quarta-feira, dezembro 20, 2006

Free Rita de Cássia


Eu vi no site dos "Malvados", o pedido de liberdade para a cidadã Rita de Cássia Sampaio, uma pessoa comum, mas que num momento de desespero arranhou com uma faca o deputado baiano ACM Neto, é claro que já foi autuada em flagrante e já foi encaminhada para o presídio feminino... urgh! Há muito mise-en-scêne por parte do deputado, talvez quem sabe busque conseguir a simpatia daqueles que defenestraram a política de seu avô, o velho e carcomido ACM, afinal de contas, ele foi vítima de uma facada.
O ACM Neto chegou andando e saiu andando do hospital, levou três pontos no ferimento, já está recuperado, até sorriu para as câmeras de televisão, as promessas dele nunca foram cumpridas com a revoltada Rita de Cássia...
Reproduzi abaixo a notícia dada pela Folha de São Paulo ontem, e após a entrevista de Rita de Cássia, publico o editorial de hoje do "Jornal Pequeno" do Maranhão que faz um raio-X da facada da mulher do povo, bastante elucidativo, não deixe de ler.
Até o momento da publicação deste post, nenhum parlamentar havia sido preso por mensalão, sanguessuga, aumento salarial desproporcional...
Rita de Cássia não oferece perigo para a sociedade, os deputados não-sei-não...
___________________
Deputados têm tudo, diz mulher que esfaqueou ACM Neto
Terça-feira, dia 19 de Dezembro de 2006 às 11:00hs
LUIZ FRANCISCO - da Agência Folha, em Salvador

Presa em flagrante e autuada por tentativa de homicídio por esfaquear o deputado federal Antonio Carlos Magalhães Neto (PFL-BA), a pensionista Rita de Cássia Sampaio de Souza, 45, disse ontem, antes de ser encaminhada ao Presídio Feminino de Salvador, "que os deputados têm tudo" e ela nem consegue sacar seu FGTS.
Folha -- Por que a sra. esfaqueou o deputado ACM Neto?
RITA DE CÁSSIA SAMPAIO DE SOUZA -- Estou muito revoltada com a classe política. Eles têm tudo, altos salários, mordomias, e eu nem sequer consigo sacar o meu FGTS.
Folha -- Quando começou a revolta da sra.?
RITA DE CÁSSIA -- Faz tempo que detesto deputados, porque eles não fazem nada. Mas este aumento [salarial de 91% aos parlamentares] aumentou a minha revolta.
Folha -- A sra. já esteve no escritório do deputado?
RITA DE CÁSSIA -- Duas vezes. Ele prometeu me ajudar e nada fez. Os assessores também prometeram a liberação, mas até agora, nada.
_____________________

O Jornal Pequeno (o órgão das multidões) on-line

Editorial
O tórax de ACM Neto
Edições » 2006 » Dezembro » Edição 21,408 » Editorial
Data de Publicação: 20 de dezembro de 2006

O tórax de ACM Neto

A família de ACM Neto sustentou, durante 30 anos, uma das mais furiosas oligarquias encravadas no Nordeste, tão poderosa e despótica que rendeu a seu avô, finalmente derrotado, o apelido de Toninho Malvadeza.

Esta semana uma, entre os milhões de brasileiros enlouquecidos pelas más notícias e pelos ataques à cidadania e dignidade dos que vivem à margem do poder político, esfaqueou pelas costas, o tórax do herdeiro do carlismo.

A moça louca, talvez que involuntariamente, feriu o poder. O poder que fez do Nordeste cidadela do crime político organizado, que enriqueceu muita gente industrializando a seca e as enchentes e encravou nessa região bolsões de miséria haitianos e epidemias sudanesas.

O povo nordestino, na maioria das vezes, não conseguiu o respeito dos líderes políticos que escolheu e a moça louca, involuntariamente ou não, por falência cívica ou desequilíbrio emocional, representa muitas dores: a fúria dos latifúndios, das grandes empresas agropecuárias construindo a diáspora violenta do êxodo rural; a pistolagem em conluio com a Polícia Militar matando lavradores e liquidando suas lideranças; a submissão pela taca e pelo ferro em brasa da mulher nordestina; a vitória do analfabetismo e a fulminação da infância empobrecida; a produção de prostíbulos como guetos salariais de sobrevivência e incontáveis fábricas de marginais produzindo bandidos 24 horas por dia nas periferias das grandes cidades. De fato, ela golpeou uma classe política que esfaqueou, por exemplo, até deixar sem sangue, organismos como a SUDENE a SUDAM.

Sem entender talvez, esfaqueou os microorganismos invasores de corpos que editam os mensalões da vida, os vírus da insensibilidade inoculados nos sanguessugas e o vampirismo de políticos que aprenderam a se alimentar do sangue cansado dos trabalhadores.

Em sua mente conturbada, uma última notícia: um salário de R4 24.500 que em pessoas como ela deve desafiar qualquer lógica da compreensão humana.

No tórax de ACM Neto - pois nos tórax se encontram os corações - ela esfaqueou a história. Uma história injusta de fome, de solidão e servidão humana, de desempregos e tristezas compradas nas quitandas onde facínoras da gestão pública ergueram mansões babilônicas e riquezas galáticas.

Imprudente, inocente, inadvertidamente, a moça louca golpeou os mega-salários do Poder Judiciário, os tetos e sub-tetos dos semi-deuses e a falta de teto dos que de fato produzem neste país; golpeou os ganhos de 100 mil reais dos deputados (que sabemos que são muito mais) e, querendo ou não, revelou o nível de desilusão dos brasileiros com as elites que governam e sacaneiam este país; golpeou também a pusilanimidade dos senhores presidentes da Câmara, Aldo Rebelo, e do Senado, Renan Calheiros.

Em outro front, mas agora intencionalmente, um aposentado se acorrentou à porta da Câmara e foi enquadrado em sabe-se lá quantos artigos do Código Penal, o que não aconteceu com mensaleiros e sanguessugas.

Um erro, por razões óbvias, foi a facada, mas ela penetrou o tórax do Poder. Quem sabe à procura de um coração solidário entre as autoridades que governam este Brasil.

Índice da edição - Edição 21,408

Jornal Pequeno - O Órgão das Multidões.
Copyright 2005 - 2006 Jornal Pequeno. Todos os direitos reservados.
Rua Afonso Pena, 171, Centro - São Luís - MA
(98) 3232-7642 Geral - redacao@jornalpequeno.com.br

4 comentários:

Xico Rocha disse...

Companheiro, acho um absurdo o que esta demente senhora realizou, não é um feito que mereça elogios muito pelo contrário é merecedor de todo o nosso repúdio e preocupação.
Se analisarmos pelo lado da segurança, é uma demonstração de total insegurança;
se a analise for feita pelo lado cristão mais triste ainda.
é evidente que sabemos que a familia deste jovem parlamentar não é merecedora de nenhum respeito, daí a cometer desatino contra os mesmo é no minímo irresponsável.
O nobre amigo, como um elemento envolvido e comprometido com a ciência jurídica, deve zelar pela manutenção do Estado de Direito.
Um Cristão e fraterno abraço(apesar de ateu)
Xico Rocha

citadinokane disse...

Companheiro Rocha,
Sinceramente, não estou entendendo mais nada.
O companheiro não é mais revolucionário?!
A sigla ACM, quantos brasileiros matou de fome e de raiva?
Claro que estou falando do que ACM e seus apaniguados representaram e representam para o povo brasileiro aos longos de vários anos de ditadura e governos de exclusão...
O Locobueres me confirmou que v.sa. está cursando Direito, companheiro não sufoque o revolucionário que existe em teu coração... Por favor Deus, devolva o Rocha revolucionário, não deixe ele desistir... Não deixe que ele se enDireite.
Companheiro essa mulher é uma vítima, é uma mulher do povo, ensandecida é verdade, mas por toda uma política de clientelismo absurda, que inclusive foi alimentada pelo deputado ACM Neto, prometeu Deus e mundo para a sua algoz, daí a revolta dela, concordo contigo nada justifica o ato, mas é compreensível irmão... é só se colocar no lugar dela.
Insegurança?
Quem sofre? ACM Neto? Tem guarda-costa. Rita de Cássia, não!
Companheiro o que está acontecendo?
E Che? Fidel? e a Revolução?
Quem falava de revolução com sangue... Estou suspeitando que existe um clone... Mas deixa pra lá!

Xico Rocha disse...

Companheiro não vamos confundir REVOLUÇÃO com irresponsabilidade, fui sou e serei(mesmo sendo considerado ultrapassado) defensor da luta armada, mas a luta consciente, responsável, capaz de produzir avanços sociais.
O Xico Rocha revolucionário continua crível no ser humano, no entanto o mundo sobretudo o nosso mundinho, é... esse mundinho latino americano, que passa hoje por um efeito das ditaduras militares impostas pelos nossos brothers, a demência coletiva, os degredos não servem apenas para punir os degredados, mas sim para tornar o povo acéfalo, haja vista que cada geração produz tão somente em torno de 25 cabeças pensantes, considerando que foram muito mais de 25 os degredados, as gerações ficaram sem um norte, o que produz hoje essa massa de estúpidos e despreparados para a vida, e o que é muito pior, sem nenhum ideal nobre de vida.
Portanto meu amigo, reconheço a revolta da companheira que evidentemente é não só causa mais também efeito da danosa era malvadesca que a Bahia sofreu, mas daí a querer resolver a batalha na base da baladeira é irresponsável e inconsequete, além de insipiente.
Façamos o seguinte voc~e como educador pode ajudar a construir uma nova mentalidade, por exemplo: no próximo semestre faça um formulário(questionário) para o seus alunos, em que você pede que eles digam suas funções e salários, (no caso dos mais jovens dos pais), e que eles analisem junto com você seus patrimônios, verás que muitos dos jovens, e mesmo dos adultos não saberão explicar.
Logo se verá que tem muito neguinho demonstrando status que não é dele, e ficará até dificil explicar ou melhor será inesplicável de maneira em que prevaleça a lisura.
Ai quem sabe possamos coibir um pouco da robalheira que grassa nesta abençoada República.
Um, abraço fraterno e natalesco.
Xico Rocha

citadinokane disse...

Xico,
Ainda bem que concordamos, Rita de Cássia é inocente, vítima do clientelismo que enlouquece o cidadão comum...
Liberdade pra Rita!
Abraços,
Pedro