quinta-feira, dezembro 20, 2007

Teu fogo é fogo!?

- Me dá o teu fogo!
- O quê?! Meio assustada...
Ele repete com uma voz adocicada: - Me dá o teu fogo, por favor!
Ela ficou meio pensativa, e se questionando: - Como as pessoas pedem coisas estranhas, meu Deus?!
Ela fixa os seus olhos sobre o rapaz, o semblante dele tranqüilo, impávido, o óculos bem ajustado no rosto, o paletó impecável, o olhar dele firme...

O pedido em palavras lançadas no ar, alcança a parede do coração daquela moça pacata, talvez, um coração bobo, mas duro como o rochedo que abraça as águas do mar.
Ela encabulada, passa a mão nos cabelos desajeitados, esboça um sorriso que imediatamente é amordaçado pelos lábios cerrados pelos dentes.
Por alguns átimos de segundo, ela se ausenta do corpo e teimosamente sua alma insiste em perguntar: - Por favor, me acende com teu beijo ou me queima com teu fogo?
Ela divaga em elucubrações filosóficas, absorta acaba balbuciando frases ininteligíveis para as pessoas entorno : - Me toca com teu corpo e acende o meu desejo...
- Oi! Ele acena com a mão direita, e calmamente espera...
- Quero acender o teu fogo, também. Diz em pensamento a moça.
O rapaz está parado a sua frente, ela já tem as palavras certas para dizer e ser feliz. Quando ela colocou de lado o avental e a colher de preparar o prato de vatapá, e ia dizer: - O meu corpo traduz o teu fogo!
O rapaz que se chamava Rogério, já um bocado inquieto, diz: - Ei tia Nazica! Me empresta o fogo do teu fósforo pra acender o meu cigarro, por favor!!!

6 comentários:

Anônimo disse...

Dom Pedro De Nazaré
Parece a do português que foi condenado a 30 anos que era fumante inveterado.
Abraços
Tadeu

citadinokane disse...

Schumann,
Cuidado com os nossos patrícios, hein?!
Abraços mermão!
Pedro

Rogério Friza disse...

Ei Pedro,
inacreditável.
Um abraço

Lilian Haber disse...

Pedro,
Agora você é contista?
Feliz natal p. você. Q. o papai noel traga bastante saúde p. você e mantenha esse seu senso de humor refinado inabalável.
Lilian.

citadinokane disse...

Rogério,
Fiquei te observando... depois olhava a tia Nazica...
Abraços,
Pedro

citadinokane disse...

Lili,
Paz e amor no Natal; em janeiro paciência e dinheiro para enfrentar os exageros de Natal.
Beijos,
Pedro