terça-feira, junho 17, 2008

O meu cansaço adormecido...

Resolvi deixar as linhas abaixo para dois amigos. Amigo "Carlão" essa é para ti e para a nossa querida "Mami"...
Tenho andado um pouco cansado ultimamente, tudo bem, foi o cansaço que sempre busquei em minhas orações. Nunca saiu da minha cabeça as palavras de Richard Bach no livro "O Paraíso é uma questão pessoal", em uma passagem do livro, ele dizia: - Cuidado com o que você pede em suas orações! Você poderá ser atendido.
Posso dizer que sinto o cansaço dos justos, tenho combatido o bom combate e tudo tem sido maravilhoso, mesmo!
Quando sinto o cansaço querendo envolver-me em tristeza oportunista, vou ao blog Tribuna do Davi, para ler os posts e os comentários, e leio esperanças e ternura... Principalmente nas linhas rabiscadas pela Mami, muito legal a força dela, antídoto para a tristeza...
Fica o meu cansaço adormecido na poesia de Drummond, e continuo aqui com apenas duas mãos e o sentimento do mundo... Hasta la vista!
Sentimento do mundo(Carlos Drummond de Andrade)
Tenho apenas duas mãos
e o sentimento do mundo,
mas estou cheio de escravos,
minhas lembranças escorrem
e o corpo transige
na confluência do amor.

Quando me levantar, o céu
estará morto e saqueado,
eu mesmo estarei morto,
morto meu desejo, morto
o pântano sem acordes.

Os camaradas não disseram
que havia uma guerra
e era necessário
trazer fogo e alimento.
Sinto-me disperso,
anterior a fronteiras,
humildemente vos peço
que me perdoeis.

Quando os corpos passarem,
eu ficarei sozinho
desfiando a recordação
do sineiro, da viúva e do microscopista
que habitavam a barraca
e não foram encontrados
ao amanhecer

esse amanhecer
mais noite que a noite.

8 comentários:

Anônimo disse...

Nelito,
Senti uma ternura enorme na sua postagem de agora.
Veja só, estava justamente esperando amanhecer para de alguma forma manter a sintonia com CARLÃO. As 7hs ligo a máquina de reduzir distâncias e Carlão antenado fala via Skiper, não satisfeita corro p emails, orkut e pouso no blogdopedronelito, pq de alguma forma me sinto perto dele quando passo por aqui,
e aí o que encontro - a tua postagem com esta reflexão!
É de matar a Mami de emoção.
Vou saindo "de finhinho" cheia de agradecimentos, e volto depois, já recomposta, pois estes sentimentos "linkados" me emocionam muito.
bjs no coração
Mami

citadinokane disse...

Querida Mami,
Tenho apenas duas mãos e todo sentimento do mundo... E acredito nessa emoção que denuncias, um outro mundo é possível!
Abraços nos dois amigos.
Pedro

Codinome Beija-Flor disse...

A primeira porta (janela) que pensei em abrir depois de ler seu comentário foi exatamente a do seu blog, porque você tem o dom de emocionar a gente, de fazer rir, de sempre mostrar que a vida vale a pena ser vivida como se hoje fosse a última oportunidade para se viver.
Bjo no coração

citadinokane disse...

Beija,
Caramba! Eu quero essa janela...

David Carneiro disse...

Meu querido amigo, muito obrigado pela lembrança. Quantas saudades sinto de ti e da força que sempre me deste, desde o primeiro drink cubano. Logo mais estarei aí, com duas mãos, o sentimento do mundo, e muito trabalho pela frente. Um grande abraço.

citadinokane disse...

David,
Estamos organizando os hermanos, Bueres é candidato, Fernando Maia retornou para o nosso coletivo, Bruno e muitos outros afiando as armas... A luta continua!!!
Mandaram dizer que tem um posto de subcomandante pra ti, o Comandante é o povo, esqueceste?!
Abraços,
Pedro

David Carneiro disse...

hahaha! Não não, essa lição eu não esqueço. Não sabes o quanto me deixaste feliz com essas notícias. Ando pensando um bocado esses tempos. Quando voltar teremos muito para conversar amigo. Não sabes a falta que me fazes. Um grande abraço!

citadinokane disse...

David,
O bicho vai pegar...
Por enquanto, muitas articulações, e tudo conspirando a nosso favor.
Foi sorteado o número do Bueres, os caras ficaram p da vida, adivinha o número? Tá bom, eu digo garaio! Anota aí: - 13.13.1
Hasta la vista!
Pedro