terça-feira, junho 23, 2009

Theatro do Tempo ou quando o vinho desperta amores perdidos...

Como se compõe uma canção?
Já comentei que ano passado eu e mais alguns amigos resolvemos criar o "Boizinho Estrelado", era uma forma de exercitarmos um tipo de arqueologia cultural... Ahahaha... Tudo começou como uma brincadeira e foi crescendo, crescendo...
Existiam tesouros a serem escavados, descobertos ou redescobertos, né?
A conclusão que chegamos - cultura é uma só! Apesar dos rótulos de popular e erudita.
Lembro que havia acabado de chegar com o Boizinho Estrelado e entregue o mesmo para o Mestre Bueres, e depois disse pra ele: - Vamos escrever na barra do boi o nome das pessoas que contribuiram para a confecção do boi?
Ele respondeu: - É uma idéia, bora ver!
Depois de duas semanas, numa aprazível mesa, um certo vinho português se derramava generosamente nas taças do CitadinoKane, Bueres e David Carneiro... Um violão e mais vinho! Lembrei de amores perdidos e numa poética do abandono, assim... deixa a vida e a brisa me levar, vida... leva, leva...
Sem enrolar a língua propus: - Vamos fazer uma música, agora?
Bueres e David levantaram as taças e gritaram: - Só se for agora!!!
Com a certeza de que o violão e nossas vozes se casariam, soltamos a gargalhada que o deus Dionísio sempre liberava quando o licor dos dioses transbordava os cálices...
E depois ficamos nos perguntando como fazer a música sem inspiração, sem inspiração? Mais um gole de vinho e... nada.
Resolvi balbuciar: - Vou escrever o teu nome na barra do boi, fiz uma promessa pra não te esquecer.
Bueres começou a dedilhar o violão, e a melodia começou a se desenhar, David jogou o líquido de duas taças de vinho português goela a dentro, pegou a caneta e o papel para rabiscar a letra.
Ao final, trocamos impressões, confidências mesmo, o mais novo dos três - o David, parecia um veterano nas coisas do coração, ahahaha... Falamos numa só voz: - Já amamos pra garaio!
A receita para fazer a música? Amar pra garaio!
Todos tivemos uma mulher que não queríamos esquecer, mas... Ahahaha... Ela resolveu esquecer da gente.
Lembro do dia da gravação, Bueres levou duas garrafas de uísque, ele tava muito nervoso e eu tremia direto. Bueres chegou e disse: - Numa reportagem sobre a vida do Cazuza, o parceiro dele dizia que eles tomavam quase duas garrafas de uísque quando iam gravar, talvez seja a chave do sucesso, né?
Se era a chave do sucesso ou não, começamos a beber todas, e realmente ficamos mais calmos, só que a gente começou a esquecer a letra... Mas conseguimos gravar a música que começou com um vamos fazer uma música.
Para finalizar, sempre existiu uma morena na minha vida...
O vídeo de nossa música vem com um texto lindo declamado por Bueres sobre a dimensão metafórica do boi.

Gostaria de dedicar este post para a blogueira Sandra Leite do Isso é Bossa Nova!

12 comentários:

Sandra Leite disse...

Amei a narrativa, a poesia, a música. Amei a lembrança e esse carinho sem igual;)

Gracias, querido! Por falar em agradeccimento, hoje é meu dia de dizer OBRIGADA! Dois anos do Isso é Bossa Nova, de caminhar e me redescobrir em cada um de vocês!

Você é um presente, Pedro!

beijos

Sandra Leite disse...

e viva o vinho sempre, ontem também exagerei na noite fria de SP!

David Carneiro disse...

Hermano! Temos que beber e compor mais. Um grande abraço e saudades!

citadinokane disse...

Sandra,
A redescoberta, a necessidade de reinventarmos a vida...
Gracias a la vida!!!
bjs

citadinokane disse...

E muito vinho para comemorarmos o aniversário do "Isso é Bossa Nova!"
bjs

citadinokane disse...

David,
Quantas músicas se perderam, heim?!
Tô dentro!
abraços

Anônimo disse...

Egua , vcs são du garaio
Tadeu

Tozé Franco disse...

Ora viva.
Andei um tempo ausente, ams o trabalho apertou e não pude andar por aqui.
Cheira-me a Periquita. Valeu a inspiração.
Espero o dia em que possa ouvir o CD.
Um abraço e até um dia destes.

Ananindeua Debates disse...

Pedro Nelito vc. está parecendo Chico Buarque em 80 "está tirando onda não quer trabalhar", essa postagem já vai para 15 dias, seus leitores estão angustiado..
aproveita e faz um artigo para o www.ananindeuadebates.blogspot.com

abração

citadinokane disse...

Tadeu,
Tô de volta, depois te explico o que aconteceu na sexta-feira...

citadinokane disse...

Tozé,
Era periquita, mesmo!!!
Estamos esperando a nova remessa, e aí eu te enviarei sem falta, ok?
abraços,
Pedro

citadinokane disse...

Amigos de Ananindeua!!!
Poxa! que surpresa agradável...
Vou retomar o blog e escreverei um artigo para o Ananindeua Debates, ok?
abraços,
Pedro