domingo, fevereiro 28, 2010

A panacéia do Leão Azul(Clube do Remo)

O post foi concebido como um alerta para que os valorosos remistas coloquem as barbas de molho...
Clube do Remo e Paysandú, carregam uma maldição, são irmãos siameses, vivem juntos ou morrem juntos.
Administrativamente representam o que existe de mais desastroso na condução de associações civis. Recentemente o Paysandú Sport Club conseguiu ampliar o seu patrimônio com a construção de mais um módulo de arquibancada, não foi uma iniciativa da diretoria, mas de pessoas apaixonadas por essa briosa agremiação esportiva do norte do Brasil. Médicos, engenheiros, empresários e muitos anônimos fizeram doações em dinheiro e material de construção, deu certo porque existia uma comissão de pessoas sérias e o resultado foi espetacular, não se pode esquecer que contribuíram decisivamente para o sucesso da empreitada dois ídolos da torcida bicolor, ambos artilheiros recentes do Campeão do Norte: Deputado estadual Robgol e Vereador Vandyck.
Vamos agora atravessar a Almirante Barroso e tecer algumas considerações sobre a atual panacéia do Clube do Remo. Não preciso dizer que tenho muitos amigos remistas, para entender melhor faço uma digressão necessária, 60% da população do Pará torce pelo Paysandú, 30% pelo Remo e 10% por outros, concluindo, há muitos remistas por aí – 30% é gente pra cacete!
Mas, voltemos à panacéia remista: - Venda do Estádio Baenão.
Os dirigentes atuais e os ex-dirigentes, de um passado recente, em discurso uníssono, afirmam e reafirmam que com a venda do estádio, o Clube do Remo pagará todas as suas dívidas e poderá fazer outros investimentos. Será verdade?
O que Amaro Klautau e sua troupe fizeram pelo Clube do Remo? O que os ex-dirigentes recentes construíram?
Se ninguém responde só me resta apontar algumas possíveis respostas. Em relação ao Amaro Klautau e sua equipe, desde que assumiram parecem com um boneco de ventríloquo, sendo que o ventríloquo é a Agra/Leal Moreira(interessada na compra do estádio), não lembro de uma entrevista de Amaro Klautau que não seja dito que com a venda do estádio tudo estará resolvido, o Remo volta para a 1ª divisão do campeonato brasileiro e disputa a Libertadores da América.
Os ex-dirigentes do Remo deveriam tomar um chá de “simancol”, alguns são empresários bem sucedidos em nossa terra, mas como dirigentes da agremiação azulina, foram desidiosos, negligentes e irresponsáveis com o patrimônio e finanças do Clube do Remo, a dívida dessa agremiação não foi criada por entidades sobrenaturais, ok?
O Clube do Remo perdeu a sua sede campestre de 530 mil metros quadrados em Benfica pela bagatela de 3 milhões de reais em leilão, o arrematador – Construtora Leal Jr Ltda., o preço foi considerado uma barbada pelos especialistas da área.
Quem melhor define as administrações do Clube do Remo é o promotor de justiça, professor de direito e conselheiro da agremiação Dr. Benedito Wilson Sá: “O clube é administrado como se administra um prostíbulo, é uma dívida cíclica. Paga-se uma e vem outra. A gente só vende um patrimônio para adquirir outro melhor”.(20/07/2008, Amazônia - Esporte – Pág.48)
O dinheiro da sede campestre acabou e continua a dívida, entenderam?!
O estádio do Remo fica numa área supernobre da cidade, muito valorizada, salvo engano meu são 29.000 metros quadrados de terreno.
A incorporadora Agra/Leal Moreira oferecia R$40 milhões, mais um estádio e centro de treinamento. Como os dirigentes remistas são afobados, demonstrando desespero, a Agra/Leal Moreira segundo notícias recentes baixou a proposta para R$15 milhões mais estádio e só.
O Conselho Deliberativo do Clube do Remo votou sob pressão e aprovou a venda do estádio, até outdoor com a planta da nova arena remista estava estampado na frente da sede social.
Colocar as barbas de molho... Atenção remistas!!!
A localização da nova Arena do Clube do Remo é onde fica o metro quadrado mais barato do entorno de Belém, faz parte do que as forças de segurança pública denominaram de faixa vermelha ou faixa de "gaza" de Belém, até a polícia tem medo de entrar lá. Esmola grande o santo desconfia...
Trocar uma área nobre por uma outra problemática, será a solução?
A nova Arena do Remo se localiza no Tapanã, não existe esgotamento sanitário e nem água potável. É uma região que nem Cosanpa e nem Saeb assumem os serviços de água e esgoto, há um conflito de competência.
Os jogos no Mangueirão já se constituem em sufoco para o cidadão de bem, porque os meliantes arrepiam na hora que os torcedores vão apanhar o transporte para ir para casa, imaginem no Tapanã.
Como é uma área de expansão e foi ocupada desordenadamente, a ida do Remo para lá, quiçá, pode também se constituir em uma força civilizadora para aquela região.
A Incorporadora Agra/Leal Moreira fará um excelente negócio, o Clube do Remo nem tanto. Quem viver verá!

Arena do Leão
Veja o projeto Arquitetônico
Capacidade do estádio: 24.550 torcedores
arquibancada: 22.400
cadeiras: 2.000
camarote: 150
A Arena Leão deve ter ainda restaurante panorâmico, pista de cooper, bosque, a estátua de um leão em pedestal, sala de troféus, academia, espaço para divisão de base, além de dois placares eletrônicos e entrada separada de torcidas, entre outras benfeitorias.

Como o papel tudo aceita, vamos esperar que se concretize na realidade, será?!

quarta-feira, fevereiro 24, 2010

Dentre todas as almas já criadas


Dentre todas as Almas já criadas (Emily Dickinson)

Dentre todas as Almas já criadas
Uma foi minha escolha
Quando Alma e Essência se esvaírem
E a Mentira se for

Quando o que é e o que já foi ao lado
Intrínsecos ficarem
E o Drama efêmero do corpo
Como Areia escoar

Quando as Fidalgas Faces se mostrarem
E a Neblina fundir-se
Eis entre as lápides de Barro
O Átomo que eu quis!

terça-feira, fevereiro 23, 2010

Mais um ano de vida, viva!!!


Parece que foi ontem...
Comecei a postar em 23/02/2006, era uma quinta-feira que antecedia o carnaval. Noite chuvosa e as ruas de Belém desertas...
Comecei a postar... Foram muitos causos, emoções e implicações, além é claro do bom vinho Periquita em profusão, resultando em homéricas divagações.
Em alguns momentos veio a vontade de largar a blogosfera, mas dava uma cuíra e lá eu voltava...
Até que um dia o véio e bom locobueres disparou a sua metralhadora: - Ei garaio pára com essa frescura de largar o blog, pôrra!
Pois é...
Lá se vão quatro anos, bem vividos, ahahaha...
Viva o Blog do CitadinoKane!!!

Fadas existem???

A música de Luiz melodia dedilhada no violão de Renato Piau nos leva ludicamente ao encontro de uma dimensão esquecida pela correria cotidiana...
E eis que sigo cego como inseto sem direção, ahahaha... Não custa perguntar: - Fadas existem?
Só conheço as do Luiz Melodia, huuumm... não-sei-não...


Fadas (Luiz Melodia)

Devo de ir, fadas
Inseto voa em cego sem direção
Eu bem te vi, nada
Ou fada borboleta, ou fada canção

As ilusões fartas
Da fada com varinha virei condão
Rabo de pipa, olho de vidro
Pra suportar uma costela de Adão

Um toque de sonhar sozinho
Te leva a qualquer direção
De flauta, remo ou moinho
De passo a passo passo...


segunda-feira, fevereiro 22, 2010

sexta-feira, fevereiro 19, 2010

Nonsense.

Nonsense???

Nonsense??? Ahahaha...
Quem decide é... o amigo da blogosfera.

Nonsense 1: REGIME DE EMAGRECIMENTO
- Doutor, como eu faço para emagrecer ?
- Basta a senhora mover a cabeça da esquerda para direita e
da direita para esquerda.
- Quantas vezes, doutor ?
- Todas as vezes que lhe oferecerem comida.
Nonsense 2: EMERGÊNCIA
Um eletricista vai até a UTI de um hospital, olha para os pacientes
ligados a diversos tipos de aparelhos e diz-lhes:
- Respirem fundo: vou mudar o fusível.

quinta-feira, fevereiro 18, 2010

Karel Kosik e um texto...

Quando iniciei o curso de Sociologia, um texto e um autor me inquietaram de verdade, totalmente desconhecido o autor, e o texto era de uma aspereza dramática e traumática...
Pô! O autor era o Karel Kosik, tcheco e filósofo marxista, soma-se a sua atuação militante, tendo sido lançado ao ostracismo pelos burocratas tchecos, apoiados pelos comunistas russos, após a Primavera de Praga.
O texto, anotem aí: "O Mundo da Pseudoconcreticidade e a sua Destruição". Anotaram a chapa?! Irmãos e irmãs da blogosfera, sofri... Lia e nada.
Depois de muitas leituras e diálogos, a gente ia percebendo que Kosik resgatava Marx, tomava-o dos braços dos sacerdotes soviéticos e o devolvia às preocupações mundanas, havia uma sensação que Marx se contrapunha ao "marxismo", Kosik apresentava a práxis numa perspectiva não marxista oficial.
A crise se estabelecendo na esquerda, e Kosik chamando a esquerda para uma discussão livre e permanente sobre as nossas idiossincrasias, a práxis e a compreensão dela para a superação da "coisificação" das construções teóricas que se apresentavam como "verdades" engendradas pelas ideologias oficiais, tanto de direita, como de "esquerda".
Karel Kosik, nasceu em 26 de Junho de 1926 e faleceu em 11 de Fevereiro de 2003.
Eu continuo carregando o texto - "O Mundo da Pseudo..."
Chega de direita e esquerda, mas Kosik continua ensinando...

"A Dialética trata da "coisa em si". Mas a "coisa em si" não se manifesta imediatamente ao homem. Para chegar à sua compreensão, é necessário fazer não só um certo esfôrço, mas também um détour. Por êste motivo o pensamento dialético distingue entre representação e conceito da coisa, com isso não pretendendo apenas distinguir duas formas e dois graus de conhecimento da realidade, mas especialmente e sobretudo duas qualidades da práxis humana."(...) Karel Kosik

Um momento - Pedro Abrunhosa

Além do fado a música portuguesa tem Pedro Abrunhosa... Pedro Abrunhosa & Bandemónio, ele é muito bom, eu gosto muito... Êita música boa! Nada de superficialidade, Abrunhosa preocupado com o mundo, com os sentimentos... Sentimentos expostos... um momento... uma espécie de céu... Ahahaha...


Pedro Abrunhosa - momento (uma espécie de céu)

sexta-feira, fevereiro 12, 2010

Marchinha que vicia...

Eduardo Bueres enviou-me e-mail com uma marchinha que ele achou muito legal, resolvi postar, sem brincadeira toda hora estou cantarolando a marchinha, vicia...

terça-feira, fevereiro 09, 2010

Costelas, linguiças e amizades.

No final de semana fui convidado pelo Procurador Municipal Jober Freitas para preparar umas costelas bovinas e linguiças... huuummm... Edilben esteve por lá e outros amigos do Jober que ficaram meus amigos: Junião e Botinho, uns caras maravilhosos!!!
Pensavam que eu não sabia cozinhar, ahahaha... Ficaram lambendo os dedos, os convites estão chegando aos montes, a agenda está lotada, ok?

segunda-feira, fevereiro 01, 2010

Solidariedade por um novo mundo, é possível!




"A cobiça envenenou a alma dos homens...
levantando muralhas do ódio...
Mais do que de máquinas,
precisamos de humanidade.
Mais do que de inteligência,
precisamos de afeição e doçura.
Sem essas virtudes,
a vida será de violência
e tudo será perdido.

Os homens que odeiam
desaparecerão,
os ditadores sucumbem
e o poder que do povo
arrebataram
há de retornar ao povo." (Charlie Chaplin)

Sempre me chamou a atenção o personagem criado por Chaplin: - Carlito, o vagabundo!
Extremamente solidário com os pobres, simbolizados pelo garoto e o cachorro, todos desamparados...
Carlito nas películas é o anti-herói, não é charmoso, é pobre... Mas, solidário.
No filme em que contracena com o garoto que é abandonado em sua porta, passa a criar o garoto e ensina toda malandragem para sobreviver num mundo de poucos, que negava à maioria o mínimo de dignidade, daí criar estratégias para sobrevivência...
Quando as autoridades tomam de Carlito o garoto para levá-lo para o orfanato, impossível conter as lágrimas diante da expressão facial do vagabundo e o apêlo da criança para não deixar que se vá com os policiais(autoridades constituídas, o mundo oficial), Carlito vive um mundo marginal, por isso a necessidade de negar a autoridade de um mundo que é cruel para os pobres... Carlito é pobre, o garoto é pobre... O mundo do vagabundo é todo, todo pobre! Mas... solidário.
Abaixo as imagens que o amigo Nilton Atayde envia, lembrando que os meninos que salvam o cachorro da vala, quiçá, do esquecimento, também! Não são notícias de jornal.
Eles não são testemunhas de CPIs, não esconderam dinheiro na meia, não distribuíram panetones... Não arremessaram nenhuma criança pela janela de apartamento...
Não foram selecionados para o BigBrother...
São pobres, pobres indo para a escola...
Movidos por um sentimento, reparem nas fotos, percebam o esforço.
Ajudaram a quem nenhum "bacana" ajudaria, um cachorro vira-lata.
Existia um sentimento que embalava esses meninos, um sentimento que pode realizar coisas grandiosas. Qual o sentimento?
A SOLIDARIEDADE!