domingo, março 16, 2008

Mulher com alguma ambição...

Não sei se realmente o texto é de autoria de Luís Fernando Veríssimo, mas, me espoquei de rir, é muito engraçado! Reflete o caldo machista de nossa cultura. Vamos ler, com muita calma, ok?

Quem tudo quer, nada tem !!!

Muitas vezes a gente fica procurando pela pessoa perfeita, mas talvez, no dia em que encontra-se a pessoa perfeita, você acaba não sendo perfeito pra ela!
Quando tinha 14 anos, esperava ter uma namorada algum dia.
Quando tinha 16 anos tive uma namorada, mas não tinha paixão. Então percebi que precisava de uma mulher apaixonada, com vontade de viver.
Na faculdade saí com uma mulher apaixonada, mas era emocional demais. Tudo era terrível, era a rainha dos problemas, chorava o tempo todo e ameaçava de se suicidar. Então percebi que precisava uma mulher estável.
Quando tinha 25 encontrei uma mulher bem estável, mas chata. Era totalmente previsível e nunca nada a excitava. A vida tornou-se tão monótona que decidi que precisava uma mulher mais excitante.
Aos 28 encontrei uma mulher excitante, mas não consegui acompanhá-la. Ia de um lado para o outro sem se deter em lugar nenhum. Fazia coisas impetuosas e paquerava com qualquer um, que me fez sentir tão miserável como feliz. No começo foi divertido e eletrizante, mas sem futuro.
Então decidi buscar uma mulher com alguma ambição.
Quando cheguei nos 31, encontrei uma mulher inteligente, ambiciosa e com os pés no chão. Decidi me casar com ela. Era tão ambiciosa que pediu o divórcio e ficou com tudo o que eu tinha.
Hoje, com 40 anos, gosto de mulheres com bunda grande... E só.
Luis Fernando Veríssimo.

10 comentários:

Ivan Daniel disse...

Se não for do Veríssimo, deve ser do Martinho da Vila.
hehehehehehe...

Anônimo disse...

Sem dúvida nenhuma não existe mulher perfeita, Pois prfeito é o momento. Teçado Voador

Direito & Esquerdo disse...

Não sei quem é o autor, mas incrível que pareça, é mais bonito que a bunda da foto.

citadinokane disse...

Ivan "O Terrível",
És matador, hein?!
Com certeza seria do Martinho, mas, é devagar, é devagar, devagarinho...

citadinokane disse...

Perfeito é o momento? Huumm... o teçado saiu voando, mermão!
Pô, Renato! Venha mais vezes manovelho.
Abraços,
Pedro

citadinokane disse...

Brunoro,
Eu já sabia!
Falaste da bunda, ela tão quieta, deixa ela sossegada, vai?!
Abs,
Pedro

Lidiane disse...

Aahahahahahhahaa.

Não é dele, certamente não.
Mas tive de rir.
:)

Beijo.

citadinokane disse...

Lidiane,
Eu sei que às vezes na internet encontramos textos apócrifos...
Achei engraçado e resolvi publicar.
Beijos,
Pedro

Carlos Ponte disse...

Ah! Grande Verísimo! Estou contigo!

citadinokane disse...

Carlos,
É vero! Veríssimo!
Abraços irmão!
Pedro