sexta-feira, junho 15, 2007

Se alguém...


Se alguém bater um dia à tua porta,
Dizendo que é um emissário meu,
Não acredites, nem que seja eu;
Que o meu vaidoso orgulho não comporta
Bater sequer à porta irreal do céu.
Mas se, naturalmente, e sem ouvir
Alguém bater, fores a porta abrir
E encontrares alguém como que à espera
De ousar bater, medita um pouco. Esse era
Meu emissário e eu e o que comporta
O meu orgulho do que desespera.
Abre a quem não bater à tua porta!
Fernando Pessoa, 5-9-1934.

8 comentários:

Ivan Daniel disse...

Tá na hora, irmão!

Segredos da Esfinge disse...

às vezes é bom deixar o orgulho e bater sim na porta.... principalmente na do coração.
beijos

citadinokane disse...

Ivan,
Mermão sempre tá na hora, principalmente pra ti...
Dizes a missão...
Abraços,
Pedro

citadinokane disse...

Esfinge,
Baterei à porta do teu coração... Gritarei!!!

Mixikó disse...

lindo...só podia ser Pessoa...

citadinokane disse...

Pessoa... e um profundo sentimento...

Anônimo disse...

Amei a sensibilidade.

Bjs

Mari

citadinokane disse...

Mari,
Deitei a rosa com todo cuidado no colo da moça, antes cortei os espinhos, não despertaria jamais o encanto de Pessoa...
Eu sou assim, o que posso fazer?!
Beijos,
Pedro