quinta-feira, novembro 02, 2006

Che Guevara, revisitado...

A imagem do grande Che Guevara ao lado de Fidel Castro entrando em Havana é inesquecível, como diria Paul Sartre no livro "Furacão sobre Cuba", neste livro Paul Sartre relata a sua viagem à Cuba no período revolucionário aos estudantes brasileiros em São Paulo, Sartre relata a emoção estampada em cada rosto cubano e porque não dizer latino-americano e a vontade de reconstruir o mundo.
Tomo conhecimento e socializo a seguinte informação: foram descobertas recentemente, as fotos da agonia do guerrilheiro argentino Ernesto Che Guevara.
Che continua sendo um ícone mundial da esquerda e o eterno líder da Revolução Cubana, as fotografias recompõem os últimos momentos de Che no interior da Bolívia. Na foto mais conhecida até hoje, ele já estava morto.
O mais interessante que o material chegou em um envelope anônimo às mãos do escritor argentino Pacho O'Donnell, ex-secretário da Cultura da Argentina e autor de uma conhecida biografia do Che. O material foi publicado primeiramente em fevereiro no jornal argentino "Clarín", e depois na revista semanal “Notícias” acompanhado de um ensaio assinado pelo próprio O'Donnell.
O escritor argentino O'Donnell afirma que uma das fotos, a que ele aparece logo depois de receber os disparos, acaba com a controvérsia sobre a morte do Che. "Ele não morreu em confronto, foi assassinado", afirma.
"A foto em que Che olha para cima tem toda sua mística. Ele sabe que vai morrer, mas não há rancor nem ódio. Há serenidade. Essa foto não deve nada às duas que construíram a imagem do mito - a que está espalhada em camisetas pelo mundo e a dele morto. Essa se junta a elas agora."
O escritor argentino para escrever a biografia de Che, teve que fazer dezenas de entrevistas com pessoas que conheceram o guerrilheiro, até sua babá. Na região onde Che morreu, na Bolívia, segundo o escritor, que também visitou para escrever a biografia, há uma espécie de culto a Che.
O'Donnell acredita que o fato dessas fotos terem ficado guardadas por quase 40 anos demonstra o quanto o personagem Che ainda está presente.
Che Guevara - a estrela continua brilhando...





15 comentários:

Navi Leinad disse...

Pelo menos o brilho não deixaremos ser apagado.

citadinokane disse...

Sempre brilhando...

marisanblog disse...

Pedro,

Falemos de amor e paz, por favor...

Beijos

Mari

citadinokane disse...

Mari,
Falemos de amor, paz e estrelas, por favor!

Luana Caldas disse...

A ideologia de Che esteja sempre viva entre nós.

citadinokane disse...

Luana,
Sempre brilhando... "Profundamente humano", diria Nietzsche.

marisanblog disse...

Sou mais o Nietzsche.

citadinokane disse...

Mari,
Sou mais Nietzsche e Che...

Regida por Vênus disse...

Hasta la vitória, siempre!
;)

citadinokane disse...

Regida por vênus,
Sempre!

Mixikó disse...

"HASTA LA VICTORIA SIEMPRE"

citadinokane disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
citadinokane disse...

Mixikó,
Até que não exista mais injustiça, sempre.

Che-Gandhi disse...

"Os poderosos podem matar uma, duas até três rosas, mas nunca deterão a primavera." Ernesto Guevara de la Serna (o Che)

citadinokane disse...

Não deterão a primavera...