sexta-feira, fevereiro 02, 2007

Lembranças


Meus amigos, ao ler o texto abaixo lembrei de duas pessoas imediatamente, primeiro lembrei da minha filha, ela anda descobrindo tantas coisas bonitas e o que é mais importante, se emocionando com as descobertas; depois me veio a lembrança do amigo David Carneiro, bem jovem é verdade, mas muito comprometido com as nossas lutas...

Pela labuta cotidiana e o esforço para sorrir com esperança, acreditando que vamos atingir a terceira margem... o texto abaixo é dedicado: ao remador olímpico Rogério Friza, tem lugar garantido no Pan-americano do Rio, eu acredito que ele traz a medalha de ouro, tenho fé em Deus; ao dublê de assessor parlamentar e apaixonado incorrigível Marcelo Costa; ao ex-zangado Oliviomar, o sorriso dele é poderoso; ao eterno Locobueres, que não tenha dúvida a tua alma do que pode a loucura humana realizar; ao genro do Lukita - Dirceu Franco, que o lobo e o cordeiro vivam em paz; à blogueira de fé Luciane Fiuza, virtuosa ao extremo; à chilena Lila, pelas poesias e cultura que transpiras; à blogueira Luana, pelo companheirismo; ao Ivan, pela banda-larga-que-falta-todo-santo- dia; Grace pela dedicação; ao Fred, por ser destemido e valente, calma valentão!; são muitos amigos e amigas, vale a intenção, vamos ler com a emoção de noss'alma...



“ SER JOVEM... ”

“ Ser jovem.

Quem não gosta de permanecer jovem?

Ser jovem é amar a vida, cantar a vida, abraçar a vida, perdoando até as pedradas que a vida nos joga em rosto.

Ser jovem é ter altos e baixos, entusiasmos e desalentos. É vibrar com os momentos bons e passar por cima do que nos machuca, com um sorriso fácil apagando os percalços.
Ser jovem é apiedar-se dos mais fracos, não ter vergonha de fazer um sinal da cruz em público, cantarolar uma canção em pleno ônibus. E apreciar uma piada gostosa.

Ser jovem é escrever diário, às vezes. Copiar poesias de amor e remetê-las ao namorado, à namorada, com assinatura própria.Ser jovem é compadecer-se de quem sofre, com aquela vontade imensa de fazer o milagre da cura, de restituir a saúde àqueles que a gente estima e ama.
Ser jovem é beber um lindo pôr-do-sol, ar livre e noites estreladas. Não se intrometer na vida alheia, fazer silêncios impossíveis, ficar ao lado das crianças, gostar de leitura, Ter ódio de guerra e de ser manipulado.Ser jovem é ter olhos molhados de esperança e adormecer com problemas, na certeza de que a solução madrugará no dia seguinte.Ser jovem é amar a simplicidade, o vento, o perfume das flores, o canto dos pássaros. Ter alegria ao dramático, ao solene. E duvidar das palavras.
Ser jovem é vibrar um gol do time, jogar na loteria esportiva, emocionar-se com filmes de ternura e simpatizar secretamente com alguém que a gente viu só de passagem.

Ser jovem é planejar praias no fim do ano, sonhar com um giro pela Europa e uma esticada pela Disneilândia... algum dia.Ser jovem é sentir-se um pouco embaraçado diante de estranhos, não perder o hábito de encabular, tremer diante de um exame e detestar gente gritona e resmunguenta.
Ser jovem é continuar gostando de deitar na grama, caminhar na chuva, iniciar cursos de inglês e violão, sem jamais terminá-los.Ser jovem é não dar bola ao que dizem e pensam da gente. Mas irritar-se, quando distorcem nossas melhores intenções.

Ser jovem é aquele desejo de fazer parar o relógio, quando o encontro é feliz, quando a companhia é agradável e a ventura toma conta do nosso ser.
Ser jovem é caminhar firme no chão, à luz dalguma estrela distante.

Ser jovem é avançar de encontro à morte, sem medo da sepultura e do que vem depois.

Ser jovem é permanecer descobrindo, amando, servindo, sem nunca fazer distinção de pessoas.
Ser jovem é olhar a vida de frente, bem nos olhos, saudando cada novo dia, como presente de Deus. Ser jovem é realimentar o entusiasmo, o sorriso, a esperança, a alegria, a cada amanhecer...

Ser jovem é acreditar um pouco na imortalidade, em vida. É querer a festa, o jogo, a brincadeira, a lua, o impossível.Ser jovem é ser bêbado de infinitos que terminam logo ali. É só pensar na morte, de vez em quando. É não saber nada e poder tudo.
Ser jovem é gostar de dormir e crer na mudança. É meter o dedo no bolo e lamber o glacê. É cantar fora do tom, mastigando depressa, mas engolir devagar a fala do avô.

Ser jovem é embrulhar as fossas no celofane do não faz mal. É crer no que não vale a pena, mas ai da vida se não fosse assim.Ser jovem é misturar tudo isso com a idade que se tenha, trinta, quarenta, cinqüenta, sessenta, setenta ou dezenove. É sempre abrir a porta com emoção.

É abraçar esquinas, mundos, luzes, flores, livros, discos, cachorros e a menininha, com um profundo, aberto e incomensurável abraço feito de festa, dentes brancos e tímidos, todos prontos para os desencontros da vida. Com uma profunda e permanente vontade de SER. ”
( Artur da Távola - 'Paulo Alberto Monteiro de Barros' - 1936/**** )

14 comentários:

Eliana Machado disse...

Bom Dia, Pedro
1)Obrigada pela visita e pelas suas palavras. Fico feliz de saber que meu trabalho pode ajudar de alguma forma.
2)Está lindíssimo seu novo visual. Amei !
3)Maravilhoso este texto do Artur da Távola.
É muito gratificante quando fazemos uma ponte e ela traz bons frutos.
Que Deus te Abençoe, Ilumine e Proteja.
Felicidades,
Beijos,

Blanca disse...

Hola Pedro, antes de nada muchas gracias por visitar mi mundo y dejarme tu huella, permitiéndome así descubrir el tuyo. Me quedo un ratito por aquí leyéndote.
Un abrazo.

Luciane Fiuza de Mello disse...

Pedro, li o texto e agora vou achar que tenho 18 aninhos, os gatinhos que me esperem... rsrsrsrs
Boa leitura.
Ah, tenho ótimas "news" sobre aquela historinha. Entre mortos, feridos, mal amados, estrupiados, caras de fuinhas, cabeças de dinossauros, sai vitoriosa. Estou feliz!
Um abraço,
Lu.

dirceu franco disse...

Pedro,

Como sempre um belo texto.
Mais uma vez obrigado pela menção e... depois a gente acerta aquela gelada.

Valeu irmão.

PS. O comentário sobre nosso atleta olímpico foi D+. A Ana morreu de rir.

Lidiane disse...

Lindo texto mesmo.
Pra ler e refletir dias seguidos.

Jofre Alves disse...

Entro para a sala de visitas deste blogue, para saborear o bom gosto que me é dado aqui ver, com prazer, na linha da qualidade desta página agradável, e ao partir desejo bom fim-de-semana.

citadinokane disse...

Eliana,
Bons ventos para o teu barco, torço que a tua mensagem alcance novos desbravadores da blogosfera.
Sempre bem vinda.
Beijos,
Pedro

citadinokane disse...

Blanca,
A porta fica sempre aberta, seja bem vinda...
Besos,
Pedro

citadinokane disse...

Lu,
18 não.
Balzaquiana, né? Mas com a jovialidade dos "bons"...
Parabéns por ter ganho dos poderosos. Agora é possível comprar o bangalô com o fusca na garagem, hein?!
Besos,
Pedro

citadinokane disse...

Dirceu,
Estás te referindo ao suco com a taça gelada, né?
O Rogério é um grande atleta.
Abraços,
Pedro

citadinokane disse...

Lidiane,
Tô arretado de felicidade pela tua visita.
Venha mais vezes, afinal de contas a porta desse barraco não tem trinco... entra quem quer...
Beijos,
Pedro

citadinokane disse...

Jofre,
Gosto das tuas visitas. Um bom final de semana, também.
Abraços de além-mar,
Pedro

Luciane Fiuza de Mello disse...

Pedro, ganhei, mas só vai dar p umas farrinhas e algumas futilidades que fazem a vida mais divertida srsrs. O fusca e o bangalô ficarão para mais tarde. Caso eu quisesse mais uns meses ou anos de estresse, rolaria tudo, só que não mereço mais olhar na careta desse povo, eles ficam me secando, assim vou emagrecer mais do que preciso. Eles cansam a minha beleza balzaquiana srsrsr
Ah, e vamos comemorar pois se não fosse o seu toque que ainda dava tempo eu teria desistido.
Besos!!!
Lu.

citadinokane disse...

Lu,
Que fiquem para mais tarde...
Eu topo!
Abraços,
Pedro