
Eis que chega de longe, como a estrela
De longe, como o tempo
A minha amada última!

Rio de Janeiro, 1963

Dois leões e os servidores públicos...

Servidores públicos cuidado com os leões, urgh... É claro que os leões devoram só aqueles que não fortalecem a cidadania, são dispensáveis de verdade, ehehehe... Vamos ler a historinhas de dois pobres leões:

Dois leões fugiram do jardim zoológico.
Na fuga, separaram-se para despistar os perseguidores.
Um dos leões fugiu para a floresta e outro para o centro da cidade.Tão bem escondidos que ninguém os encontrou. Tinham sumido.
Depois de uma semana, para surpresa geral, o leão que havia fugido para a floresta voltou. E voltou magro, faminto e alquebrado.Nem parecia mais um assustador leão. Só foi aceito de volta no zôo por questão de humanidade.
Assim, foi reconduzido à sua jaula.
Passaram-se oito meses e ninguém mais se lembrava do outro leão, até que certo dia ele foi recapturado.Voltou para o jardim zoológico gordo, sadio, vendendo saúde.
Mal ficaram juntos de novo, o leão que fugira para a floresta, alvoroçado interpela o colega:
- Como é que você conseguiu ficar na cidade tanto tempo e ainda voltar com essa saúde?
Eu, que fugi para a mata, tive que pedir clemência porque não encontrava o que comer.
Vai, me diz como?
O outro leão então explicou:
- Enchi-me de coragem e fui me esconder numa repartição pública.Cada dia comia um servidor público e ninguém dava por falta dele.
- E por que voltou para cá? Tinham acabado os servidores públicos?
- Nada disso. Servidor público é coisa que nunca acaba. É que eu cometi um erro infantil.
- Qual foi ? - conta logo, vai!!!
- Comecei comendo um chefe de gabinete, um diretor de serviços, um chefe de divisão, um chefe de repartição, um chefe de seção, servidores diversos e ninguém deu por falta deles!
No dia em que eu comi o rapaz do cafezinho, deram por falta dele e me encontraram...

Domínio Público, urgente!!!


Amigos recebi um apelo que assusta diante do absurdo que pode ocorrer caso não consigamos reverter a situação, a colega Rose, pedagoga da FAP, enviou-nos esse recado, vamos ler e divulgar, ok?!

"Convoco todos a lutar para impedirmos um desastre. Imaginem um lugar onde se pode ler gratuitamente, as obras de Machado de Assis, ou A Divina Comédia, ou ter acesso às melhores historinhas infantis de todos os tempos. Onde você pudesse escutar músicas em MP3 de alta qualidade... Pois esse lugar existe! O Ministério da Educação disponibiliza tudo isso, basta acessar o site: http://www.dominiopublico.gov.br/ Só de literatura portuguesa são 732 obras! Estamos em vias de perder tudo isso, pois vão desativar o projeto por desuso, já que o número de acesso é muito pequeno. Vamos tentar reverter esta desgraça, divulgando e incentivando amigos, parentes e conhecidos, a utilizarem essa fantástica ferramenta de disseminação da cultura e do gosto pela leitura."

A Língua Portuguesa agradece e nossos ouvidos também.

Não sou um esgrimista da língua portuguesa, me esforço muito para evitar erros crassos... Considero a língua portuguesa bela, belíssima mesmo e vale a pena um pouquinho de atenção para torná-la mais sonora.
Anita Prosperidade, ainda lembra da gente e enviou pra cá uma mensagem sobre os erros mais comuns em português, a língua é claro, mensagem preparada pela Viviane Lopes, e pede que seja divulgada. Deus disse: "Faça-se a luz!" E o texto foi publicado:

"Mesmo que você saiba de todas essas formas corretas, passe adiante, pode ser útil para outras pessoas.
A Língua Portuguesa agradece.
Não diga:
-Menas (sempre menos)
-Iorgute (iogurte)
-Mortandela (mortadela)
-Mendingo ( mendigo )
-Trabisseiro (travesseiro )
-Trezentas gramas (é O grama e não A grama)
-Di menor, di maior (é simplesmente maior ou menor de idade)
-Cardaço ( cadarço)
-Asterístico (asterisco)
-Beneficiente ( beneficente - lembre-se de Beneficência Portuguesa)
-Meia cansada (meio cansada)

E lembre-se também :
-Mal - Bem
-Mau - Bom
-A casa é GEMINADA (do latim geminare = duplicar)e não GERMINADA que vem de germinar, nascer, brotar.
-O certo é CUSPIR e não GOSPIR.
-O certo é BASCULANTE e não VASCULHANTE, aquela janela do banheiro ou da cozinha.
-Se v. estiver com muito calor, poderá dizer que está "suando" (com u) e não "soando", pois quem "soa" é sino!
-O peixe tem ESPINHA (espinha dorsal) e não ESPINHO. Plantas têm espinhos.
-Homens dizem OBRIGADO e mulheres OBRIGADA.
-O certo é HAJA VISTA (que se oferece à vista) e não HAJA VISTO."
-FAZ dois anos que não o vejo" e não " FAZEM dois anos".
- POR ISSO e não PORISSO.
-"HAVIA muitas pessoas no local" e não " HAVIAM"
-"PODE HAVER problemas" e não "PODEM HAVER...."
-PROBLEMA e não POBLEMA ou POBREMA (deixe isso para o Zé Dirceu)
-A PARTIR e não À PARTIR
-Para EU fazer, para EU comprar, para EU comer e não para MIM fazer, para mim comprar ou para mim comer. (mim não conjuga verbo; apenas "eu, tu, eles, nós, vós, eles")
-Você pode ficar com dó (ou com um dó) de alguém, mas nunca com "uma dó"; a palavra dó no feminino é só a nota musical (do, ré, mi, etc etc.)
-As pronúncias: CD-ROM é igual a ROMA sem o A. Não é CD-RUM (nem CD-pinga, CD-vodka, etc). ROM é abreviatura de Read Only Memory - memória apenas para leitura.
- HALL é RÓL não RAU, nem AU.

E agora, o horror divulgado pelo pessoal do TELEMARKETING:

-Não é eu vou ESTAR mandando, vou ESTAR passando, vou ESTAR verificando e sim eu vou MANDAR , vou PASSAR e vou VERIFICAR (muito mais simples, mais elegante e CORRETO).
-Da mesma forma é incorreto perguntar: COM QUEM VOCÊ QUER ESTAR FALANDO?
-Veja como é o correto e mais simples: COM QUEM VOCÊ QUER FALAR?
- Ao telefone não use: Quem gostaria? É de matar...
- Não use: peraí, aguenta aí, só um pouquinho (prefira: Aguarde um momento, por favor)

Por último, e talvez a pior de todas : Por favor, arranquem os malditos SEJE e ESTEJE do seu vocabulário. (estas palavras não existem).
Não é elegante você tratar por telefone, pessoas que não conhece, utilizando termos como:querido (a), meu filho (a), meu bem, amigo (a)... Utilize o nome da pessoa ou Senhor, Senhora."

viviane.lopes@uol.com.br
www.vivianelopes.zip.net

A mulher e as logomarcas...

É o tipo de história que encerra vários ensinamentos, alguns dirão que está prenhe de machismo, proponho a reflexão dos papéis desempenhados por homens e mulheres, discussões à parte, o Cabeção sempre alimentando o poster com historinhas, vamos relaxar.





Um marido está em casa assistindo a um jogo de futebol, quando sua mulher sai de casa e volta logo em seguida e o interroga?
- Querido, você pode consertar meu carro? Ele parou de funcionar logo que saí da garagem...
Ele olhou para ela e respondeu com raiva:
- Consertar seu carro? Você tá vendo a logomarca da Fiat na minha testa?


A esposa desiste de sair e vai à geladeira para tomar água e encontra a porta quebrada e volta pra ele e pergunta:
- Então, você pode consertar a porta da geladeira? Ela não está fechando direito...
E ele respondeu:
-Consertar a porta da geladeira? Você tá vendo a logomarca da Brastemp na minha testa?


-Tudo bem, ela disse.
E vai acender a lâmpada da varanda e lembra que está queimada, volta ao marido e pergunta:

- Então você pode pelo menos trocar a lâmpada da porta da frente? Ela está queimada há semanas.
E o marido:
- Trocar a lâmpada da porta da frente? Você está vendo a logomarca da Philips na minha testa?


Eu não agüento mais você! Vou para o bar!!!

Então ele foi para o bar e bebeu por algumas horas. Ele começou a se sentir culpado pela forma como tratou sua esposa e decidiu voltar para casa e ajudá-la.
Quando ele chegou em casa viu que o carro da sua mulher já estava na garagem.
Ao entrar na casa, ele viu que a luz da porta de entrada já estava trocada, foi pegar uma cerveja e percebeu que a porta da geladeira havia sido consertada.
Querida - ele perguntou:
- Como todas essas coisas foram consertadas?
Ela disse:
- Bem, quando você saiu eu sentei lá fora e chorei. Então um jovem muito simpático me perguntou o que estava errado e eu lhe contei.
Ele se ofereceu para consertar tudo, e o que eu tinha a fazer era escolher entre ir para a cama com ele ou fazer um bolo.
O marido disse:
- Então, que tipo de bolo você fez para ele, meu amor?
Ela respondeu:
- Aloooôôôôôwwwww!!! Você tá vendo a logomarca da "Dona Benta" na minha testa?


MORAL DA HISTÓRIA:
MARCA QUE NÃO DÁ ASSISTÊNCIA, ABRE ESPAÇO PARA A CONCORRÊNCIA !!!