domingo, agosto 17, 2008

Adeus Caymmi!!!



É duro morrer no mar...

Adeus Dorival Caymmi!!!

5 comentários:

Anônimo disse...

O velho Nietzsche ensinava que a equidade é um sentimento da justiça que nasce entre aqueles que não pecam contra a igualdade na comunidade., em que intérvem o senso sutil do equilibrio que leva em consideração o passado e o futuro, que nivela as nossas pequenas diferenças para restabelecer a aparência de igualdade e que nos perdoemos muitas coisas que não deveriamos perdoar. Aí que entra como contraponto o Gênio bonachão do homem-rede, Cayme. Por tanto tempo negligenciei minhas manhãs vadias de tarefas e ricas de inspiração sem joga-lo na vitrola da mente e da minha estrada, um desleixo que mais parece uma vingança contra a minha própria fé no belo.Somos tão diferentes.Adeus Homem Poéta.

citadinokane disse...

Anônimo,
Este sentimento que te arrebata é interessante e poético... Caymmi homem-rede...
Abraços

citadinokane disse...

Irmão-anônimo,
Já sei quem és.
Obrigado por escreveres... Caymmi levou nossa rede, né?!

Lidiane disse...

Morei por tantos anos em uma avenida com o nome dele...

E sabe, todaaaaaaaaaa vez que ouço essa frase, lembro também de Jorge Amado, que escreveu um livro só por causa dela...

Beijos.

citadinokane disse...

Lidiane,
Vou te confessar Jorge Amado e Dorival Caymmi deixam saudades, esses baianos deixam saudades... como deixam!
bjs