domingo, dezembro 10, 2006

Pinochet morreu...


A notícia anunciada em um post, semanas atrás, se confirmou hoje, o ex-general e ex-ditador chileno Augusto Pinochet morreu neste domingo às 15h15, a causa da morte foi uma complicação inesperada. Até esta manhã, os boletins divulgados anunciavam que o quadro de saúde dele estava melhorando.
Durante o regime liderado por Pinochet, cerca de 3,2 mil pessoas morreram nas mãos de agentes do Estado, das quais 1.192 continuam desaparecidas, mais de 28 mil foram torturadas, segundo dados oficiais, e cerca de 300 mil tiveram que se exilar por razões políticas.
Atualmente, Pinochet era processado como suposto autor de seqüestros (desaparecimentos), homicídios e torturas em pelo menos três casos por violações dos direitos humanos, entre eles a "Caravana da Morte", uma comitiva militar que executou 75 presos políticos em um percurso pelo Chile em 1973.
Alguns chilenos após uns poucos minutos da notícia do passamento do ex-ditador comemoravam a morte do sanguinolento Pinochet, principalmente nos bairros ícones da luta contra o governo autoritário. Moradores de bairros como La Victoria, José María Caro, Villa Francia, entre outros, estavam reunidos nas ruas e avenidas de Santiago comemorando.
Victor Jara (cantor), Pablo Neruda (poeta), Salvador Allende (político) descansem em paz...
A justiça dos homens falhou, mas a de Deus...
Abaixo um vídeo sobre o golpe militar chileno. É para não esquecer, nunca mais...
Viva o Chile!!!

12 comentários:

Paola Vannucci disse...

Sem muitas palavras

finalmente!!!!!!!!!!!!!

bjsssssssssssss

òtima semana com poema novo no blog, seu sumiço me abala, rs

Navi Leinad disse...

A justiça divina fará o julgamento com certeza. Aqui só nos resta virar definitivamente a página, mas deixando um marcador.

citadinokane disse...

Paola,
Novamente encontro dificuldades para acessar o teu blog, aparece um retângulo na tela dizendo que será fechado o programa... arghhh!

citadinokane disse...

Ivan,
Não quis pegar pesado com a pessoa Pinochet, fica a confusão na cabeça das pessoas, acabam pensando que o blogueiro Pedro é insensível frente a dor da famíla e etc. Não podemos esquecer, a figura Pinochet representa uma página terrível escrita na América Latina: torturas, mortes, perseguições, arrogância, autoritarismo...
Ele abriu a porta do inferno em 1973, liberando tantas maldades... Agora ele terá de prestar contas com Dios...

Anônimo disse...

Em 1973 também no meu país, Portugal, havia uma ditadura e no ano seguinte acabámos c/ ela.

Lamento que os carrascos não tenham sido responsabilizados, nem cá nem lá, e envio o meu respeito para todos os que lutaram, sofreram e morreram às suas mãos.

Hoje, finalmente, "há sol em Santiago".
Alegro-me c/ o fim de todas as ditaduras ... e de todos os ditadores.

Paola Vannucci disse...

Que noti´cia triste, vc não conseguir entrar no meu blog, sniffffffffff. Como ficamos agora, isso ocorre no pc seu de costume ou de outros pcs????
Vou chorar, como diz a canção brega, mas vou chorar e muito..........

Tenha um bom dia meu amado amigo

Te amo

David Carneiro disse...

Parafrazeando Fidel, por ocasião da morte de Ronald Reagan,"morreu quem nem deveria ter nascido". Infelizmente, sua morte consagrou a impunidade.

citadinokane disse...

Anônimo,
Assino o que colacaste, concordo. Fim aos ditadores...

citadinokane disse...

Paola,
Obrigado querida.

citadinokane disse...

David,
"Morreu quem nem deveria ter nascido", que se vá Pinochet... A história já o condenou.
Abraços irmão,
Pedro

Anônimo disse...

Aquele que será lembrado como um verme dentro da história é aquele que não contribuir com o crescimento da humanidade...Como: Pinochet, Hitler, Bush, Getúlio Vargas (Por favor, sem histórias de mamãe me contou!!!Rsss)e dentre outros...

citadinokane disse...

Anônimo,
Sem contribuição para o crescimento, a história se encarrega de sepultar "quem nem deveria ter nascido..."

Abraços,
Pedro