terça-feira, janeiro 13, 2009

Adios bambinos!!!

Não poderia ser sem um pouco de antecipada noltalgia...
Quando cheguei no boteco o amigo Ranulfo anunciou: Acabou mermão!!!
O que o Ranulfo anunciava era o fim do Vital Drink's, o nosso pé-sujo...
Ainda argumentei que o amigo Tadeu Schumann não havia tomado uma gelada ali. E o Ranulfo respondeu: - Fecho no final de março...
Deixo a poesia de Fernando Pessoa para revelar o meu estado d'alma, mas que tristeza!

Ah, Quanta melancolia! (Fernando Pessoa)

AH, QUANTA melancolia!
Quanta, quanta solidão!
Aquela alma, que vazia,
Que sinto inútil e fria
Dentro do meu coração!
Que angústia desesperada!
Que mágoa que sabe a fim!
Se a nau foi abandonada,
E o cego caiu na estrada -
Deixai-os, que é tudo assim.

Sem sossego, sem sossego,
Nenhum momento de meu

Onde for que a alma emprego -
Na estrada morreu o cego
A nau desapareceu.

30 comentários:

Anônimo disse...

"Oh pedaço de mim , oh metade exilada de mim .........."
Pô , Pedro peça uma extensão de prazo pro nosso Joel Santana , até julho devo voltar , talvez até antes mas saber que existiu o Ranulfo e eu não conhecí , vou ficar sem sossego.
Aliás , cadê seus conhecimentos jurídicos???? embargue essa decisão , ora pois
Abração
Tadeu.

Anônimo disse...

Pedro,
Estou acompanhando seu blog a pouco tempo e hoje, na madrugada aqui estou e assim como vc e metade dos boêmios de Belém e de todos do Umarizal entristecida!
Passei diversos momentos agradáveis, ao lado de várias figuras, entre os quais me lembrei de citar: o saudoso Lauande,David Miguel, Marinor, Rejane (a bolacha do PT), e até vc em épocas da SEFIN (com o saudoso e controverso velho comunista Geraldo Lima) Élcio, Galiza e outros boêmios que entraram na SEFIN em 1997.
Ah! não posso esquecer que o nosso querido Ranulfo, carinhosamente chamado de "papel de embrulhar prego" foi testemunha ocular de "alguns" episódios românticos que vivenciei naquele bar. E quem não vivenciou?
Vamos a luta! Não deixemos este bar fechar! Conte comigo. Beijos saudosos.
Anna Cláudia Lins

Anônimo disse...

Pedro , vc viu o cometário da Anna?
"papel de embrulhar prego" , MEUS DEUS!!!! , eu não posso morrer sem tomar uma cerveja servida por esse homem.
Pedro use táticas que repudiamos , como por exemplo ; corrompa-o : dê-lhe aquele time de botão do papão em capa de relógio que vc guarda junto com aquela atiradeira quebrada em troca de mais 6 meses sei lá.O tempo urge , faça alguma coisa mermão
Me retorne com boas notícias , tipo é março de 2019 ou ele não esta fechando e sim ele está se mudando pra Vila Romana em São Paulo.
Tadeu

citadinokane disse...

Tadeu,
Suspeito que o conhecimento jurídico neste caso não vai resolver.

citadinokane disse...

Anna,
Resum iste em um comentário anos de boteco do Ranulfo,ahahaha...

citadinokane disse...

Tadeu,
Este homem é incorruptível, igual ao Robespierre da Revolução Francesa.
O que está acontecendo meu amigo é o seguinte: o progresso e a indústria da construção civil.
O bairro é considerado nobre, e uma construtora comprou o terreno e vão levantar um espigão...

Cássio de Andrade disse...

Graaaaande Pedro Nelito! Quanto tempo! Nem sabia que tinhas blog. Legal! Sucesso aí na luta por seu "Vital e sua moto". Tenho a ligeira impressão que o O LIBERAL já publicou essa foto pensando em se tratar de Joel Santana. E o Bruno Soeiro? Continua com aquela cara de "nerd zangado". Como diria o negão, "abraços por trás"... Ontem conversei com o Fernando Maia. Senti saudades daqueles tempos de Funverde...

Anônimo disse...

Meu Mestre e Guru.

Também, com aquele gigantesco escudo pay...ARGHT... Tu querias o quê?! Quase ninguém ia lá. Se fosse do leão azul teria, no mínimo, umas quarenta mil pessoas afogando as mágoas. Sabe como é, né? Ninguém é de ferro. Rsrsrsr...

Mas não é que o safardana é acara do Joel Santana, memso...

Agora fala sério: Papel de Embrulhar pregos é demais e abraço por trás é um negócio meio perigoso. Rsrsrs.

Saudades de tu...

Feliz ano novo, tardio, para vc e sua família.

Abraços,

Augusto Nunes

citadinokane disse...

Cássio,
Ainda bem que sentiste saudades, é melhor que nostalgia, ahahaha...
Agora mesmo que o Bruno tá com cara de "bundão", tá entregando a dissertação de mestrado, é professor de Direito, é bom de "porrada", mas... Ele não é o Tyson, viu?!
Pô Cássio! Tô com saudades de ti, Olivar, Lobinho... Vou parar, senão acabo chorando, ok?!
Volte sempre!
abraços

citadinokane disse...

Ei Augusto!
Nada de abraço por trás, isso é "fogo amigo"!
Como diria o FHC o pé-sujo é a porção melhor que existe em nós: senzala, garaio!
Tem gente que não gosta, e eu não tô nem aí.
Vou te camiseta e havaiana no pé e pronto! Encontro por lá advogados, médicos, loucos, sambistas, pedintes e o escambau...
O "Joel Santana" é na verdade o nosso ministro-da-educação, gente fina, formado em Harvad.
Um feliz 2009 pra ti e família.
Estás sumido, mermão!
abraços, sem trocadilhos, hein!?

Direito & Esquerdo disse...

Salve Nelito,

Há um bom tempo não comento no teu blog, mas em virtude do tema ser de extrema relevância social, em especial aos aos "bebuns sociais", deixo a elaboração da dissertação de lado e venho dedilhar algumas considerações sobre o nosso amigo Ranulfo e seu espaço cultural.
Constatei que nos comentários alguns de seus codinomes (Ministro da Educação, papel de embrulhar prego)foram ventilados, mas é bom deixar claro que somente os mais próximos podem usá-lo. Caso algum desavisado ou ousado venha a usá-los, corre risco até de morte.
No início foi difícil vê-lo deixar escapar sequer um sorriso, mas agora ele até parece uma menina impúbere e virgem, só gentilezas e sorrisos.
Ao amigo Tadeu, o Nelito fala a verdade, é inevitável, o imóvel foi vendido devido ao "desenvolvimento" da cidade das mangueiras.
O espaço, apesar de ser um típico "pé sujo", é um "locus" de bons sujeitos, onde o bom papo é a regra geral.
Ao amigo Cássio Andrade, tenho saudades de ti mermão, do Olivar e dos demais, continuas a brincar de peteca e errando "palmo em cima" só para pagar a prenda?
Agora Nelito, não é que o caro é cara do Joel Santana, incrível meu! Talvez eu não tenha notado devido ao fato de sempre estar em contato com ele. Dá até para ele ganhar uns cascalhos como sósia.
E o nosso Papão da Amazônia, vais à "La Bombonera" amanhã? Já comprei meu ingresso e os tickets do churrasquinho e das geladas.
Um abraço
Bruno Vieira
Um forte abraço

Cássio de Andrade disse...

Ei, Bruno bundão, nós da classe operária só brincávamos de fura-fura. Esse negócio de peteca era coisa de moleque mauricinho que sempre usava óculos de grau (ainda assim errava com palmo em cima, rsrsrs).

Anônimo disse...

Fala amigo "proletário" Cássio, meu e-mail é o seguinte:
Bruno_vieiraa@yahoo.com.br
Salva na tua agenda para nós continuarmos com nossas farpas, ok!
Um abraço
Bruno

Tozé Franco disse...

É sempre com pena que vemos encerrar alguns espaços históricos.
Aqui em Coimbra a âmara numa de modernidade também parece querer fechar alguns. Enquanto não meterem todos em centros comerciais não descansam.
Um abraço.

Anônimo disse...

Opa , opa , peraí , então resta uma esperança pois se ele se vai em função da especulação imobiliária de quem eu como morador de São Paulo , aqui no 14° andar não posso falar muito , vamos pensar juntos:vendendo o bar o que nosso "papel de embrulhar pregos" pode querer fazer da vida????? assumir o cerimonial da Ana Julia??? Assesssorar o Celso Amorim nas relações diplomaticas com os vizinhos???Reabrir a Socyla aí em Belém (esta matei vcs , seus cueiros)então , nosso professor de boas maneiras deverá abrir um novo estabelecimento em outro lugar e meus amigos a alma do buteco , pé sujo , barzinho ,seco por molhado , butequim , vendinha , cria-cornos ou qq seja o nome que agente dá ao nosso segundo lar não está no lugar em sí mas sim nas almas que servem e são servidas no estabelecimento , então resta uma esperança? certo?
Abraços
Tadeu

Juvencio de Arruda disse...

Quer dizer que o Cássio é amigo do Cabeção e do Cabeçinha?
Eu devia ter desconfiado...rs
Abs aos tres.

as-nunes disse...

Imagino a situação, Pedro.
E nada melhro que este belo poema de Pessoa para legendar a imagem nostálgica desse vosso querido lugar.
Sabe, Pedro, estou a viver uma situação algo comparável. estou em vias de me ter de afastar de colegas e amigos de desde 1981. Por causa de reforma parcial e entecipada...Já sinto tanta nostalgia dos intervalos que eram nossos, para a brincadeira, risota, reforço de amizades.
Uma boa geladinha para voçês. Nós aqui já andamos é enregelados com o tempo macambúzio que tem feito. Como se já não bastasse esse fantasma incrível da CRISE! Crise sempre para os mesmos claro!
Uma abraço
António

Cássio de Andrade disse...

Abraços por trás também no Juvêncio. Rsrsrs.

citadinokane disse...

Bruno,
Vi e venci!

citadinokane disse...

Cássio,
Fura-fura é? Huumm... Deixa pra lá!

citadinokane disse...

Bruno,
Tu e o Cássio com troca de e-mail, telefone... qualé mano?!

citadinokane disse...

Tozé,
Tens razão, tudo querem enfiar no shopping center...

citadinokane disse...

Ei Tadeu!
Tudo o que argumentaste, nós argumentamos.
O ministro vai abandonar essa vida... uma pena!

citadinokane disse...

Juca,
Não é o deputado, hein!

citadinokane disse...

António,
Nem quero pensar na crise.
Trata-se de um querido pé-sujo... vai deixar saudades...

citadinokane disse...

Cássio,
Abraços por trás só em remista, né?!

David Carneiro disse...

Pq isso já Pedro???? Mas ele pra fechar bar não é que nem tu pra acabar com blog né? heheheh

Abração mermão!

citadinokane disse...

Cabano David,
Tu és remista???
Tem data certa: 30.03.09.
Anote aí, ok?
Ei garaio! Pé-sujo não é blog.
Cuidado com a água de Salvador, deixa a gente mole pra cacete!
abs,
Pedro

Anônimo disse...

Meu mestre e guru.

Ontem fui conhecer o renomado espaço do citado ministro e, aproveitando o ensejo, degustei, juntamente com o Antonio Nelson, um delicioso e light jabá guisado. Isso já lá pras bandas das 22 horas.
Deixei um recado pra vc com o Ranulfo.

Sábado passarei lá pra lhe dar um abraço.

Saudações,

Augusto Nunes

citadinokane disse...

Mermão,
Recebi o recado.
Paguei a conta que deixaste lá!
Não esquente a cabecinha, ok?
Tá tudo dominado!