sábado, agosto 22, 2009

Quo Vadis, Marina?


Nosso querido amigo e companheiro de muitas lutas e sonhos - David Carneiro, compartilha com a gente a sua preocupação sobre a saída do PT de Marina Silva, considera que ela e outros que estão abandonando o barco deveriam continuar para disputar a hegemonia e dar outra direção para o Partido dos Trabalhadores, acredita o meu amigo que dificilmente haverá outra oportunidade de implementarmos reformas que insiram os esquecidos da nossa República. O perigo, real, seria a Senadora Marina Silva ser deletada da cena política, por falar nisso, por onde anda a ex-Senadora Heloísa Helena???
Reflitam com o estudioso David Carneiro:
"E agora, Marina?

1 - Ontem foi um dia marcante. Poucas horas depois de ter lido a notícia de que a Marina Silva tinha saído do PT, assisti a um debate promovido pelo pessoal do jornalismo com a presença da Senadora. A verdade é que Marina sempre foi uma referência para mim. Sua luta com Chico Mendes e outros companheiros para construir um partido onde trabalhadores e trabalhadoras pudessem expressar suas bandeiras, foi decisiva para minha formação política.
2- Dentre as razões de Marina, destacaria duas que até certo ponto estão condicionadas. A primeira delas é o fato de que hoje, no PT, as pautas ambientais são apenas uma preocupação setorial e não fundamental como deveriam ser. Além disso, a governabilidade a qualquer preço, sob o pretexto de defender o que construímos até então com o Governo Lula, está desacreditando as novas gerações e empurrando o partido para uma total desfiguração ética e programática.
3 - O que fazer então? Marina decidiu seguir seu próprio caminho. Mal começou e as contradições já começam a bater na sua porta. Como ela fará do fisiológico e direitista PV o eixo de novas mudanças institucionais e culturais?
4 - Uma preocupação que sempre tenho é que candidaturas progressistas alternativas à polarização posta entre PT e PSDB não raro são utilizadas pelos setores conservadores para desacreditar a esquerda como um todo. Não foi sem espanto que hoje li em "O Liberal" que Marina havia dito durante a palestra que Lula não levava a Amazônia à sério. Mentira. Quem esteve lá que o diga. Além do mais, se isso fosse verdade, Marina, que foi ministra do Meio Ambiente no Governo Lula até pouco tempo, também não teria levado à Amazônia a sério.
5 - Assim, também não foi sem espanto que percebi a presença do ex-governador Simão Jatene na palestra de ontem, sob aplausos de boa parte da platéia. Jatene, para quem não se lembra, foi ligado ao grupo que em 12 anos de governo sequer criou uma secretaria para tratar da questão ambiental com exclusividade. Além disso, faz parte do partido que defende sistematicamente os interesses dos madeireiros predatórios e dos latifundiários no Estado, criticando as operações ecológicas como contrárias ao desenvolvimento e defendendo no Congresso os interesses retrógrados das oligarquias paroaras.
6 - Como dizia Ítalo Calvino, através de seu Carlos Magno, o homem de ação sempre sente um apreço pelo movimento. Assim, torço pelos novos caminhos de Marina. Torço para que a decisão de Marina provoque, por um lado, reflexões mais profundas sobre os caminhos traçados pelo PT e que, por outro, aglutine um novo eixo progressista que não se sente representado nos caminhos tradicionais.
7 - Temo, no entanto, que sua liderança acabe sendo utilizada para garantir os interesses paroquiais de pequenos partidos fisiológicos e que, seu público, fique restrito a uma classe média que está mais preocupada em dar respostas a seus problemas éticos consigo mesma do que resolver os problemas do país. Dupla preocupação que se reflete na presença de alguns políticos carimbados em sua platéia e na postura de muitos jovens mal-educados que não tiveram sequer paciência de ouvir a Senadora até o final do seu discurso.
8 - Em tempos de esperança equilibrista, no entanto, Marina, mais do que nunca, é uma referência por onde passa. Como suas bandeiras ainda não se tornaram política pública, agrada a todos. O que será de Marina e do seu público, no entanto, quando a esperança começar a vencer o medo e os representantes do medo tentarem sepultar mais uma vez a esperança? Espero que os amigos de Marina também saibam apontar os adversários."

18 comentários:

Matheus Benassuly disse...

Não consigo entender como Marina Silva deixa de lado uma posição de prestígio no PT para se aventurar em um projeto que já nasceu bagunçado, que é o do PV. Gabeira, seu fundador (presidente?), muitas vezes comentou a falta de unidade do partido que no norte é de direita, no sul de centro-esquerda, no nordeste oportunista (mero resumo do que o partido representa nacionalmente).
Se o programa do PT é descabido, o que dizer do Partido Verde (ou das verdinhas)?

Trocar o ruim pelo pior significa apostar em mais decepções que certamente virão por aí. Prepare logo seu espírito para abandonar mais ese partido, Vossa Excelência.

Mas, olhe, deve haver algo de podre nisso tudo... É muito estranho a Marina ter saído por tão pouco. Na época do Mensalão ela não moveu uma palha. Isso já devia estar rolando há algum tempo. Ela só tava esperando o pretexto.
Esse é minha tese, hehe.

Abraço, mr. Citadinokane!

Lafayette disse...

Pedrão, te incomoda o fato de ela ser defensora do criacionismo e da inclusão desta visão nas escolas?

A mim, muito!

Anônimo disse...

Caro Matheus,
a Senadora Marina Silva não tinha nenhum prestígio no PT, ao contrário, ela sempre foi muito desprestigiada, o que culminou com a sua saída da pasta do meio ambeinte. O governo Lula não tem agenda ambiental, só um ministro palhaço, que agora deu de invadir fazenda com Fuzil na mão para impresionar não sei quem.

Rogério disse...

Comungo das mesmas preocupações do amigo Davi. Mas ao mesmo tempo, vejo que o Partido dos Trabalhadores se perdeu e está perdendo as suas mais emblemáticas lideranças.
Marina Silva certamente não teria condições de modificar os rumos do partido, e tinha consciência disso, tanto que partiu, e não daria pra exigir dela outra conduta, e o partido também tem consciência disto, tando que não pedir´=a o mandato de volta (apesar do esbravejante Zé - O Dirceu ) que foi o primeiro e único a se manifestar neste sentido.
Marina aceitou se filiar ao PV com condicionantes, inclusive de modificação de estattuto e indicação de seis nomes para executiva.
Talves Marina tenha percebido, que seria mais fácil trazer o PV para a esquerda do que redirecionar o PT de volta a este caminho

Ellen disse...

Desde que Lula ganhou a eleição para presidente o PT nunca mais foi o mesmo. Deixou de ser oposição para ser governo, isso é óbvil. O que não é tão óbvil e que acabou decepcionando muita gente é que muitas convicções foram deixadas para trás. Acredito que foi por isso que Eloísa Helena saiu. No caso de Marina, acho que ela deve ter cansado de lutar por um espaço, já que nem nos tempos de luta o foco do PT nunca foi o meio ambiente. Prova disso é o atual Ministro do Meio Ambiente. Melhor nem comentar...
Mas o fato de saírem do PT não lhes garante um futuro promissor. Por exemplo, acredito que a Eloísa teria muito mais força que Dilma se tivesse permanecido no PT. Já no Psol suas chances são quase nulas...

Matheus Benassuly disse...

Ser senador, por si só, já significa prestígio.

Olha, é muito conveniente ser anônimo enquanto estou botando minha cara a tapa. Mas sou contra o PV. Prefiro o PT, que é menos vagabundo (apesar de não ir muito com a cara também). Se algum dia esse partideco de bananas chegar ao poder, prefiro me mudar pra Venezuela, ou fumar um charuto em Cuba, sei lá.

Se a bela agenda ambiental do PV fosse reflexo da consciência ambiental de todos os seus componentes, não seria mais verde, seria cor de burro... E quando foge!

citadinokane disse...

Fale Matheus!
Entendo que as tuas preocupações são plausíveis, o capital político que ao longo de uma vida Marina acumulou pode desabar como as árvores na Amazônia...
Como não requisitei ainda o posto da Mãe Delamare, vou esperar, ficarei só na mutuca, sumano!
abraços,
Pedro

citadinokane disse...

Ei Lafa!
Ela é adepta do Santo Daime?
Huummm... Não sei não, vou ficar urubuservando o movimento dos barcos, mermão!
abraços

citadinokane disse...

Anônimo,
A ministra Marina Silva tinha muito prestígio sim senhor!
Existe uma questão mais profunda, o governo Lula não conseguiu se desvencilhar, como crescer economicamente sem desvastar o meio ambiente, não é fácil...
Vejamos o caso do Pará, não são paraenses que derrubam a floresta, o cabôclo sempre viveu em plena harmonia com a natureza, gerações sobrevivendo da mesma, sempre ali, gerações sucedendo gerações... Os grandes madereiros são paulistas, gaúchos, mineiros, capixaba, goianos... assim como os fazendeiros.
Como conjugar a ânsia por lucro imediato e o ambiente equilibrado???
abs

citadinokane disse...

Rogério,
Eu aposto contigo mil "paus" casado, agora! Se o PV vem para a esquerda... Sabe quando o PV vem para a esquerda? Só quando o Clube do Remo voltar para a 1ª Divisão do Futebol brasileiro. Já sabes a resposta, né?!
abs

citadinokane disse...

Ellen,
Acho que a Marina tinha que continuar no PT, marcando posição e quem sabe virar o jogo.
beijos

citadinokane disse...

Matheus,
Sempre achei um contrasenso que o expoente do PV no Pará fosse o Paulo Castelo Branco... Um defensor do meioambiente equilibrado?
Ah! Deixa pra lá, né?!
Abs

Matheus Benassuly disse...

Concordo contigo, Pedrão!
Eu só não queria citar nomes, hehehe. Porque não tenho a mesma sutileza que mr. citadinokane e ia acabar sendo processo por calúnia, difamação, entre otras coisitas mas.... Sabe, bate a indignação+empolgação.

E o que dizer de Zé Ca?
Tá junto com o Dudu, né? hehehe

(esforrrrço pra me controlar!)

Aquele abraço!

citadinokane disse...

Matheus,
Falaste tudo!
abs

Luciene disse...

Acredito que caráter, a ideologia, posição partidária, tudo isso e outras coisas mais passam por uma prova de fogo quando se "muda de lado da mesa".....Só as coisas, valores e discursos realmente valorosos é que parmanecem!
É fácil ser oposição, mas não é fácil manter as idéias quando se vira situação, é fácil falar mal da amante, mas manter o discurso quando trocamos de lugar, e aí afora com exemplos mil......
O que nos falta a todos (pessoas, partidos, instituições, etc..) é sair das provas de fogo sem nenhuma "chamuscadinha"....
Beijão Pedro!

Lafayette disse...

"Eu aposto contigo mil "paus" casado, agora! Se o PV vem para a esquerda... Sabe quando o PV vem para a esquerda? Só quando o Clube do Remo voltar para a 1ª Divisão do Futebol brasileiro. Já sabes a resposta, né?!"

Eu sei: Ano que vem, então, já que vamos virar a mesa na CBF, e ano que vem, já estaremos na 1ª Divisão!

Ps.: Não, amigo, antes fosse... ela é pastora!

citadinokane disse...

Lu,
As pessoas mudam, isso eu sei... Sempre desconfio de mudanças radicais, dos discursos sem correspondências com as práticas. Torço para que a senadora Marina consiga fazer do PV o arauto das mudanças que ela prega, todos devemos nos preocupar com as mudanças que ocorrem no clima do planeta, todos os partidos políticos deveriam abraçar essa bandeira... nem precisaria de um partido verde.
beijos

citadinokane disse...

Lafa,
Agora entendi tudinho, tudinho...
abraços

p.s.: o Remo vai voltar a existir ano que vem?!