sábado, março 17, 2007

Tenho em mim todos os sonhos do mundo.


"Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo."
Fernando Pessoa

30 comentários:

Segredos da Esfinge disse...

Pedro,
Acho que o fato de termos "Sonhos"... já nos faz ter muito.
Abraços

Segredos da Esfinge disse...

Professor,
deixei lição de casa para você lá no meu canto, faça tudo "direito".
Abraços

Lila Magritte disse...

¡Soñamos y se mueve el mundo!

Saludos y abrazos Pedro.

Priscila Pires disse...

Eu tenho todos os sonhos do mundo...quem dera eu poder alcancar todos!
That would be awesome!
tenha um bom final de semana

Anônimo disse...

Pablo Neruda no filme Ponto de Mutação:

O que uma lagosta tece lá embaixo com seus pés dourados?
Respondo que o oceano sabe.
Por quem a medusa espera em sua veste transparente?
Está esperando pelo tempo, como tu.
Quem as algas apertam em teus braços? Perguntas mais firme que uma hora e um mar certos?
Eu sei perguntas sobre a presa branca do narval e eu respondo contando como o unicórnio do mar, arpado, morre.
Perguntas sobre as plumas do rei-pescador que vibram nas puras primaveras dos mares do sul.
Quero te contar que o oceano sabe isto: que a vida, em seus estojos de jóias, é infinita como a areia incontável, pura; e o tempo, entre uvas cor de sangue tornou a pedra lisa encheu a água-viva de luz, desfez o seu nó, soltou seus fios musicais de uma cornicópia feita de infinita madrepérola.
Sou só uma rede vazia diante dos olhos humanos na escuridão e de dedos habituados à longitude do tímido globo de uma laranja. Caminho como tu, investigando as estrelas sem fim e em minha rede, durante a noite, acordo nu. A única coisa capturada é um peixe dentro do vento.

Beijos, Cris Moreno

Luciane Fiuza de Mello disse...

Adoro isso.
Hum, e as palavras dançam com a poesia. Perfeito!

"O poeta é um fingidor
Mente tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente" FP.

Besos!!!

Lu.

Anônimo disse...

Cecília Meireles

Herança

Eu vim de infinitos caminhos,
e os meus sonhos choveram lúcido pranto
pelo chão.

Quando é que frutifica, nos caminhos infinitos,
essa vida, que era tão viva, tão fecunda,
porque vinha de um coração?

E os que vierem depois, pelos caminhos infinitos,
do pranto que caiu dos meus olhos passados,
que experiência, ou consolo, ou prêmio alcançarão?

Beijos, Cris Moreno

Lidiane disse...

Eu também.
Eu também...

Anônimo disse...

Vaidade (Florbela Espanca)

Sonho que sou a Poetisa eleita,
Aquela que diz tudo e tudo sabe,
Que tem a inspiração pura e perfeita,
Que reúne num verso a imensidade!

Sonho que um verso meu tem claridade
Para encher todo o mundo! E que deleita
Mesmo aqueles que morrem de saudade!
Mesmo os de alma profunda e insatisfeita!

Sonho que sou Alguém cá neste mundo...
Aquela de saber vasto e profundo,
Aos pés de quem a terra anda curvada!

E quando mais no céu eu vou sonhando,
E quando mais no alto ando voando,
Acordo do meu sonho...

E não sou nada!...


Beijos, Cris Moreno

citadinokane disse...

Segredos da esfinge,
É bom sonharmos.
E vou aceitar a lição que está no teu blog.
Beijos,
Pedro

citadinokane disse...

Lila,
É verdade os sonhos movimentam o mundo...
Besos y abrazos,
Pedro

citadinokane disse...

Priscila,
Quem sabe um dia realizamos, hein?
Uma boa semana.
Beijos,
Pedro

citadinokane disse...

Cris,
Assisti o filme o "Ponto de Mutação".
Pablo Neruda essencial para entendermos a vida.
Besos,
Pedro

citadinokane disse...

Lu,
É Fernando Pessoa e pronto.
Beijos,
Pedro

citadinokane disse...

Cris,
Cecília e Florbela, sempre estiveram comigo, siempre...

citadinokane disse...

Lidiane,
Eu também... ehehehe...
Já te linkei, viu?!
Beijos,
Pedro

J@de disse...

É como vc disse... Fernando Pessoa e ponto!
Beijos!!

citadinokane disse...

Jade,
Fernando Pessoa para sempre!
Beijos,
Pedro

Mari disse...

Lindo, Pessoa.

Bjs

Mari

citadinokane disse...

Pessoa é... e só!

Cris Moreno disse...

Pedro, você gosta mesmo de Fernando Pessoa.
Visitei a casa de Fernando Pessoa, em Lisboa. Foi emocionante. Parte de seus pertences estão em exposição. Os óculos pequenos, cadernos de anotações, canetas,...eu chorei de tanta emoção. Trouxe muitas coisas de lá.
Na Biblioteca, além da emoção, senti orgulho de ser paraense. Nada mais, nada menos, que obras de João de Jesus Paes Loureiro. Estão nas estantes, junto com outras execelentes obras.
Esse meu gostar, pelos poemas e poesias, vem dai, também.
O Jesus foi meu professor, na UFPA, de Literatura. Hoje, quando os revisito (poemas/poesias),incrível, as suas aulas vêm junto também.
Beijos, Cris Moreno

Cris Moreno disse...

"excelentes"

M.S. disse...

salve Álvaro de Campos...
meu poeta predileto

citadinokane disse...

Cris,
Paes Loureiro, grande poeta.
A poesia abrasa as nossas inquietações mundanas, abrindo possibilidades de outras janelas, para outros mundos...
Senti a mesma emoção, quando visitei a casa de Ernest Hemingway em Finca Vigia, 12 km de Havana, a máquina de datilografia, na qual escrevera "O velho e o mar", estava a minha frente, lembrei-me ali naquele instante de Cecília Meireles - "como as coisas guardam tantas emoções..." Hemingway escrevia os romances em pé, da torre que construiu em sua casa, ficava de lá, lá de cima olhando o mundo que se espraiava a partir de Finca de Vigia... Foi dessa maneira que vislumbrou um pescador chamado Santiago sendo puxado por um peixe, e a pensar sobre a vida insistentemente...
São muitas emoções, e não sou nada, nunca serei nada... e tenho em mim todos os sonhos do mundo...
Beijos,
Pedro

citadinokane disse...

M.S.,
O bom dessa história de Fernando Pessoa ser Alberto Caeiro, Álvaro de Campos, Ricardo Reis, Bernardo Soares... São tantos em um só. Resumindo, teu e meu poeta predileto Fernando Pessoa.
Beijos,
Pedro

Anônimo disse...

Fernando Pessoa, como bem o sintetizou o seu heterônimo mais atribulado, Álvaro de Campos:

"Quanto mais eu sinta, quanto mais eu sinta como várias pessoas,
Quanto mais personalidades eu tiver,
Quanto mais intensamente, estridentemente as tiver,
Quanto mais simultaneamente sentir com todas elas,
Quanto mais unificadamente diverso, dispersadamente atento,
Estiver, sentir, viver, for,
Mais possuirei a existência total do universo,
Mais completo serei pelo espaço inteiro fora."

Beijos, Cris Moreno

Lisânia disse...

Nelito,
"Se o seu coração é capaz de sentir os seus sonhos, e se você os deseja realmente, não se desespere por nada; pois quando você olhar para o céu e ver as estrelas brilhando acredite: esse é o momento em que os seus sonhos poderão ser verdadeiros."
Uma boa semana cheia de sonhos a vc e familia.
abcs.

citadinokane disse...

Cris,
Lindas linhas de Álvaro Campos... Ô Fernando Pessoa, continuas aqui em nosso coração...
Bjs,
Pedro

citadinokane disse...

Lisânia,
Olhei para o céu e vi tantas estrelas brilhando, tô com muita sorte, né?!
Beijos,
Pedro

Lisânia disse...

Então, ¨sonhar não custa nada e faz um bem enorma à alma¨. Sonhe sempre, olhe as estrelas e tenha muuuuuuita sorte.
abcs.