terça-feira, julho 03, 2007

Jovens desprezíveis...

Foi a crônica de uma violência absurda e gratuita, sem motivo algum, a não ser o desprezo pela vida do outro...
Uma pessoa simples, uma trabalhadora doméstica, moradora da periferia... Os agressores jovens, classe média alta, moradores de condomínios luxuosos, pelo menos para os padrões brasileiros.
O cenário é o Rio de Janeiro, jovens saem de uma festa e resolvem espancar as "prostitutas"(a desculpa imbecil dada por um dos jovens), bem alimentados, mas, mal educados para a vida em sociedade... Cinco marmanjos encontram Sirlei Carvalho numa parada de ônibus e resolvem "entupir" a jovem senhora de porrada, chutaram o rosto e a cabeça, pisaram nos braços... acertaram em cheio no povo simples e humilde.
Detesto esses babacas! São nocivos...
Não quero mais falar deles. A prisão... e tempo para pensarem na vida.











10 comentários:

Mixikó disse...

sem comentários...é impressionante...cambada de parasitas que só vivem para chatear os outros ou as mulheres que não sabem bem como se defender...

Letras de Babel disse...

eles é que são filhos da prostituta! [por cá costuma-se acrescentar "fora a mãe, qua não tem culpa", mas quem educa um filho de molde a chamar prostituta a uma mulher e agredi-la por isso (no caso, mesmo que ela o fosse ) não tem boas contas no cartório...]

quais marmanjos ou mal educados, qual quê...era só o que faltava era chamar nomes tão compostinhos a gentalha dessa. de todo o mundo.

___________________

beijinhos do lado de cá

Yúdice Andrade disse...

Segundo reportagem de TV, o condomínio de um dos "meninos" custa 6.000 reais por mês. É isso mesmo. Se a família dispõe de seis mil só para bancar o condomínio, imagine o padrão de vida que levam. E isso serviu para quê? Para produzir algo bom ou fomentar psicopatas?
Minha indignação assinada embaixo.

Cleopatra disse...

Em meu bolg deixe minha indignação...Filhinhos do papai...
Podem ser de classe alta, pelo simplesfato de morarem em condominios apenas...
Pois a educação é de baixo nível, moleques, sem respeitos, pois não sabem o significado da palavra.

Eles precisam aprender a respeitar as pessoas, independentemente da classe social, da cor da pessoa e principalmente da escolha de vida dessas pessoas.

Bjim Pedro...

Anônimo disse...

Tudo se resume a uma só palavra: Vergonha!

Mari

citadinokane disse...

Mixikó,
Juro que em alguns momentos gostaria de me transformar no SuperPedro e com poderes fantásticos.
Sairia voando de cá até chegar na cidade maravilhosa, pegaria os cinco e jogaria todos eles dentro de uma cafuleta de jangada e os perderia nos mares do sul... e só.

citadinokane disse...

Nan,
Todas as vezes que vejo os playboys com carinha de sofredores, fico imaginando as suas vítimas indefesas no auge da agressão perpetradas pelos valentões... revoltante!
Gostaria de ver a valentia dos mesmos diante da selvageria das prisões, aí eles compreenderão por quem os sinos tocam...

citadinokane disse...

Yúdice,
Minha indignação a todo esse remelão que as famílias dos playboys tentam fazer, que são jovens inocentes, que estudam e não deveriam ser misturados com os outros bandidos... às favas com esses argumentos.
Valeu irmão!

citadinokane disse...

Cleopatra,
Tem um remédio para eles: -Semancol.
Doses diárias e contínuas, para o resto da vida... É claro, depois de uma boa estadia no presídio.

citadinokane disse...

Mari,
A vergonha deveria ser um supositório em forma cônica ou cilíndrica gigante adentrando o orifício anal de cada um deles, para que cada um pudesse expelir a maldade solidificada no seu ser...