domingo, janeiro 31, 2010

Assombrações & Visagens de Belém

Desde pequenino escutava a estória de uma moça que pegava um táxi em frente ao cemitério de Santa Isabel e ia até uma casa na Cidade Velha, chegando lá dizia que não tinha dinheiro e pedia para o motorista retornar de dia para cobrar a corrida. Quando o motorista retornava, aí vinha o susto, ficava sabendo que a moça já era falecida há tempo...
É a estória da "Moça do Táxi", o nome da moça Josefina Conte.
A nossa secretária do Conselho de Recursos Fiscais do Município de Belém é prima da moça do táxi, e já nos contou alguns detalhes dessa lenda... Não serei o desmancha prazer, não contarei tudo que sei sobre o caso, ahahaha... Eu sei tudo, mas ficarei silente, deixa o Walcir Monteiro vender mais livros sobre as "Assombrações e visagens de Belém", ele merece!
Abaixo o vídeo feito sobre a Josefina Conte pelos estudantes de jornalismo da UFPA em 2002.

4 comentários:

Monique disse...

Quando eu era pequena ouvia muito essas histórias.
Engraçado pensar nisso: nas cidades grandes nao se cria mais historias assim. Quer dizer, as mentirosas. Porque as verdadeiras a gente já sabe, tiro perdido, assaltos, violencia mil. Bye!

citadinokane disse...

Monique,
Sabe de uma coisa? Na cidade grande ninguém tem tempo ou diz que não tem tempo para conversar... Aí é difícil estabelecer as lendas, ahahaha...
beijos

Igor Fernandes disse...

Pows pedro quero saber da história, eu já comprei o livro a uns 3 anos atrás então n tem probelma de me contares rsrs

citadinokane disse...

Igor,
Tudo bem vou te contar...