terça-feira, junho 16, 2009

Quero ficar no teu corpo...

Não curto tatuagem, mas respeito as pessoas que marcam para sempre o corpo com a tinta indelével da tatuagem.
Ah! tem uma tatuagem que gosto muuuiiito, poética, libidinosa, safada, ehehehe... É uma música do Chico Buarque com Ruy Guerra, o nome? Tatuagem! Tatuagem é o nome da música, ok?
"Quero ficar no teu corpo feito tatuagem
Que é pra te dar coragem
Pra seguir viagem
Quando a noite vem
E também pra me perpetuar em tua escrava
Que você pega, esfrega, nega
Mas não lava (...)"


Agora leiam o que aconteceu com a jovem belga Vlaeminck... Peloamordedeus! O tatuador encheu de estrelas o rosto da menina, isso não se faz, deveria pedir por escrito a permissão dos pais, né?!

A jovem belga Vlaeminck de 18 anos, da cidade de Kortrijk, a 90 quilômetros noroeste de Bruxelas, disse à polícia ter saído de um salão de tatuagem com 56 estrelas gravadas em um lado de seu rosto, depois de ter pedido apenas três. A jovem disse que adormeceu durante o processo, e acordou sentindo dor, quando seu nariz estava sendo tatuado.
O tatuador responsável por tantas estrelas tatuadas disse que Vlaeminck concordou em fazer as 56 estrelas.
"Ela concordou, mas quando seu pai viu, o problema começou", informou o homem ao jornal belga Het Laatste Nieuws.

22 comentários:

Menina da ria disse...

Ahhhh Nelitooo, eu gosto de tatuagem, tenho quatro... super adorei teu blog!! Diz pra Fátima me passar em TGE táááá ? Hauauhauaha... Beijos.

Lafayette disse...

É o seguinte. Via a reportagem na TV: A menina depois que fez, viu que fez C A G A D A !!!

E agora quer botar no rabo do tatuador. Ela diz que pediu para fazer três estrelas e dormiu e quando acordou o cara tinha feito tudo isso... meu caro, dormir numa série de tatuagens no rosto... nem com duas caixas de 51 na cuca!!!

Codinome Beija-Flor disse...

Cada absurdo.
Tatuagem pra mim só a do Chico Buarque.
Bjos

elvira carvalho disse...

Vi a notícia na TV.
Pessoalmente eu não gosto de tatuagens. Em Moçambique conheci em 69, uma idosa senhora branca, que muitos anos antes se apaixonou por um rei de uma tribo indigena, e por amor a ele, fora viver no mato, e tatuara todos aqueles desenhos que eu pensava só existiam na imaginação, dos realizadores cinematográficos. Quando a conheci, ela tinha regressado à civilização havia pouco tempo.
O marido morrera há muito, mas ela manteve-se na tribo, até à morte do filho, e era esquisito ver aquele rosto todo enrugado e tatuado.
Um abraço

Anônimo disse...

Dom Pedrito
O Lafa sabe das coisas : quem faz tatuagem tem que ver um monte de estrelas na hora ou então vê depois,umas 50.
Amigão , estou na linha de tiro pra dar um pulo aí e em se confirmando quero reservar uma sexta pra almojantar na "Terra do Meio" , bora lá eu , tu mais o Lafa e mais um tanto de amigos? que tal??
Abs
Tadeu-que fecha com beija-flor.Tatuagem só a do Chico na interpretação pungente da Elis.

citadinokane disse...

Menina Doany da Lua,
Se eu fosse teu pai arrancava essas tatuagens com sabão grosso e bombril, ahahaha...
Trata de estudar pro bicho não pegar pro teu lado, heim!!!
beijos,
Pedro

citadinokane disse...

Ei Lafa!
Cara é isso mesmo! Ou então ela fumou ópio, né? E ficou chapadona mermão!
O tatuador vai ter que se virar, ele não é jabuti...
abraços

citadinokane disse...

Beija,
Tô contigo!
beijos

citadinokane disse...

Elvira,
O problema é que o corpo vai enrugando, ahahaha... Não temos como escapar e nem a tatuagem, né?
abraços

citadinokane disse...

Tadeu,
Estamos na espera... A Comitiva Estrelado vai te recepcionar e assumirás a 4ª voz no batalhão, ahahaha...
Seguiremos unidos até o Terra do Meio, ok?!
abraços

Dulce disse...

Mas que historinha mal contada, Pedro!
Será que alguém consegue dormir enquanto está sendo tatuada? Ainda mais no rosto? É sublimar a dor demais para o meu gosto... rs...

Passei para agradecer sua visita ao "Em Prosa e Verso" e conhecer seu espaço. Um bom lugar para se estar, assuntos variados, escritos com cuidado. Voltarei mais vezes.

Um abraço
Dulce

Anônimo disse...

Vou escrever o nome de vcs na barra do boi.
Abs
Tadeu
Te ligo quando estiver aí.agora é definitivo
Eita nóis.

Anônimo disse...

daniela Spielman , me ligou pedindo teu tel e eu l´´ogico passei par ela
Abs
Tadeu

Lafayette disse...

Olhem isso:

http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u585079.shtml

Ela tá querendo pegar um processo pela frente, isso sim...

MTU - MOVIMENTO DOS TATUADORES UNIDOS

rsrs

Arthur Castro disse...

Fala nelito aqui é o Arthur Castro 2ª semestre noturno de direito hahahah ridiculo a historia dessa menina tenho tatuagem na perna(vai do meu pé ate meu joelho) impossivel ela não ter sentido dor e etr dormido ¬¬....ela ta afim de chamar atençao ahuahuahuahuaa

legao o blog abraço

citadinokane disse...

Dulce,
Muito obrigado pela lembrança.
Concordo contigo, os amigos tatuados já se manifestaram - o tatuador está com a razão, a moça está mentindo.
Irei mais vezes te visitar, ok?
abraços

citadinokane disse...

Tadeu,
O teu nome já foi escrito, ahahaha...
Vamos te esperar, mermão!!!
abraços

citadinokane disse...

Tadeu,
Beleza! Pode entregar tudo que ela pedir, ok?!
abraços

citadinokane disse...

Ei Lafayette!
Existe esse MTU?
Li o ultimato dado pelo tatuador, acho que ele começou a ficar putíssimo com essa conversa, né?
Antes que eu me esqueça o nosso irmão de fé e faca amolada - o Tadeu, tá chegando sexta-feira, vamos nos preparar para recebê-lo com todo garbo que ele merece, te ligo, ok?

citadinokane disse...

Fala Arthur!
Tens uma jararaca tatuada na perna? Égua!!!
Brincadeiras de lado, a menina tá fazendo onda com o tatuador, o nome já diz tudo, t-a-t-u-a-dor, pronto a dor tá lá, não tem como dormir... A não ser que o tatuador tenha chamado um anestesiologista para aplicar uma anestesia geral na menina, né? Huuummm... é uma possibilidade.
abraços

Tânia Defensora disse...

Caracas...
Quem não quiser ver estrela não olhe para Vlaeminck!
Saudades!
Fica com Deus.

citadinokane disse...

Tânia,
Oi minha amiga!
Muitas saudades de vocês...
abraços no nosso amigo "cabeça de cotonete", ahahaha... Brincadeira!
Valeu tânia!
beijos,
Pedro