domingo, julho 27, 2008

Meus amigos...

Recebi certa vez esse texto abaixo(sem autoria), confesso... fiquei emocionado!
Amigos homens e mulheres... amizade não tem sexo! É amizade, e pronto!
Ainda me resta um pouquinho das férias sacrificadas.
Tenho tantos amigos e amigas... Dedicarei ainda muitas poesias para muitos amigos e amigas...
Mas... nesse momento direciono para dois amigos: Rogério e Marcelinho.
Para quem compartilho sempre estrelas e utopias...

Poema do amigo
A qualquer hora em que chegares, sentarás comigo em minha mesa.
A qualquer hora em que bateres a minha porta,
o meu coração também se abrirá.
A qualquer hora em que chamares, eu me apressarei.
A qualquer hora em que vieres, será o melhor tempo de te receber.
A qualquer hora em que te decidires, estarei pronto para te seguir.
A qualquer hora em que quiseres beber, eu irei a fonte.
A qualquer hora em que te alegrares, eu bendirei ao Senhor.
A qualquer hora em que sorrires,
será mais uma graça que o senhor me concede.
A qualquer hora em que quiseres partir; eu irei frente nos caminhos.
A qualquer hora em que cantares, eu estenderei os braços.
A qualquer hora, em que te cansares, eu levarei a cruz.
A qualquer hora em que te sentires triste, eu permanecerei contigo.
A qualquer hora em que te lembrares de mim, eu acharei a vida mais bela.
A qualquer hora em que partires, ficarás com a lembrança de uma flor.
A qualquer hora em que voltares, renovarás todas minhas alegrias.
A qualquer hora que quiseres uma rosa, eu te darei toda roseira.
Eu te digo tudo isso, porque não posso imaginar uma amizade
que não seja total, de todos os instantes e para todo bem.

Nenhum comentário: