terça-feira, novembro 21, 2006

Nazistas, de novo...


Assisti ontem uma reportagem na TV sobre jovens nazistas em São Paulo, como não ficar embasbacado? Braços esticados com saudações hitleristas!? O que é isso cara-pálida?!
Fico entristecido, mas constato que uma vida sem sentido encontrou razão para viver, num vazio preconceituoso, prenhe de absurdo... Aqui como em "algum lugar no passado" não tão distante, jovens são cooptados por promessas falazes que engendram teorias desumanas, as mesmas que legaram uma triste página na história da humanidade, com o holocausto dos judeus... É bom não esquecer, volto a repetir: é bom não esquecer!!!
Seria lugar-comum dizer o que irei dizer, mas não é, a falta de oportunidades é geradora de toda essa situação, não somente no Brasil, os amigos de todos os quadrantes estão aí para confirmar, o mundo é o lugar desses "loucos", portanto, não é um problema só meu, desculpe-me, mas com certeza é problema nosso, visto que esses "loucos" dividem as calçadas e ônibus conosco.
É bom lembrar também, que era problema nosso, quando Rumsfeld, Wolfowitz (o subsecretário da Defesa ) e Perle (conselheiro do Likud sionista) que nunca vestiram um uniforme, nunca prestaram serviço militar nos seus países, passaram a entoar loas aos deuses da guerra, alastrando por entre o corpo de oficiais da Força Aérea e do Exército uma mentalidade fascista.
Como argumentar em defesa dos crimes monstruosos cometidos pelos americanos no Afeganistão: o sangrento saque de Kandahar; o massacre de Mazar-i-Charif e o corte de línguas dos prisioneiros em Sebergham?
Eram os oficiais superiores do Exército dos EUA que estavam diretamente nessas operações.
Em Nuremberg os marechais de Hitler invocaram o respeito sagrado pela disciplina para justificarem todos os crimes da Whermacht e das SS, resultado todos foram condenados à morte.
É problema nosso, quando Kid Bush tece elogios aos militares dos EUA e trata como heróis os responsáveis por crimes similares aos dos marechais de Hitler.
Qual o tamanho da contradição que se coloca para a humanidade? São desafios de profunda dramaticidade... Não são meus problemas. São nossos...

*Mais um desenho de Banksy, ironizando o argumento das armas.

11 comentários:

Navi Leinad disse...

Nosso mundo é hostil, mas essa hostilidade está dentro de nós, em pensamentos equivocados quanto ao semelhante, fundamentados em bases ocas. É só casca, duro por fora mas vazio por dentro, assim como as ideologias de guerra.
Triste, Pedro... muito triste.

Augusto Nunes disse...

Meu mestre e Guru,

É de estarrecer presenciar tal atidude de pessoas ditas "civilizadas", e em uma época, digamos, iluminada pela modernidade. Outro dia estava lendo uma materia sobre a ajuda humanitária dada aos "homens brancos" pelo cacique Megaron e seus guerreiros por ocasião do acidente da gol. Eu tento compreender como sentimentos tão antagônicos brotam de seres tão diferentes.

Acho que deveríamos voltar ao estado de natureza. Parece que nesta situação se respeita muito mais a essêcia do ser humano.

Abraços meu mestre. Parabéns pelo post.

Augusto

citadinokane disse...

Ivan,
Vazios, grandes vazios... Os homens...

citadinokane disse...

Augusto,
Falaste cacique, aí lembrei daquela música do "Gabriel O Pensador" - acende o cachimbo joga a fumaça pra cabeça... E no final os caras matam o cacique, rsrsrs...

Leonardo Bruno disse...

Caríssimo Nelito

Por acaso o ocidente ficará de braços cruzados contra o terrorismo e contra os Sadans da vida? A queda dos Talibãs abriu uma luz no fim do túnel na democracia, ou pelo menos um sistema mais humano no Afeganistão e o Iraque é muito melhor sem Saddam! Enquanto estão discutindo sobre a paz, Saddam e os talibãs matavam a granel. E a paz no Iraque só não existe, pq os terroristas financiados pelo Irã continuam matando. Comparar Bush a Hitler é pura apelação. Hitlerista é defender Saddam Hussein, é achar que democracias não podem derrubar ditaduras sanguinárias!

citadinokane disse...

Leo,
1. "Por acaso o ocidente ficará de braços cruzados contra o terrorismo e contra os Sadans da vida?"
Resposta: Não.

2. "A queda dos Talibãs abriu uma luz no fim do túnel na democracia, ou pelo menos um sistema mais humano no Afeganistão..."
Resposta: Sim.

3. "e o Iraque é muito melhor sem Saddam!"
Resposta: Não.

4. "Enquanto estão discutindo sobre a paz, Saddam e os talibãs matavam a granel."
Resposta: Sim.

5. "E a paz no Iraque só não existe, pq os terroristas financiados pelo Irã continuam matando."
Resposta: Não. É muito mais complexo do parece. A entrada dos EUA no Iraque não conseguiu descaracterizar a "ocupação", no imaginário de muitos no Oriente, pelo menos, é preciso resistir aos yankes, "demônios", entra um componente religioso e cultural que nós ainda não compreendemos muito bem. Irã??? Vou consultar os caras da CIA.

6. "Comparar Bush a Hitler é pura apelação."
Resposta: Desprezar a interlocução da diplomacia e o esforço para o diálogo, a história mostra que as bravatas dos poderosos acabam arrastando milhares, milhões ao sacríficio sangrento das guerras "justas", aquelas que "libertariam" os injustiçados e oprimidos, no final: injustiçados e oprimidos mortos aos milhares, milhões... Outros tantos, presos, torturados e sem direito ao contraditório legal.
É realmente tens razão, não tem como comparar os dois, são distintos...

7. "Hitlerista é defender Saddam Hussein"
Resposta: Não se pode é copiar Saddam, aí zeramos, e não somos melhores daqueles que criticamos.

8."democracias não podem derrubar ditaduras sanguinárias!"
Resposta: Cuidado! Quem decide?

Leonardo Bruno disse...

Resposta: Não. É muito mais complexo do parece. A entrada dos EUA no Iraque não conseguiu descaracterizar a "ocupação", no imaginário de muitos no Oriente, pelo menos, é preciso resistir aos yankes, "demônios", entra um componente religioso e cultural que nós ainda não compreendemos muito bem. Irã??? Vou consultar os caras da CIA.

Leonardo-Caro Nelito, o Irã está dando subsidio logistico e de pessoas para explodir bombas em Bagdá. Sem contar a auda da Síria. Qual novidade disso? Quanto a ocupação no Iraque, a maioria do povo iraquiano aprovou.



Resposta: Desprezar a interlocução da diplomacia e o esforço para o diálogo, a história mostra que as bravatas dos poderosos acabam arrastando milhares, milhões ao sacríficio sangrento das guerras "justas", aquelas que "libertariam" os injustiçados e oprimidos, no final: injustiçados e oprimidos mortos aos milhares, milhões...

Leonardo-Caro Nelito, houve diplomacia sim! O problema é que Saddam se recusou a colaborar e houve a guerra! Isto pq era senso comum de que as armas de destruição em massa, de fato, existiam. E quando invadiram, encontraram artefatos capazes de produzir essas armas. Essa história de que as armas de destruição em massa não foram encontradas é mentira. Saddam poderia construi-las a qualquer momento.

Outros tantos, presos, torturados e sem direito ao contraditório legal.

Leonardo-AS prisões depois da ocupação não são nada parecidas com as brutalidades de Saddam Husseim. Isto pq o exército americano pune seus soldados na menor falha!

É realmente tens razão, não tem como comparar os dois, são distintos...

Leonardo-Será que pode se fazer diplomacia com Saddam? Fizeram diplomacia com Hitler e deu no que deu!


Resposta: Não se pode é copiar Saddam, aí zeramos, e não somos melhores daqueles que criticamos.

Leonardo-Mas derrubar um ditador sanguinário não é copiar uma ditadura. É fazer um senhor favor ao Iraque! Vc acha que os americanos derrubando a ditadura da Coréia do Norte, não vão liberar um povo de tamanho sofrimento? Vc acha mesmo que aquele ditador vai ser derrubado pela diplomacia? Os americanos fizeram diplomacia e hj a Coréia do Norte está com armas atômicas.


Resposta: Cuidado! Quem decide?

Leonardo-Vc acha que teria decisão numa ditadura? O povo iraquiano não tinha condições de decidir nada com Saddam no poder. Agora podem fazer muitas coisas que não existiam no regime anterior. Basta os americanos esmagarem os iranianos e tudo volta a normalidade!

Leonardo Bruno disse...

3. "e o Iraque é muito melhor sem Saddam!"
Resposta: Não.


Leonardo-Não? Como não? Quer dizer que o regime de terror de Saddam é mais válido do que a promessa de democracia no Iraque? Ou vc acha que as pessoas que fazem terrorismo no Iraque, dentre iranianos e sírios, não são os velhos correligionários do Partido Baath de Saddam Hussein?

citadinokane disse...

Leo,
Relatório da ONU noticiado ontem no Jornal Nacional da Rede Globo, confirma quase tudo que expus acima, no que concerne à segurança e qualidade de vida, em termos proporcionais, segundo Notícia dada por William Bonner, no Iraque são derrubadas duas torres gêmeas a cada mês(vítimas, é claro!)
Abraços,
Pedro

Leonardo Bruno disse...

Leo,
Relatório da ONU noticiado ontem no Jornal Nacional da Rede Globo, confirma quase tudo que expus acima, no que concerne à segurança e qualidade de vida, em termos proporcionais, segundo Notícia dada por William Bonner, no Iraque são derrubadas duas torres gêmeas a cada mês(vítimas, é claro!)
Abraços,
Pedro



Leonardo-Vc acredita numa instituição como a ONU, que coloca China, Cuba e Líbia na comissão de direitos humanos e tem acirrada hostilidade contra os americanos? Eu duvido muito que a época de Saddam era melhor!

citadinokane disse...

Leo,
Não sei sinceramente se era melhor ou pior, mas qual a fonte que podemos buscar essa informação? Não pode ser o Pentágono também.
Abraços,
Pedro