quinta-feira, abril 23, 2009

Cala-te boca no arrogante Gilmar Mendes

Dalmo Dallari havia avisado: - Gilmar Mendes não fará bem para a magistratura brasileira.
Não adiantou o velho e bom professor ter avisado, FHC quis pagar pra ver, indicou e nomeou Gilmar Mendes como ministro do STF, havia uma dívida de gratidão pelos bons serviços prestados ao governo tucano durante a privataria que se espraiou sobre o Estado brasileiro, naqueles anos em que a esperança saiu de férias...
Fora a "justiça de classe" praticada pelo presidente do STF no caso Daniel Dantas, repudio a arrogância impregnada em seus gestos e manifestações...
Joaquim Barbosa talvez incomode a muita gente por ser negro e competente, mas não só isso, é a dignidade dos esquecidos e deserdados de nosso país que insiste em levantar a voz e não se submeter ao tacão do imponderável... Incomoda para garaio!
Ontem Gilmar Mendes, em plena sessão que julgava um processo sobre a Previdência pública no Paraná, indagou se o ministro Joaquim Barbosa havia questionado uma suposta "sonegação de informações" sobre o caso. O ministro Joaquim Barbosa respondeu que não havia feito tal questionamento e acrescentou que os ministros não estavam totalmente inteirados sobre quais seriam as conseqüências dessa decisão, e a partir daí começou o bate-boca entre os dois ministros.
Não é o primeiro bate-boca entre o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, e o ministro Joaquim Barbosa, em setembro de 2007, os dois discutiram após Mendes, que não estava na presidência do STF na época, pedir para que fosse retomada uma votação ao alegar que um dos ministros não estava presente na ocasião.
Joaquim Barbosa, que era relator da ação, afirmou que a discussão estava encerrada, quando começou a discussão. "Ministro Gilmar, me perdoe a palavra, isso é jeitinho. Nós temos que acabar com isso", disse Barbosa. "Vossa Excelência não pode pensar que pode dar lição de moral aqui", respondeu Mendes. O ministro Ricardo Lewandowski colocou um fim no bate-boca ao pedir vistas do processo.
Joaquim Barbosa disse o que o povo brasileiro queria dizer ao Presidente do STF: - Saia à rua, ministro Gilmar, saia à rua.

Abaixo a transcrição da discussão:
Barbosa: eu sou atento às conseqüências da minha decisão, das minhas decisões, só isso.
Mendes: todos nós somos. Vossa excelência não tem condições de dar lição nenhuma aqui dentro. Barbosa: nem vossa excelência. Vossa excelência me respeite. Vossa excelência não tem condição alguma. Vossa excelência está destruindo a Justiça desse País e vem agora dar lição de moral a mim. Saia à rua, ministro Gilmar, saia à rua. Faça o que eu faço. Vossa excelência não tem condição alguma, nenhuma condição...
Mendes: eu estou na rua, ministro Joaquim. Vossa excelência...
Barbosa: não está não, vossa excelência não está na rua não. Vossa excelência está na mídia destruindo a credibilidade do Judiciário brasileiro, é isso. Vossa excelência quando se dirige a mim, vossa excelência não está falando com os seus capangas do Mato Grosso, ministro Gilmar. Respeite, respeite.
Mendes: ministro Joaquim, vossa excelência me respeite...
Barbosa: eu digo a mesma coisa, eu digo a mesma coisa.
Após intervenção de outros ministros, que pedem o fim da sessão, a discussão continua.
Barbosa: fiz uma intervenção formal, regular. A reação brutal, como sempre, vem de vossa excelência.
Mendes: não. Vossa excelência disse que eu faltei aos fatos.
Barbosa: eu não disse isso, não disse. O áudio está aí.
Mendes: não é verdade. Vossa excelência sabe que não se faz aqui um...
Barbosa: eu simplesmente chamei a atenção da Corte para as conseqüências da decisão...
Mendes: o assunto está encerrado, vossa excelência...
Barbosa: e vossa excelência veio com sua tradicional gentileza e lhaneza.

Mendes: e vossa excelência quis dar lição de lhaneza ao tribunal. Está encerrada a sessão.

Mulher com o melhor físico do mundo...

Sabe aquele e-mail que chega dizendo: Cuidado ao abrir. A gente fica mais curioso com o título: Mulher com o melhor físico do mundo...
Ahahaha...
Valeu Tozé! Achei superengraçado, esperava uma mulher com o corpo escultural e eis o que encontrei - a imagem de uma senhora com o físico Albert Einstein.


quarta-feira, abril 22, 2009

Um ser indefeso...

Rapaz não entendi muito bem a frase lançada ao vento pelo camarada David Carneiro.
O cara estava falando sobre existencialismo, citava Sartre... pausava só para virar o copo de cerveja e depois puxava a respiração e retomava o existencialismo sartreano, e também justificava o casamento aberto de Sartre e Simone de Beauvoir...

E tome cerveja...


E subitamente o silêncio. Para em seguida lapidar a seguinte e profunda frase, segundo o amigo David Carneiro, a frase era visceralmente sartreana:
"UM HOMEM SEM CHIFRE, É UM SER INDEFESO!"

Ex-carbonários em atividade!

Eles pensavam que "querer" era "poder"...
Reparem que eles levantam o punho esquerdo, continuam com essas idiossincrasias marxistas, mas... eles não são marxistas!
Deixa pra lá!

DA ESQUERDA PARA A DIREITA OS EX-CARBONÁRIOS: ALEX, BUERES, PASCOAL "O VÉIO" . QUEM PENSA QUE ELES VÃO FAZER REVOLUÇÃO? BOTEM AS BARBAS DE MOLHO, ELES ESTÃO LEVANTANDO O BRAÇO ESQUERDO E GRITANDO: CERVEJA, JÁ!

segunda-feira, abril 20, 2009

Casa, comida, roupa lavada e sociedade...

Blogueiros e blogueiras,
Recebo todos os dias centenas de e-mail com várias histórias ou estórias... Mas, uma coisa é certa, todos querem que eu publique e como não publicar?! A querida advogada Marta enviou-me a história abaixo, estudamos juntos e nos gostamos muiiito... Taí publicada a historinha da Helena e Gilda, leiam por favor!!!

"Helena e Gilda, duas solteironas, tinham uma farmácia.
Entra um homem na farmácia e pede uma camisinha.
Helena traz uma pequena:
- É pequena ! Reclama o freguês. E Helena traz uma maior:
- Ainda é pequena... E Helena pega a maior do estoque.
- Pôxa, desculpe, mas tem de ser maior...
Helena grita prá Gilda (sócia) que está lá nos fundos da farmácia:
- Gildaaaaaaaaaa! Tem um homem aqui que precisa de uma camisinha maior que a GG!!! O que eu ofereço?

-E Gilda responde: casa, comida, roupa lavada e sociedade na farmácia!"

domingo, abril 19, 2009

Tubarão 2001

A imagem acima circulou pela internet com o título de Tubarão "2001" ou "Realmente um mau dia" é falsa!
Com as novas tecnologias os caras conseguem inventar tudo...
A foto acima combina duas outras imagens, é uma montagem, ahahaha... E todo mundo com peninha do mariner, ahahaha... economizem os seus sentimentos de compaixão, o tubarão não levou a melhor, ok?!
Abaixo a foto do grande tubarão branco tirada pelo fotógrafo sul-africano Charles Maxwell, e a outra por Lance Cheung da Força Aérea de dos EUA (um Helicóptero HH-60G Pave Hawk da Guarda Nacional Californiana). Eis as imagens originais:

sábado, abril 18, 2009

Da Paz com Praça da República

Meus amigos, dei um pulo rápido no boteco do Ranulfo, já fizemos o botafora (depois explico como está a situação do ministro)... Cheguei lá e encontrei o grande músico paraense Alcyr Guimarães e o cronista nosso de cada dia Elias Pinto. Após o papo animado sobre samba enredo e o escambau, dei uma carona para o Elias, Regina e Sofia, a pedido do Elias paramos no velho e bom Bar do Parque.
Quem nos atendeu foi o garçom Elias, caramba! Era o garçom que atendia o amigo Tadeu Schumann no tempo que ele morava em Belém, anos 70 e início dos 80.
O Tadeu certa vez solicitou que eu fizesse um post sobre o Bar do Parque e os garçons históricos: Elias e Sérgio. Não consegui realizar o desejo do meu amigo, não encontrei esses caras...
Falando com o Elias garçom sobre o Tadeu, ele me assegurou que lembrava do Tadeu, inclusive afirmou que o Tadeu gostava pra caramba do camarão à alho e óleo, ahahaha... Será?!
O Elias Pinto foi andando pra casa dele, e quando eu estava saindo, o Elias garçom se aproximou e entregou-me um papelzinho para informar o Tadeu:

"Elias Siqueira 'garçom'
End.:Bar do Parque s/n Pça da República
Bairro - Comércio
Fone do bar 91470594
Fone do Elias 81641588"

Olha a foto do Elias aí em cima, na esquina do mundo: Avenida Da Paz com Praça da República.

quarta-feira, abril 15, 2009

Mulheres Afegãs contra a lei do "estupro legalizado"

Peloamordedeus! Não consigo aceitar que a religião imponha valores medievais ou pior ainda continue considerando que as mulheres não contam como seres humanos...
Há pouco li no Portal Terra que cerca de 200 mulheres afegãs realizaram nesta quarta-feira um protesto do lado de fora da mesquita Khatam Al Nabi contra uma lei que tem sido denominada de "estupro legalizado".
As mulheres protestam e criticam o clérigo radicalíssimo Mohammad Asif Mohseni, como se não bastasse os talibãs, ainda existe esse tal de Mohseni que apóia a proposta que proíbe as mulheres de saírem de casa sem a permissão do marido. Agora prestem atenção! As mulheres não podem negar a relação sexual com o parceiro (por isso "estupro legalizado"), as mulheres só podem procurar trabalho, educação ou visitar médicos com a autorização dos maridos.
Alguns machões durante o protesto reagiram atirando pedras contra as mullheres, não querem a imposição de valores ocidentais no Afeganistão, e ainda acham que as mulheres estão com o diabo.
Detalhe, a lei vale apenas para uma minoria xiita. Quem questiona a lei é acusado de ser contra o Islã.
A lei se constitui numa negação dos valores humanos mais comezinhos no ocidente - Dignidade para as mulheres!!! Seja em Belém, Nova York, Cabul...

domingo, abril 12, 2009

"Contra o Tempo" o blog do Matheus

Gostaria de anunciar um blog.
Matheus Benassuly veio e disse que ia linkar o Citadinokane lá no "Contra o Tempo" e resolvi visitá-lo, é bom pra garaio!
Visite o Matheus!

Abraços mermão!

sexta-feira, abril 10, 2009

Algodoal, praia e amizade

Recebi e-mail da minha querida amiga Luciene Baptista, amizade iniciada em Sorocaba, interior de São Paulo, no Encontro Nacional de Interact Club, lá se vão os anos oitenta quando a ditadura começava a amolecer...
Hoje casada e morando em Curitiba, seu e-mail desatou uma saudade danada, pôxa, saudade é bichinho que corrói o coração... Comecei a lembrar de quando fui bater em Ourinhos cidade do interior de São Paulo e Luciene me recebeu com tanta fraternidade, a família inteira me abraçou e como fui feliz!
Depois veio até São Luiz do Maranhão e resolveu dar uma esticada à minha casa, na época veio mesmo por causa de um amigo meu o Evandro, ficou decepcionada com ele, mas a nossa amizade se fortaleceu e continuamos trocando correspondências, ai meudeus! Como era bom pegar uma caneta e colocar a nossa emoção num pedaço de papel e depois mandar para Ourinhos em São Paulo, bom demais!
Depois casamos, a amizade continuou. Em 2005 estive em Curitiba com a família e fomos muito bem recebidos por Luciene e seu esposo.
Quando Luciene esteve aqui em Belém, visitamos a ilha de Algodoal, cujo nome oficial é ilha de Maiandeua, local muito pacato e lindo, um lugar de gente simples, a maioria é pescador ou vive da pesca. Fomos de barraca e tudo era descoberta, não havia luz elétrica (só em 2006 chegou a energia permanente) e até hoje não é permitido veículos movidos à gasolina, o deslocamento era feito a pé, bicicleta ou em charretes puxadas por cavalos... Era bom para garaio! Naqueles dias a gente nem se incomodava com o desconforto de dormir na barraca, quatro pessoas e as mochilas, ahahaha... e os mosquitos?! Ah, deixa pra lá!
As praias com areia branca e fina. As dunas cobertas por vegetação de restinga, a gente subia e só enxergava praia e mais praia deserta.
A praia da Princesa, com mais de 14 quilômetros de extensão, nos convidava ao mergulho e os raios de sol com ventos generosos acariciavam a noss'alma e injetavam na gente aquela vontade de se perder ali, de ficar ali e esquecer o resto do mundo.
Não sei onde guardei as nossas fotos de Algodoal, todos estavam bem na foto, todos!
Fica aqui o registro para a posteridade, Luciene Baptista, moça de Ourinhos/SP, hoje com residência e família em Curitiba/PR, tomou banho e pisou na areia da praia da Princesa em Algodoal/PA, e tenho dito.
Como ir para Algodoal?
Se alcança esse paraíso partindo de Belém, seguindo de carro ou ônibus até Marudá, um percurso de+ou- 160 kilômetros. Depois embarca num pôpôpô ( barco igual ao da imagem1ª) para Algodoal que sai do porto de Marudá e leva uns 30 minutos para atravessar.
Maiores informações: www.algodoal.com.br

Créditos das imagens
As fotos e os fotógrafos: de cima para baixo - a 1ª Celso Abreu; 2ª Jean Barbosa; 3ª Jean Barbosa; 4ª Celso Abreu; 5ª Jean Barbosa e 6ª Tiago de Jesus Neves

quinta-feira, abril 02, 2009

Cuíra Urbana a toada do "Boizinho Estrelado"

Abaixo a toada feita por Eduardo Bueres para o nosso Boi Bumbá - "Boizinho Estrelado".
É preciso dizer que o "Boizinho Estrelado" surgiu naquelas noites em que as línguas ficam pesadas e a mente hidratada com cevada e malte, fazendo a imaginação criar uma Catirina grávida enlouquecida desejando a língua do boi, e num balé acrobático índios e pelotões passando em revista, tudo por causa do boi do fazendeiro...
Mandamos fazer um boi bumbá e as toadas foram saindo, uma atrás da outra... e a gente na janela só pra ver o boizinho passar...
Os amigos Diogo Condurú e Rogério Friza ajudaram no parto do boi, ambos com apoio "moral" e material, esses caras não brincam em serviço, hein!!!
São os pais intelectuais do "Boizinho Estrelado": CitadinoKane, Eduardo Bueres, David Carneiro, Maurício Pascoal o "Véio".
Antes que eu esqueça, o Bueres mandou agradecer a todos os músicos que participaram da gravação, a percussão muito legal e o pessoal dos metais colocou o pulmão no coração the best! Um dia a gente paga esses caras.
Ah, ia deixando passar batido, fiz a 2ª voz na toada, super difícil... a gente tem que controlar o tom para não sobrepor o artista principal, neste caso, o LocoBueres.
Mais um pedido. Divulguem o vídeo, só assim a gente vai pagar os músicos, e são muitos.