terça-feira, outubro 30, 2007

Corrente - amigos do peito...

O blogueiro Tico enviou-me uma corrente, não gosto de correntes, costumo quebrá-las, quebro mesmo... Mas, essa corrente é diferente... O Tico me considera amigo do peito, e só por isso vou publicá-la, ok?!
"Reafirmando a amizade!!!
CORRENTE DOS AMIGOS DO PEITO... NÃO INTERROMPA !!!
SE INTERROMPER ESTA CORRENTE, SEUS DESEJOS NÃO SE REALIZARÃO.
MANDE PARA OS AMIGOS DO PEITO.
Se você está recebendo esta mensagem, é porque você é um AMIGO DO PEITO
Repassando para não interromper a corrente.







sábado, outubro 27, 2007

Movimento dos barcos...

O que estou escutando, agora, hoje? Anota aí! Carrego este CD para todo os lugares: "Toni Platão - CD Negro Amor".
A música: "Movimento dos Barcos".
Composição: "Jards Macalé - Capinam".
"Estou Cansado E Você Também
Vou Sair Sem Abrir A Porta
E Não Voltar Nunca Mais
Desculpe A Paz Que Lhe Roubei
E O Futuro Esperado Que Nunca Lhe Dei
É Impossível Levar Um Barco Sem Temporais
E Suportar A Vida Como Um Momento Além Do Cais
Que Passa Ao Largo Do Nosso Corpo
Não Quero Ficar Dando Adeus
As Coisas Passando
Eu Quero É Passar Com Elas
E Não Deixar Nada Mais Do Que Cinzas De Um Cigarro
E A Marca De Um Abraço No Seu Corpo
Não, Não Sou Eu Quem Vai Ficar No Porto Chorando
Lamentando O Eterno Movimento Dos Barcos".

sexta-feira, outubro 26, 2007

Tempo mágico

Eu não sei dos outros, mas falarei por mim, estou cansado com tanta coisa sem sentido... Os caretas metendo a mão e se locupletando... Argh!!!
Li a mensagem abaixo e me identifiquei com cada linha traçada, uma pena que não sei quem é o autor, por favor se alguém souber escreve pra gente, ok?!
E não esqueçam, hoje é sexta-feira, hein?!

Tempo Mágico
Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para frente do que já vivi até agora. Sinto-me como aquela menina que ganhou uma bacia de jabuticabas. As primeiras, ela chupou displicente, mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço.
Já não tenho tempo para lidar com mediocridades.
Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados.
Não tolero gabolices. Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte. Já não tenho tempo para projetos megalomaníacos.
Não participarei de conferências que estabelecem prazos fixos para reverter a miséria do mundo. Não quero que me convidem para eventos de um fim de semana com a proposta de abalar o milênio. Já não tenho tempo para reuniões intermináveis para discutir estatutos, normas, procedimentos e regimentos internos.
Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas, que apesar da idade cronológica, são imaturas.
Não quero ver os ponteiros do relógio avançando em reuniões de "confrontação", onde "tiramos fatos a limpo".
Detesto fazer acareação de desafetos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário geral do coral.
Lembrei-me agora de Mário de Andrade que afirmou: "as pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos".
Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa...
Sem muitas jabuticabas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade, defende a dignidade dos marginalizados, e deseja tão somente andar ao lado de Deus.
Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade, desfrutar desse amor absolutamente sem fraudes, nunca será perda de tempo. O essencial faz a vida valer a pena.

quinta-feira, outubro 25, 2007

Qualé?

Qualé?!

Espanhol para português...

E- mail que recebi da Marta Gama, leia abaixo:
"Hablas espanhol???
PARA AQUELES QUE DIZEM QUE ESPANHOL É FÁCIL, QUASE IGUAL AO PORTUGUÊS...
Traduza a frase abaixo:
"La vien un tarado pelado com su saco en las manos corriendo atraz de la buseta."
Traduziu ?
Acertou ?
Tem certeza?
TRADUÇÃO CORRETA:
"La vem um tonto careca com seu paletó nas mãos correndo atrás do micro-ônibus."
Pois é, além de não saber espanhol, você só pensa besteira!
Abraços,
Martinha

Por inteiro - Oswaldo Montenegro

Quantas vezes eu e o amigo Duda Bueres buscávamos essas palavras? e mesmo no estágio em que a bebida e o cigarro de palha permitiam... Não conseguíamos...
A triste condição de um mero mortal e a poesia fugindo de nós...
Mixikó amiga blogueira, lembrou-me dessa condição ao comentar o texto de Oswaldo Montenegro, ele não escreve pela metade, escreve por inteiro...
Amiga lisboeta, conseguiste liberar um turbilhão de emoções, momentos inesquecíveis arquivados, não só para mim, mas para todos os meus amigos...
Eles falarão...

Metade(Oswaldo Montenegro)

Que a força do medo que tenho
Não me impeça de ver o que anseio

Que a morte de tudo em que acredito
Não me tape os ouvidos e a boca
Porque metade de mim é o que eu grito
Mas a outra metade é silêncio.

Que a música que ouço ao longe
Seja linda ainda que tristeza

Que a mulher que eu amo seja pra sempre amada
Mesmo que distante
Porque metade de mim é partida
Mas a outra metade é saudade.

Que as palavras que falo
Não sejam ouvidas como prece e nem repetidas com fervor
Apenas respeitadas
Como a única coisa que resta a um homem inundado de sentimento
Porque metade de mim é o que ouço
Mas a outra metade é o que calo

Que essa minha vontade de ir embora
Se transforme na calma e na paz que eu mereço
E que essa tensão que me corrói por dentro
Seja um dia recompensada
Porque metade de mim é o que penso
E a outra metade um vulcão.

Que o medo da solidão se afaste
E que o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável
Que o espelho reflita em meu rosto um doce sorriso que eu me lembro ter dado na infância
Porque metade de mim é a lembrança do que fui
E a outra metade não sei

Que não seja preciso mais que uma simples alegria
Pra me fazer aquietar o espírito
E que o teu silêncio me fale cada vez mais
Porque metade de mim é abrigo
Mas a outra metade é cansaço

Que a arte nos aponte uma resposta
Mesmo que ela não saiba
E que ninguém a tente complicar
Porque é preciso simplicidade pra fazê-la florescer
Porque metade de mim é platéia
E a outra metade é a canção

E que a minha loucura seja perdoada
Porque metade de mim é amor
E a outra metade também.

Dando milhos aos pombos...

Incrível o povo americano, lutou contra a opressão inglesa, conseguiu construir uma potência e passou a submeter outros povos...
Depois do 11 de setembro, a ficha caiu... ninguém está a salvo da miséria que viceja no quintal dos seus vizinhos: América latina, Oriente médio, África, Ásia... é a Aldeia Global! Nem os Yankes estão blindados.
Se esse mundo não for de todos, não será de ninguém!
Vaticínio cruel, não?!
Brancos, pretos, amarelos... todos na mesma barca, e afundamos um pouco mais a cada dia, todos juntos...
Ontem a explosão das torres-gêmeas, Israel e Palestinas - parentes se matando; hoje a Califórnia pegando fogo, o nível do mar aumentando com o derretimento progressivo da calota polar...
Tudo isso acontecendo e a gente aqui sentado dando milhos aos pombos... argh!!!

quarta-feira, outubro 24, 2007

Vale a pena conferir!

O blog recebe mais um Prêmio por indicação da blogueira amiga Renatinha.
Aceito de coração, obrigado!!!

Advogada bonita...

Daniel descobriu que herdaria uma fortuna quando seu pai doente morresse, então decidiu que precisava de uma mulher para ser a sua grande companheira. Assim, em uma noite ele foi para o bar da OAB onde encontrou a advogada mais bonita que já tinha visto.
Sua beleza natural tirava seu fôlego.
"Eu posso parecer um advogado comum", disse enquanto se aproximava da musa,"mas em cerca de um mês ou dois, meu pai vai morrer, e eu herdarei 20 milhões de dólares".
Impressionada, a mulher foi para a casa com ele naquela noite e...
três
dias
depois,
se tornou sua
madrasta...

domingo, outubro 21, 2007

Vem amiga...

A ausente(Vinicius de Moraes)

Amiga, infinitamente amiga
Em algum lugar teu coração bate por mim
Em algum lugar teus olhos se fecham à idéia dos meus.
Em algum lugar tuas mãos se crispam, teus seios
Se enchem de leite, tu desfaleces e caminhas
Como que cega ao meu encontro...
Amiga, última doçura
A tranqüilidade suavizou a minha pele
E os meus cabelos. Só meu ventre
Te espera, cheio de raízes e de sombras.
Vem, amiga
Minha nudez é absoluta
Meus olhos são espelhos para o teu desejo
E meu peito é tábua de suplícios
Vem. Meus músculos estão doces para os teus dentes
E áspera é minha barba. Vem mergulhar em mim
Como no mar, vem nadar em mim como no mar
Vem te afogar em mim, amiga minha
Em mim como no mar...

in Antologia Poética
in Poesia completa e prosa: "Nossa Senhora de Los Angeles"

sexta-feira, outubro 19, 2007

Há vida...

Mas há a vida (Clarice Lispector)

Mas há a vida
que é para ser
intensamente vivida,
há o amor.
Que tem que ser vivido
até a última gota.
Sem nenhum medo.
Não mata.

Morena linda!!!

Não sei o nome da moça acima, guardei a imagem que saiu no jornal "O Liberal" em julho do ano passado, a morena bronzeada desfilava as suas curvas e beleza na praia do Tucunaré em Marabá... alguém sabe o nome dela? Me avisa, ok?!

Créeme!!!

"Créeme cuando te diga que me voy al viento
de una razón que no permite espera
cuando te diga que no soy primavera
sino una tabla sobre un mar violento."
(Vicente Feliú)

Não era o García Márquez...

La Marioneta, é uma falsa despedida de Gabriel García Márquez...
Recebi um texto por e-mail como sendo de autoria de García Márquez, lembrei-me da blogueira Jade a "carioca da gema", alertando que devemos desconfiar dessas mensagens, e levei a sério o alerta de Jade... Descobri que essa mensagem circula pela Internet desde 1999, esse poema foi atribuído ao grande escritor colombiano Gabriel García Márquez ganhador do Prêmio Nobel de Literatura de 1982. O poema é intitulado "La Marioneta" ou "A despedida de Gabriel García Marquez" ou ainda “ Mensagem aos amigos”, na verdade trata-se de um texto apócrifo.
Nós sabemos como isso ocorre na Internet, um verdadeiro rastilho de pólvora, basta um blogueiro jogar na blogosfera que rapidamente a informação se propaga imediatamente, sem controle algum. Tudo começou com a divulgação pelo jornal peruano La República, que o escritor contraíra câncer linfático e estaria em estado terminal, em seguida o texto começou a ser divulgado. O Gabo como é chamado pelos amigos desmentiu as duas coisas: não estava em estado terminal e não havia escrito a tal despedida.
O texto circulou muito pela internet e até em alguns jornais. "O Globo" do Rio de Janeiro e o "Jornal do Commercio" do Recife (edição de 06 de setembro de 2000) o divulgaram. Para o JC, o texto é "emocionante e inesquecível", os editores responsáveis não deram ouvidos para a blogueira Jade... ahahaha...
García Márquez, não apenas negou que estivesse em estado terminal como também considerou piegas o texto e o seu autor, e em recente entrevista ao jornal espanhol "El País", o escritor colombiano lamentou a repercussão do texto.
Foi descoberto o autor do poema La Marioneta, foi escrito por Johnny Welch, um ventríloquo que trabalha no México, o texto foi escrito para o seu boneco de nome Mofles. "Estou muito desapontado por haver escrito alguma coisa e não receber o crédito" disse Johnny Welch, o verdadeiro autor do poema.

Agora é o seguinte, quem quiser se emocionar com o texto piegas, não se reprima, ok?!

La Marioneta (A Marionete)
"Se, por um instante,
Deus se esquecesse de que sou uma marionete
de trapo e me presenteasse com um pedaço de vida,
possivelmente não diria tudo o que penso, mas,
certamente, pensaria tudo o que digo.
Daria valor as coisas, não pelo que valem,
mas pelo que significam.
Dormiria pouco, sonharia mais,
pois sei que a cada minuto que fechamos os olhos,
perdemos sessenta segundos de luz.
Andaria quando os demais parassem,
acordaria quando os outros dormem.
Escutaria quando os outros falassem e
provaria um bom sorvete de chocolate.
Se Deus me presenteasse com um pedaço de vida,
vestiria simplesmente, me jogaria de bruços no solo,
deixando a descoberto não apenas meu corpo, como minha alma.

Deus meu, se eu tivesse um coração,
escreveria meu ódio sobre o gêlo e esperaria que o sol saísse.
Pintaria com um sonho de Van Gogh sobre
estrelas um poema de Mario Benedetti e uma
canção de Serrat seria a serenata que ofereceria a Lua.
Regaria as rosas com minhas lágrimas para
sentir a dor dos espinhos e o encarnado beijo de suas pétalas.

Deus meu, se eu tivesse um pedaço de vida.
Não deixaria passar um só dia sem
dizer as pessoas - te amo, te amo.
Convenceria cada mulher e cada homem que
são os meus favoritos e viveria enamorado do amor.
Aos homens, lhes provaria como estão
enganados ao pensar que deixam
de se apaixonar quando envelhecem, sem saber
que envelhecem quando deixam de se apaixonar.
A uma criança, lhe daria asas,
mas deixaria que aprendesse a voar sozinha.
Aos velhos ensinaria que a morte não
chega com a velhice, mas com o esquecimento.
Tantas coisas aprendi com vocês, os homens...
Aprendi que todo mundo quer viver no cimo da montanha,
sem saber que a verdadeira felicidade esta na forma de subir a escarpa.
Aprendi que quando um recém-nascido aperta
com sua pequena mão pela primeira vez o dedo de seu pai,
o tem prisioneiro para sempre.
Aprendi que um homem só têm o direito de olhar um
outro de cima para baixo para ajudá-lo a levantar-se.
São tantas as coisas que pude aprender com vocês,

mas, finalmente, não poderão servir muito
porque quando me olharem dentro dessa maleta,
infelizmente estarei morrendo."

Iman Maleki - pintor iraniano

O que as guerras e censuras não nos deixam ver, o amigo Alexandre Carvalho resolveu revelar e enviou-me as imagens abaixo:
"O pintor iraniano Iman Maleki, gênio do realismo, ganhou o prêmio William Bouguereau e o Chairman´s Choise no II Concurso Internacional de Art Renewal Center. Muitos o consideram o melhor pintor de arte realista do mundo. Seus desenhos competem com as câmeras digitais de 10 Megapixels, afirmam os especialistas. Simplesmente espetacular! "

Amantes...



O sono depois do amor...

É Proibido...

Recebo do amigo Edilben essa poesia, e por ser sexta-feira vejo o quanto é urgente a felicidade, hei de buscá-la antes que o sábado amanheça...
"É proibido chorar sem aprender,
Levantar-se um dia sem saber o que fazer
Ter medo de suas lembranças.

É proibido não rir dos problemas
Não lutar pelo que se quer,
Abandonar tudo por medo,

Não transformar sonhos em realidade.
É proibido não demonstrar amor
Fazer com que alguém pague por tuas dúvidas e mau-humor.
É proibido deixar os amigos

Não tentar compreender o que viveram juntos
Chamá-los somente quando necessita deles.
É proibido não ser você mesmo diante das pessoas,
Fingir que elas não te importam,

Ser gentil só para que se lembrem de você,
Esquecer aqueles que gostam de você.
É proibido não fazer as coisas por si mesmo,
Não crer em Deus e fazer seu destino,

Ter medo da vida e de seus compromissos,
Não viver cada dia como se fosse um último suspiro.
É proibido sentir saudades de alguém sem se alegrar,

Esquecer seus olhos, seu sorriso, só porque seus caminhos se
desencontraram,
Esquecer seu passado e pagá-lo com seu presente.
É proibido não tentar compreender as pessoas,
Pensar que as vidas deles valem mais que a sua,

Não saber que cada um tem seu caminho e sua sorte.
É proibido não criar sua história,
Deixar de dar graças a Deus por sua vida,

Não ter um momento para quem necessita de você,
Não compreender que o que a vida te dá, também te tira.
É proibido não buscar a felicidade,

Não viver sua vida com uma atitude positiva,
Não pensar que podemos ser melhores,
Não sentir que sem você este mundo não seria igual."
(Pablo Neruda)

Vai pra lá que eu vou pra cá!!!

Elis Regina cantava são dois pra lá e são dois pra cá... O Robinho criou o drible - "vai pra lá que eu vou pra cá". Ainda bem que o José Roberto Wright(ex-árbitro de futebol e aprendiz de comentarista esportivo) não estava na cabine da Globo, o cara é contra o futebol arte, repara que ele sempre critica o jogador que tem habilidade, o atleta não pode driblar ou fazer uma finta mais vistosa, aí o Wright abre o bocão pra dizer que o jogador driblador não respeita o outro colega de profissão e que é provocador, indisciplinado e etc... Futebol bonito é o praticado pelo Robinho, Cristiano Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho, o resto é perna-de-pau que maltrata a bola... Fico imaginando se o José Roberto Wright fosse comentarista no tempo do Pelé, Garrincha ou Maradona... Ai ai ai, todos seriam denominados de provocadores e marginais. Ainda bem que existe o Robinho, quer tirar a dúvida?! Olha o vídeo abaixo, ok?

quinta-feira, outubro 18, 2007

Frases esquecidas...

As frases abaixo estavam arquivadas, não sei quem enviou-me, não sei quem é o autor ou autores, ainda assim vou compartilhar...
"Às vezes é melhor ficar quieto e deixar que pensem que você é um idiota do que abrir a boca e não deixar nenhuma dúvida.

Antes tarde do que mais tarde.

O salário-mínimo deveria se chamar gorjeta máxima.

Se um homem bate na mesa e grita, está impondo controle. Se uma mulher faz o mesmo, está perdendo o controle.

Onde há fumaça, há FEBEM.

Eu queria morrer como o meu avô, dormindo tranqüilo, e não gritando desesperadamente, como os quarenta passageiros do ônibus que ele dirigia!

Quantos guarda-chuvas você já perdeu?Quantos você já achou? Para onde será que eles vão?

Não tomo café, porque penso em você. Não almoço, porque penso em você. Não janto, porque penso em você. Não durmo... Porque estou morto de fome!!!

Batatinha quando nasce, se esparrama pelo chão: Ai meu Deus! Vou ter que catar tudo de novo!

Diga-me com quem andas que eu te direi se vou contigo.

O pior cego é aquele que não quer ver, não quer comer, não quer trabalhar, enfim, não quer fazer p... Nenhuma!!

Só estou esperando uma posição sua, pois o negócio continua de pé.

Porque "já" quer dizer agora, e "já, já" quer dizer daqui a pouco?

Que contradição: para desligar o computador clica-se no menu 'iniciar'.

O sonho acabou, mas ainda tem pão doce!

Canela: dispositivo para encontrar objetos no escuro!

Eu cavo, tu cavas, ele cava, nós cavamos, vós cavais, eles cavam... Não é bonito, mas é profundo.

Chocolate não engorda, quem engorda é você!

Mate-se de estudar e serás um cadáver culto!

Não sou um completo inútil... Ao menos sirvo de mau exemplo.

Errar é humano. Colocar a culpa em alguém, então, nem se fala.

O importante não é saber, mas ter o telefone de quem sabe!

Não leve a vida tão a sério, afinal ninguém sairá vivo dela.

Deixei a bebida. O ruim é que não lembro onde.

Existe um mundo melhor, mas é caríssimo!

A mulher que não tem sorte com os homens não sabe a sorte que tem.

Trabalhar nunca matou ninguém, mas... Por que arriscar?

E por fim:
Há duas palavras que abrem muitas portas: Puxe e empurre."

quarta-feira, outubro 17, 2007

Os cinco judeus que mudaram a percepção sobre o mundo

Os cinco judeus que mais mudaram a forma de ver o mundo foram:
-Moisés, quando disse: “a Lei é TUDO...”
-Jesus, quando disse: “o Amor é TUDO...”
-Marx, quando disse: “o Capital é TUDO...”
-Freud, quando disse: “o Sexo é TUDO..."
Depois veio Einstein e mandou tudo à merda quando disse:
“TUDO é relativo”.

terça-feira, outubro 16, 2007

Oscar Luiz no Boteco das Onze Janelas

Como manda a boa hospitalidade paraense, levei o nosso amigo blogueiro Oscar Luiz para conhecer o "Boteco das Onze Janelas", local aprazível debruçado sobre a Baía do Guajará, ali começou a cidade de Belém, o boteco fica ao lado do Forte construído pelos portugueses... Huumm... A preocupação do Oscar não era histórica e sim etílica, o nosso amigo visitou as praias do Atlântico em Salinas e depois retornou para Belém e aproveitamos para atualizar a conversa, degustamos generosas tulipas de chopp, rolamos conversa sobre blogosfera e a cidade do amigo Oscar: Cuiabá, a terra do pantanal.
Vou dar os créditos das fotografias belíssimas: A primeira acima é do Octávio Cardoso, juntamente com as quarta e quinta; a segunda e terceira são de João Ramid.

Abaixo o registro fotográfico do nosso colóquio etílico-cultural, Oscar com o copo na mão num verdadeiro dilema shakespeareano: To drink or not to drink. This is the question!
Apesar de todo o aconchego da área interna do boteco preferimos o ar livre com um céu cheio de estrelas...
Conhecer o Oscar e compartilhar com ele as minhas impressões sobre o mundo blogosférico foi gratificante.

Ainda iremos rodar a cidade por toda essa semana, o pedido dele, a exigência, de preferência de bar-em-bar, e como nunca fiz amigo bebendo leite, fica a certeza de consolidarmos uma grande amizade.
Valeu Oscar!!!

sábado, outubro 13, 2007

Assalto?!

Recebo e-mail do Tico, pedindo que encaminhasse o mesmo para os nossos amigos aqui de Belém, pois se tratava de um golpe aplicado por umas moças bem articuladas. Vou publicar, mas... deixa pra lá!

"Assalto no YAMADA PLAZA!!!
Atenção galera este comunicado é sério...aconteceu comigo aqui em Belém. Não sei quantos de vocês fazem compras no Yamada Plaza, mas esta informação pode ser de muita utilidade. Mando esta informação para avisá-los que fui vítima de um assalto no Yamada Plaza, mas poderia ter sido em qualquer outro supermercado.
Funciona da seguinte maneira: Duas garotas muito gostosas chegam perto enquanto você está guardando as compras no porta-malas e começam a limpar o pára-brisa com esponja e produto limpador, dizendo que é um novo produto que pode ser usado sem água e que elas são demonstradoras. Seus seios praticamente pulam para fora de suas blusas, assim fica impossível não olhar e se distrair. Eu ofereci uma gorjeta, mas não aceitaram e me perguntaram se eu ia passar próximo a outro supermercado, pois elas iriam para lá de carona. Eu falei que sim, que não tinha problema e entraram as duas no banco de trás e no caminho começaram a se beijar e logo em seguida começaram a praticar atos libidinosos. Logo em seguida uma passa para o banco da frente e começa a me mastubar, tendo resistir, grito o nome da minha esposa e rapidamente ela passa a praticar o sexo oral, enquanto isso, a outra me rouba o dinheiro que estava no meu bolso de trás da calça.
Estejam alertas, pelo amor de Deus, pois poderá acontecer com vocês também!!! Me roubaram na sexta-feira, CINCO vezes no sábado, QUATRO ontem... e amanhã vou de novo!"
José Maria

Mônica Veloso

Ela abalou a República, tirando a roupa para um senador...
Agora resolveu tirar a roupa pra todo mundo, dá-lhe PlayBoy!!!


quarta-feira, outubro 10, 2007

Convite ao Bem

"Mas, quando fores convidado, vai." - Jesus. (Lucas, 14:10.)
Sou uma pessoa que acredita no bem como fonte divina. Nunca fui um ardoroso leitor das sagradas escrituras, mas, sempre me mantive respeitoso com todos os amigos que se dedicam e vivenciam a sua fé tomando ao pé da letra os escritos bíblicos...
Busco pautar a minha vivência respeitando as diferenças de todos os matizes, hoje evito as discussões passionais, são todas infrutíferas, estéreis mesmos... Não faço proselitismo partidário e nem religioso, desejo e espero que todas as pessoas que cruzam o meu caminho sejam felizes com as escolhas que fazem, como lembrou-me um amigo do peito - "cada escolha, uma renúncia!".
Mas por que todo esse prólogo?
Como fui e sou influenciado pela doutrina espírita, codificada por Allan Kardec, sempre penso que cada pessoa é responsável pelo Céu ou Inferno que vive, e que Deus não coloca armadilhas em nossos caminhos, nos encarregamos de prepará-las para nós mesmos, e depois buscamos justificá-las culpando a todos que nos rodeiam, inclusive, acusamos às vezes até as pessoas amadas...
Tenho amigos pastores evangélicos, coroinhas e outros carolas de procissões, sou convidado e vou para os mais diversos cultos religiosos...
Há dias venho ruminando algo que me deixou arrasado, confesso que sinto uma tristeza profunda e nem gostaria de escrever sobre o assunto, mas... quero falar e sei que uma pessoa em especial vai ler...
Há três semanas recebi um telefonema, a pessoa que me ligou estava agoniada, era um amigo dizendo que um outro amigo nosso fora feito refém por "fornecedores de drogas"; fiquei pasmo com a situação insólita, como uma pessoa casada, com filhos e recolhecida por todos como um profissional competente foi se envolver com drogas?! Não sei! Talvez aquela autoconfiança exagerada - "posso fumar e cheirar, quando quiser sair, saio numa boa!"
Infelizmente, é forçoso dizer, o meu amigo se tornou escravo de uma droga desgraçada: - Crack!
O que é essa droga? Pesquisei no site da Wikipédia:
"O crack é uma droga ilegal derivada da planta de coca, é feita do que sobra do refinamento da cocaína ou da pasta não refinada misturada ao bicarbonato de sódio e água. O bicarbonato de sódio faz com que a mistura tenha um baixo ponto de fusão (passagem de sólido para líquido) e ebulição (uma forma de passagem de líquido para gasoso) tornando possível a queima da droga com o auxilio de cinza de cigarro ou cigarro de maconha que é colocada no cachimbo junto com o crack. O uso de cocaína por via intravenosa foi quase extinto no Brasil, pois foi substituído pelo crack, que provoca efeito semelhante e é tão potente quanto a cocaína injetada. A forma de uso do crack também favoreceu sua disseminação já que não necessita de seringa, basta um cachimbo improvisado. O crack é uma droga muito intensa, justamente por ter um grau de pureza maior que a cocaína[carece de fontes?]. Pertence ao grupo das drogas estimulantes, mas também provoca alucinações[carece de fontes?]. Seu efeito chega rápido ao cérebro podendo levar entre 5 e 10 segundos para iniciar, sua duração é curta, em média de 5 a 10 minutos. Essa característica faz com que os usuários repitam o uso muitas vezes, levando-o à dependência severa em muito pouco tempo, geralmente com menos de 10 pedras o indivíduo já pode ser considerado um dependente. O crack eleva a temperatura corporal, podendo levar o usuário a ter um AVC. A droga também causa destruição de neurônios e provoca no dependente a degeneração dos músculos do corpo (Rabdomiólise), o que dá aquela aparência esquelética ao indivíduo: ossos da face salientes, braços e pernas ficam finos e costelas aparentes. Normalmente um usuário de crack, após algum tempo de uso utiliza a droga apenas para fugir da sensação de desconforto causado pela abstinência e outros desconfortos comuns à outras drogas estimulantes: depressão, ansiedade e agressividade."
__________________________
O meu amigo viciado e refém dos marginais ligou pedindo ajuda, os bandidos só iriam libertá-lo se fosse pago o crack consumido; a sua bolsa de trabalho cheio de documentos estava em uma "boca", o paletó em outra, o celular com outro bandido... Ele já estava há dois dias consumindo a droga direto e sem parar, tinha gasto toda a grana e ficou devendo 400 reais.
A missão...
Relutamos, mas era necessário resgatá-lo das mãos dos bandidos, telefonamos para o "Cabeção", ele ficou reticente, balbuciava que tinha dois filhos pra criar e que era muito perigoso... Compreendemos o temor do "Cabeção" e não iremos jamais criticá-lo por ter refugado diante da situação, as palavras ficavam martelando a minha cabeça (cada escolha, uma renúncia!).
Dinheiro sacado seguimos para a periferia da cidade, passamos por pontes e vielas, ruas mal iluminadas, pessoas olhando com desconfiança... Lá adiante estava o nosso amigo, colado nele os bandidos, no porta-luva do carro uma bíblia, na minha mão direita a chave de roda do carro, "se tudo der errado vamos vender caro nossas vidas", eu segurava firme a chave e o amigo que dirigia o carro dizia: - calma! Vamos resgatá-lo, os caras querem só o dinheiro...
O amigo refém veio ao nosso encontro pegou o dinheiro e entregou para os bandidos, uns sem camisas, outros com bonés e gorros nas cabeças (quatro ou cinco), devolveram tudo, como eles são bacanas, né? E ainda tivemos que ouvir de um deles um sermão, pode?
Pegamos o amigo ex-refém, o que eu disse para ele?
- Cara...!
O outro amigo conversou dizendo que era momento de mudar a vida, que dependia dele essa mudança, que havíamos feito contato com o pai e a esposa dele, todos estavam esperando por ele... O dinheiro não era doação e que ele deveria se virar para pagar...
Durante a admoestação ele não levantava o olhar, pedia desculpas, afirmava que iria mudar. Diante do desespero que nos dominava, vaticinamos que para o caso dele só Jesus Cristos poderia salvá-lo dessa viagem louca, ao final estávamos com os olhos transbordando um mar de inquietude, nossos rostos molhados e incrédulos de que existiria outra saída para o nosso desgraçado amigo.
Tristes trópicos...

segunda-feira, outubro 08, 2007

Sí El Poeta Eres Tú

"Eu não te peço
Que agarres uma estrela azul
Apenas te peço
Que meu espaço encha com a sua luz"(Pablo Milanés)
Hoje completa 40 anos que "Ernesto Che Guevara" tombou covardemente na Bolívia.
Faço aqui uma homenagem singela, ao sonhador e combatente eterno... Che haveria de não envelhecer, nada contra a "melhor idade"(odeio esse termo, nem sei porque usei, mas deixa pra lá!), assim permanece como um mito que arrasta a caixa de Pandora pelas periferias de nossas aldeias e contagia a juventude... Esperança que o preconceito de raça, orientação sexual se acabe, que o machismo se afogue no amplexo sincero de homens e mulheres que reconhecem as diferenças de gênero e se complementam nessas diferenças... Li os escritos de Che, carregam a esperança e um apelo ao nosso reencontro com o que existe de mais humano em nós...
El poeta eres tú - Che!!!
Abaixo, a 1ª foto: Che e Camilo Cienfuegos, logo após derrotar Fulgêncio Batista.
2ª foto: Che, seus filhos e esposa.
3ª foto: a prisão na Bolívia, a última fotografia com vida.

Sí El Poeta Eres Tú(Pablo Milanés)
Sí el poeta eres tú,
Como dijo el poeta,
Y el que ha tumbado estrellas
En mil noches
De lluvias coloridas eres tú,
Qué tengo yo que hablarte comandante.
Si el que asomó al futuro su perfil
Y lo estrenó con voces de fusil
Fuiste tú, guerrero para siempre, tiempo eterno,
Qué puedo yo cantarte comandante.
En vano busco en mi guitarra tu dolor
Y en mi jardín ya todo es bello no hay temor,
Qué puedo yo dejarte comandante
Que no sea cambiar mi guitarra por tu suerte;
O negarle una canción al sol
O morir sin amor.
Qué puedo yo cantarte comandante
Si el poeta eres tú
Como dijo el poeta
Y el que ha tumbado estrellas
En mil noches de lluvias coloridas eres tú,
Qué puedo yo cantarte comandante.

sábado, outubro 06, 2007

Você tem experiência?

Mais uma contribuição do amigo Nilton Atayde, encaminhou-me mensagem que foi enviada para ele, acha que vale a pena compartilhar com os blogueiros que visitam este sítio internético, tanto concordo com ele que vou publicar. Vamos ler com atenção:
Num processo de seleção da Volkswagen, os candidatos deveriam responder a seguinte pergunta: "Você tem experiência?"
A redação abaixo foi desenvolvida por um dos candidatos. Ele foi aprovado e seu texto está fazendo sucesso, e ele com certeza será sempre lembrado por sua criatividade, sua poesia, e acima de tudo por sua alma.
REDAÇÃO VENCEDORA:
"Já fiz cosquinha na minha irmã só pra ela parar de chorar, já me queimei brincando com vela. Eu já fiz bola de chiclete e melequei todo o rosto, já conversei com o espelho, e até já brinquei de ser bruxo.Já quis ser astronauta, violonista, mágico, caçador e trapezista.Já me escondi atrás da cortina e esqueci os pés pra fora. Já passei trote por telefone. Já tomei banho de chuva e acabei me viciando.Já roubei beijo. Já confundi sentimentos. Peguei atalho errado e continuo andando pelo desconhecido.
Já raspei o fundo da panela de arroz carreteiro, já me cortei fazendo a barba apressado, já chorei ouvindo música no ônibus.
Já tentei esquecer algumas pessoas, mas descobri que essas são as mais difíceis de se esquecer.
Já subi escondido no telhado pra tentar pegar estrelas, já subi em árvore pra roubar fruta, já caí da escada de bunda. Já fiz juras eternas, já escrevi no muro da escola, já chorei sentado no chão do banheiro, já fugi de casa pra sempre, e voltei no outro instante.
Já corri pra não deixar alguém chorando, já fiquei sozinho no meio de mil pessoas sentindo falta de uma só.
Já vi pôr-do-sol cor-de-rosa e alaranjado, já me joguei na piscina sem vontade de voltar, já bebi uísque até sentir dormentes os meus lábios, já olhei a cidade de cima e mesmo assim não encontrei meu lugar.
Já senti medo do escuro, já tremi de nervoso, já quase morri de amor, mas renasci novamente pra ver o sorriso de alguém especial.
Já acordei no meio da noite e fiquei com medo de levantar. Já apostei em correr descalço na rua, já gritei de felicidade, já roubei rosas num enorme jardim. Já me apaixonei e achei que era para sempre, mas sempre era um "para sempre" pela metade.
Já deitei na grama de madrugada e vi a Lua virar Sol, já chorei por ver amigos partindo, mas descobri que logo chegam novos, e a vida é mesmo um ir e vir sem razão.
Foram tantas coisas feitas, momentos fotografados pelas lentes da emoção, guardados num baú, chamado coração.
E agora um formulário me interroga, me encosta na parede e grita: "Qual sua experiência?".
Essa pergunta ecoa no meu cérebro: experiência... experiência...
Será que ser "plantador de sorrisos" é uma boa experiência? Não!!! Talvez eles não saibam ainda colher sonhos!
Agora gostaria de indagar uma pequena coisa para quem formulou esta pergunta: Experiência? Quem a tem, se a todo o momento tudo se renova?"

terça-feira, outubro 02, 2007

Tozé!

Olha aí o amigo Tozé na Polinésia!
Um verdadeiro desbravador dos sete mares... Tem ginga na cintura, não fez feio, mandou bem, hein?!
O nosso professor de histórias & sabores, a cada visita ao nosso blog transforma esse espaço virtual no lugar de encontros... não existe distância, somos da mesma aldeia.