segunda-feira, abril 26, 2010

Felicidade autêntica e verdadeira.

Li um livro do Educador Celso Antunes "A linguagem do afeto", um verdadeiro tesouro...O subtítulo do livro: "como ensinar virtudes e transmitir valores".
Ensinamentos que ficaram guardados...  no meu coração.

"O verdadeiro sentido de uma educação com amor não deveria ser o acalanto do sonho de apenas desejar felicidade, mas de poder esmiuçar as pequeninas coisas que a estruturam e, serenamente e a cada dia, construir o objetivo de saber buscá-la. Felicidade não é estado perene que se alcança para toda vida ou bem estável que se compra, mas passos miúdos que se dá a cada dia e em cada coisa que se busca encontrar. Diferentemente de um animalzinho que se sente feliz quando se descobre seguro, com conforto e sem fome, o ser humano pensa, reflete, troca anseios e, sobretudo, tem sonhos que a cada minuto se alteram e que a cada instante se reconstroem.
(...)Há uma falsa felicidade que se esconde no imediatismo - é a felicidade pela bala que se ganha, pelo cigarro que se fuma, pela droga na qual se vicia - e há uma felicidade autêntica e verdadeira - que é um estado permanente de segurança, alegria, auto-estima, coragem etc." (Cellso Antunes)

Nenhum comentário: