quarta-feira, setembro 12, 2007

No Bar do Parque... Belém, Belém, tudo bem!

Este post é para o paulista comentarista blogueiro Tadeu. Conforme pedido teu, visitei o Bar do Parque em um domingo ensolarado, lugar histórico da boemia paraense, os notívagos daqui ainda freqüentam o local de tantos embates e debates políticos... Ainda encontramos por lá, poetas, músicos, estudantes, putas, engraxates...
São muitas histórias...
As fotos são todas minhas. O Elias ainda continua trabalhando, o Sérgio se aposentou, abaixo o Válter(tem 18 anos de casa) que prestou todas as informações.
As mesas e cadeiras de ferro ainda resistem, mas já começaram a aparecer as de plásticos... rsrsrs...
Para encerrar, fiquei sentado lá no cantinho do alto, e aí pedi um guaraná Cerpa, lembras? a garrafa é diferente, né?
Para muitos(eu me incluo), o Bar do Parque é um lugar imaterial, solto do chão, habita o nosso imaginário poético...





14 comentários:

Anônimo disse...

Ma rapá , que carinho.
Elias é do meu tempo.Tinha tb um coroa que havia me esquecido o apelido que era uma figura (tipo Cantinflas) me lembrei agora vendo as fotos : Abaeté , assim era chamado , figuraça.Elias e Sergio tb da melhor qualidade eram patrimonio artístico e cultural da praça.Praça essa que faz parte de minha memória afetiva por vários motivos posso mencionar o Bar da Parque , a primeira vez que fui preso (ahaha) , e minha mal-sucedida incursão artística , fiz Teatro popular no Anfiteatro da praça.Por onde andará Astréa Lucena , Henrique da Paz , Oscar , Cleodon Gondim e outros grandes atores paraoras que estiveram comigo nessa aventura(aventura pra mim , pra eles era sério) maravilhosa.
Eita mano véio a saudade cortou que nem navalha .
Abs
Tadeu

Direito & Esquerdo disse...

Nelito,

Tu és foda (no bom sentido, é claro!)
Conseguiste retroalimentar as lembranças de um amigo que está há milhares de km de distância.
Quanto ao guaraná cerpa, fala sério!, só quem te conhece sabe que não podes beber guaraná.
És um cervejeiro nato e inveterado.
Um abraço com gosto de "gelada"

tadeu disse...

Bruno ,
Essa do guaraná cerpa foi só pra me enganar , sem falar no post dele sobre feriado em Alter do chão onde ele só tomou leite.
vamos chamá-lo agora de Monsenhor Nelito
Abs
Tadeu

citadinokane disse...

Mermão Tadeu!
Já anotei o nome dos caras, vou fuçar com a turma ligada ao teatro, de repente eu encontro essa rapaziada, né?!
Outra coisa, fazia muito tempo que eu não sentava ali no Bar do Parque, parece besteira, mas vai rolando uma emoção traiçoeira... fotografei, falei com o Válter, tomei o guaraná cerpa e... saí correndo dali, égua mano! aquele lugar é "desgraçado", começou a borbulhar recordações e os olhos ficaram para transbordar, nesse dia fui embora rapidamente sem olhar pra trás...

citadinokane disse...

Bruno,
Nesse dia que escreveste o comentário, estavas morrendo de sede, não?
____
Falaste em "gelada" me veio o seguinte desejo, quando pisar em São Paulo, vou apanhar um táxi e mandar o motora me levar ao boteco do Tadeu, o boteco sabe-tudo... ahahaha...

citadinokane disse...

Tadeu,
Só quem tomou porre de leite, sabe o quanto vale um guaraná cerpa...
Abraços,
Monsenhor Nelito

tadeu disse...

Monsenhor
está errado teu cometário pro Bruno , pois quando tu pisares(me bateu o paraensês) em Sampa estarei te esperando e eu que vou te conduzir para o sabe-tudo com direito a paradas em botequins inesquecíveis onde são servidas variedades interessantes de leite.
Super abraço
Tadeu

citadinokane disse...

Tadeu,
Conhecerei uma São Paulo que somente os iniciados na arte de bebericar têm a chave dessa porta, melhor dizer, desse outro mundo. Conseguem abrir, mas fechar impossível em todos os sentidos, também pudera depois de umas e outras, né?
Abraços irmão,
Monsenhor Pedro

tadeu disse...

Fechar...impossível ; falastes tudo.
Tô te esperando
Abs
Tadeu

citadinokane disse...

Tadeu,
Não faltará oportunidade.
Abraços,
Pedro

Direito & Esquerdo disse...

Monsenhor Pedro foi boa, Tadeu.
Um abraço

citadinokane disse...

Fale Bruno!
Monsenhor sem batina, viu?!
Foste coroinha, hein?!

Márcia Quemel disse...

Parabéns pelo BLOG, alto nível, sinto-me lisonjeada por ser também destaque ao lado do professor Jorge, um homem admiravel pela sua inteligência, que o torna encantador.
Tenho certeza que as obras literárias do mesmo fazem sucesso no meio jurídico.

Um grande abraço

citadinokane disse...

Márcia,
Obrigado por prestigiar o nosso blog, será um prazer conhecer-te e com certeza o amigo Jorge é uma pessoa admirável, não só pela inteligência, mas sobretudo por sua sensibilidade e a maneira de agir solidária com as pessoas ao seu derredor...
Tomara que ele consiga vender um milheiro de cada livro, né?!
Abraços,
Pedro