quarta-feira, março 10, 2010

Oh, Lua!

Vi a imagem abaixo no Portal Terra, a natureza em sua mais pura dimensão - como diria o meu amigo Oliviomar: - É fantástico!
Não poderia ficar indiferente, afinal de contas estamos falando da eterna lua, que influencia as marés, os organismos de mulheres e homens... Que aos românticos prepara o luar com luz mole (linguagem de fotógrafo, ok?!) e tudo para amolecer corações... Ah! os românticos... povinho doido.
Já fui um ser que se banhava mais dessa luz... Mesmo não mais dialogando com São Jorge e o velho dragão, continuo admirando a bela lua.
Agora um segredar bandido em vossos ouvidos, como segredo de liquidificador, não vale passar adiante: - A lua já foi minha! Juro que é verdade.
A imagem foi capturada durante um eclipse total do Sol ocorrido em julho de 2009 nas Ilhas Marshall, na Micronésia, no Oceano Pacífico.

Na imagem, a radiação da superfície solar aparece como uma densa fumaça formando uma coroa em volta da sombra da Lua, no momento em que esta encobre completamente o Sol
Foto: Universidade de Tecnologia de Brno /Divulgação
Fonte: Redação Terra

6 comentários:

Wellyn Nascimento disse...

"Que haverá com a lua que sempre que a gente a olha é com o súbito espanto da primeira vez?"Essa frase é de mario Quintana,e retrata a minha relação com a lua.Sou amante dele,por ela eu posso passar horas olhando pro céu e pensando na vida.Ela me faz refletir,me faz feliz.Juras que a lua já foi tua?Pode deixar não conto pra niguém,e como vc disse "esse será um segredo de liquidificador"!
Bjo grande!

citadinokane disse...

A lua foi...

Wellyn Nascimento disse...

Foi?Mas seria tão bom se ela nos pertencesse para sempre...a lua sempre será sua!

citadinokane disse...

Foi.

Marcela disse...

Ahhh a lua, todo blogueiro que se preze ja mencionou esse satélite. Talvez a única razão de tanta adimiração, é que é o mais visível dos corpos celestes, ou talvez uma forma de admirar a luz do sol sem se cegar... vai saber....

citadinokane disse...

Marcela,
As minhas motivações sempre foram de foro romântico, sempre!
Muitas vezes jurei entregá-la para aquela que em pleno luar me fitava confiante, com a certeza de que receberia não somente a lua, quiçá, um coração...