sexta-feira, outubro 26, 2007

Tempo mágico

Eu não sei dos outros, mas falarei por mim, estou cansado com tanta coisa sem sentido... Os caretas metendo a mão e se locupletando... Argh!!!
Li a mensagem abaixo e me identifiquei com cada linha traçada, uma pena que não sei quem é o autor, por favor se alguém souber escreve pra gente, ok?!
E não esqueçam, hoje é sexta-feira, hein?!

Tempo Mágico
Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para frente do que já vivi até agora. Sinto-me como aquela menina que ganhou uma bacia de jabuticabas. As primeiras, ela chupou displicente, mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço.
Já não tenho tempo para lidar com mediocridades.
Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados.
Não tolero gabolices. Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte. Já não tenho tempo para projetos megalomaníacos.
Não participarei de conferências que estabelecem prazos fixos para reverter a miséria do mundo. Não quero que me convidem para eventos de um fim de semana com a proposta de abalar o milênio. Já não tenho tempo para reuniões intermináveis para discutir estatutos, normas, procedimentos e regimentos internos.
Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas, que apesar da idade cronológica, são imaturas.
Não quero ver os ponteiros do relógio avançando em reuniões de "confrontação", onde "tiramos fatos a limpo".
Detesto fazer acareação de desafetos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário geral do coral.
Lembrei-me agora de Mário de Andrade que afirmou: "as pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos".
Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa...
Sem muitas jabuticabas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade, defende a dignidade dos marginalizados, e deseja tão somente andar ao lado de Deus.
Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade, desfrutar desse amor absolutamente sem fraudes, nunca será perda de tempo. O essencial faz a vida valer a pena.

16 comentários:

Mixikó disse...

não conhecia...é profundo...é verdadeiro...

"quero a essencia,minha alma tem pressa"...

Xico Rocha disse...

Caro amigo, o texto salvo engano é do professor Flávio de Angelis, não sei com precisão mas creio que é dele sim.
Abraços
Xico Rocha

Um Momento disse...

Belo... mas tb não conheço o seu autor

Deixo um beijo de bom fim de semana

:O))

(*)

Anônimo disse...

Por favor, eu li um texto sobre a mulher de Putifar. EU QUERO SABER O NOME DELA
Obrigada
Neuzamaria
ksuzart@uol.com.br

elvira carvalho disse...

Vim agradecer a sua visita lá no Sexta-feira. E devia dizer... e conhecer o seu blog. Mas eu já conhecia o seu blog. Vi uma referencia a ele salvo erro no blog do Oscar luiz e tive curiosidade. Comecei a aparecer por aqui quando explicou, que o texto que corre na net como sendo do Gabriel Garcia Marquez não era dele.
Só que nunca comentei nenhum texto.
Bom Domingo
Um abraço

Laura disse...

Olá, primeiro, se queres coalhada tens de a fazer, leite do dia num recipiente limpo, sem ser fervido, e nãos e pode mexer nele durante dois dias mais ou menos, fica um género de yogurt, azedo, bom, bom, bom demais, mas prova, faz, o leite não pode ser pasteurizado, nada disso, tem de ser leite que seja tirado no campo...

Segundo, tás como a mim, há merdices demais pelo mundo e sentimos que o nosso tempo disso, de coisas parvas, já passou e queremos resolver coisas do tempo real, coisas que ajudem quem precisa, é assim que me sinto...
Entendo-te Pedro.
Beijinho de mim.

citadinokane disse...

Mixikó,
A minha alma tem pressa...
Queremos a felicidade!!!
Bjs,
Pedro

citadinokane disse...

Xico,
Vamos confirmar, né?!

citadinokane disse...

Um Momento,
Aceito o beijo.
Um bom início de semana.
Beijos,
Pedro

citadinokane disse...

Neuza,
Já procurei e não encontrei.
Putifar era o tesoureiro do Faraó.
Abraços e assim que encontrar, escrevo pra ti.
Pedro

citadinokane disse...

Elvira,
Obrigado por comentar e continue retornando, serás sempre bem vinda, ok?!
Beijos,
Pedro

citadinokane disse...

Lautita,
já estou providenciando a coalhada.
Nós temos urgência pela felicidade, não há tempo a perder...
Beijos,
Pedro

Anônimo disse...

Dom ,
Vc tem filhos em idade escolar????? se sim vc entenderá a que se refere essas reuniões onde nego briga para ser o secretário geral do coral.As vezes compareço a reuniões da escola e escuto por duas hoaras ou mais pais-intelectuais discorrendo sobre o metodo mais avançado e moderno de ensinar o filho a....... ler , escrever e fazer contas básicas de matemáticas.Que me desculpem:
"Much a do about nothing" ou seja muito barulho por nada.São reuniões intermináveis com uma disputa de egos pra mostrar quem é que vai ficar com o "móra na filosofia?".Tomar uma decisão que é sempre o motivo da reunião , isso não , tem-se que consultar as bases rsrsrsrsrs
Abração
Tadeu - apostador contumaz em cavalo paraguaio.

Mari disse...

Pedro,

Sempre arranjaremos tempo para viver momentos mágicos.

Te adoro querido.

Bjs

citadinokane disse...

Tadeu,
Já participei dessas reuniões e realmente são intermináveis... e não definem nada... argh!!!
Abraços irmão,
Pedro

citadinokane disse...

Mari,
Siempre!!!