segunda-feira, maio 21, 2007

Mulheres e a idade

"Você não tinha outra coisa mais interessante para perguntar?... Nossa... Vamos mudar de assunto..." As mulheres detestam dizer a idade, ousem perguntar e a resposta acompanhada de fúria, será muito próxima do que está aí acima.
Elas odeiam esse papo, conversa de idade - esse papo já está para lá de Teerã...
No Post anterior fiz uma homenagem para a blogueira Mari, só porque escrevi que ela estava fazendo quarenta e tantos anos, choveu telefonemas no meu celular reclamando, pedidos emocionados para que eu retirasse o que fora escrito, leia-se a idade, tentei explicar que não havia nada de mal, apenas uma singela homenagem, incrível, mas, até ameaça de morte sofri... Não sou espírito-de-porco, não resisti a pressão e acabei capitulando agora de manhã, retifiquei o texto do post.
Poucas são as mulheres com a coragem de nossa amiga blogueira Lidiane do "Giramundo Giraeu Girassol", ela diz a idade sem medo nenhum, e gostosamente, Lidiane acrescenta: "- Cuidado com as mulheres que dizem a idade, elas são capazes de dizerem muitas outras coisas..."
É manhã de segunda-feira, modorrenta... Deixo uma poesia para todas as mulheres, sem medo da felicidade, beijos.

Mulheres poetas (Ernane Calado de Souza Melo)

Mulheres que admiro
Quantas há?
Mulheres maduras
No seu esplendor
Experiência de vida
Passagens alegres
Passagens sofridas
Amores e desamores
Alegrias e dissabores
Sonhos sonhados
Sonhos desfeitos
Sonhos realizados
Mulheres de muitas noites
De muitos versos
De muitos nexos
De muitas curvas
Muitos amplexos
Mulheres que conheço
Mulheres que admiro

Mulheres poetas
Quantas há?
Conheço poucas
Como você
Mulher sensível
Mulher poeta
Mulher de nível
Mulher completa
Mulher erudita
Mulher seleta
Mulher bonita

8 comentários:

Cris disse...

Também vou mandar uma...para nós mulheres...

Um poema de amor

todas as mulheres
todos os beijos delas as
formas variadas como amam e
falam e carecem.

suas orelhas elas todas têm
orelhas e
gargantas e vestidos
e sapatos e
automóveis e ex-
maridos.

principalmente
as mulheres são muito
quentes elas me lembram a
torrada amanteigada com a manteiga
derretida
nela.

há uma aparência
no olho: elas foram
tomadas, foram
enganadas. não sei mesmo o que
fazer por
elas.

sou
um bom cozinheiro, um bom
ouvinte
mas nunca aprendi a
dançar — eu estava ocupado
com coisas maiores.

mas gostei das camas variadas
lá delas
fumar um cigarro
olhando pro teto. não fui nocivo nem
desonesto. só um
aprendiz.

sei que todas têm pés e cruzam
descalças pelo assoalho
enquanto observo suas tímidas bundas na
penumbra. sei que gostam de mim algumas até
me amam
mas eu amo só umas
poucas.

algumas me dão laranjas e pílulas de vitaminas;
outras falam mansamente da
infância e pais e
paisagens; algumas são quase
malucas mas nenhuma delas é
desprovida de sentido; algumas amam
bem, outras nem
tanto; as melhores no sexo nem sempre
são as melhores em
outras coisas; todas têm limites como eu tenho
limites e nos aprendemos
rapidamente.


todas as mulheres todas as
mulheres todos os
quartos de dormir
os tapetes as
fotos as
cortinas, tudo mais ou menos
como uma igreja só
raramente se ouve
uma risada.

essas orelhas esses
braços esses
cotovelos esses olhos
olhando, o afeto e a
carência me
sustentaram, me
sustentaram.

(Bukowski)

Aline Ribeiro disse...

Eu acho uma grande besteira mulheres que não gostam de dzr a idade. O que que tem gente? Viver é tão bom e qto mais vivemos, mais experiência adquirimos, isso por acaso é castigo? Eu heim...

Abraços queridão, tava sumida daqui, mas estou de volta

Navi Leinad disse...

Nelitus, muita calma nessa hora, irmão! É segunda-feira... ainda! Cada qual com o seu cada qual, né?

citadinokane disse...

Cris,
Mandou bem mana!

citadinokane disse...

Aline,
Tô contigo, é isso aí!

citadinokane disse...

Ivan,
Não fica dando corda...

Lisânia disse...

¨Nõ importa quntos anos se tem, ms os vindouros que ainda teremos¨...Eu digo minha idade com todo orgulho, final demorou-se tanto pra chegar até aqui e agora esconder porque, nõ é?
Abrços profe...só na manha , né? de folgas e tals...

citadinokane disse...

Lisânia,
Quantos anos, hein?
Agora quero ver!