quinta-feira, março 27, 2008

Sem opressão, com muito amor e emoção...

O Eternamente B. como um escafandrista, vai mexendo no fundo do seu baú, tem o hábito de arquivar o que considera interessante, engraçado, bizarro... É claro que não posso publicar tudo o que ele envia, estabeleço um controle que não é tão rigoroso.
Ri bastante, mas... fiquei pensativo, e não quero ser acusado de ser contrário ao avanço das mulheres. Sempre estarei pronto para lutar contra o machismo, reconhecendo a necessidade de remover o ranço machista que ainda persiste no meu imaginário... tarefa árdua e contínua em todos os homens que se propõem à construir um mundo sem opressores e oprimidos, inclusive, nas relações de gênero cara-pálida! Antropologicamente falando, gênero seria uma construção cultural que estabelece a diferença sexual numa dada sociedade, essa diferença se expressa nos papéis e status atribuídos a cada sexo, constituindo, destarte, a identidade sexual dos indivíduos.
Machismo es terrible! o feminismo o outro lado da moeda...
Uma utopia - homens e mulheres amando, isso é bom! Mas, sem opressão, por favor!
------------------------------------------------
Quando as mulheres dominaram o mundo (Luiz Fernando Veríssimo)
Conversa entre pai e filho, por volta do ano de 2031, sobre como as mulheres dominaram o mundo.
- Foi assim que tudo aconteceu, meu filho... Elas planejaram o negócio discretamente, para que não notássemos. Primeiro elas pediram igualdade entre os sexos. Os homens, bobos, nem deram muita bola para isso na ocasião.
Parecia brincadeira. Pouco a pouco, elas conquistaram cargos estratégicos: Diretoras de Orçamento, empresárias, Chefes de Gabinete, Gerentes disso ou daquilo.
- E aí, papai?
- Ah, os homens foram muito ingênuos. Enquanto elas conversavam ao telefone durante horas a fio, eles pensavam que o assunto fosse telenovela ... Triste engano. De fato, era a rebelião se expandindo nos inocentes intervalos comerciais. Oi querida!, por exemplo, era a senha que identificava as líderes.Celulite eram as células que formavam a organização. Quando queriam se referir aos maridos, diziam O regime.
- E vocês? não perceberam nada?
- Ficávamos jogando futebol no clube, despreocupados.
E o que é pior: continuávamos a ajudá-las quando pediam. Carregar malas no aeroporto, consertar torneira, abrir potes de azeitona, ceder a vez nos naufrágios.
Essas coisas de homem.
- Aí, veio o golpe mundial !?
- Sim o golpe. O estopim foi o episódio Hillary-Mônica. Uma farsa.
Tudo armado para desmoralizar o homem mais poderoso do mundo. Pegaram-no pelo ponto fraco, coitado. Já lhe contei, né? A esposa e a amante, que na TV posavam de rivais eram, no fundo, cúmplices de uma trama diabólica.
Pobre Presidente...
- Como era mesmo o nome dele?
- William, acho. Tinha um apelido, mas esqueci...
Desculpe, filho, já faz tanto tempo...
- Tudo bem, papai, não tem importância.
Continue...
- Naquela manhã a Casa Branca apareceu pintada de cor-de-rosa. Era o sinal que as mulheres do mundo inteiro aguardavam.
A rebelião tinha sido vitoriosa! Então elas assumiram o poder em todo o planeta. Aquela torre do relógio em Londres chamava-se Big-Ben, e não Big-Betty, como agora...
Só os homens disputavam a Copa do Mundo, sabia? Dia de desfile de moda não era feriado. Essa Secretária Geral da ONU era uma simples cantora.
Depois trocou o nome, de Madonna para Mandona.
- Pai, conta mais...
- Bem filho... O resto você já sabe. Instituíram o Robô Troca-Pneu como equipamento obrigatório de todos os carros... A Lei do Já-Pra-Casa, proibindo os homens de tomar cerveja depois do trabalho...
E, é claro, a famigerada semana da TPM, uma vez por mês...
- TPM???
- Sim, TPM... A Temporada Provável de Mísseis... É quando elas ficam irritadíssimas e o mundo corre perigo de confronto nuclear....
- Sinto um frio na barriga só de pensar, pai...

- Sssshhh! Escutei barulho de carro chegando. Disfarça e continua picando essas batatas...

6 comentários:

Carlos Ponte disse...

Uf, que pesadelo que tive!
Bom, Pedro, com algumas concessões até que a gente as deixava comandar o barco não acha?
Um abraço

Tozé Franco disse...

OLá Pedro.
Um bom Domingo para si e para os seus.
Um abraço.

Lidiane disse...

Isso, continue picando batatas.
risos

Beijos, Pedro.

citadinokane disse...

Carlos,
Elas mandam em mim... ahahaha...
Abraços,
Pedro

citadinokane disse...

Obrigado amigo Tozé!
Abraços,
Pedro

citadinokane disse...

Lidiane,
Ainda bem que é batata e não cebola, as lágrimas seriam demais...
Ssshhh! Deixa eu picar as batatas, ok?
Beijos,
Pedro