domingo, maio 30, 2010

Buchada de bode, é bom!


Recebi um convite para comer um churrasco de bode, tendo como entrada uma "senhora" buchada de bode.
Talvez os amigos da blogosfera nunca tiveram a oportunidade de provar uma buchada de bode, é uma delícia!
Sempre que me falavam em buchada de bode, eu torcia o nariz...
Descobri que era delicioso em Santarém. Passei umas três semanas na pérola do Tapajós em 1995, ministrando aulas na interiorização pela UFPA e fui convidado para uma buchada de bode num sítio às margens do Tapajós, quando provei a buchada, huuummm... Cai de joelhos e agradeci ao bomdeus por esse maná dos céus.
A buchada de bode foi uma oferta dos amigos Oliviomar e Rui Santana, degustamos a mesma no Café Portela.
Oliviomar, Rui e Sérgio Galiza foram para o município "Concórdia do Pará" e compraram o bode que se ofereceu ao sacrifício.
O velho e bom Rui Baiano cozinha muito bem, a buchada e o churrasco de bode estavam uma maravilha.

O deserto mais seco.


Que o deserto mais seco do mundo é o deserto de Atacama?
Fica na América do Sul, ao norte do Chile entre os Andes e o Oceano Pacífico. Por ano chove em média menos de 1,3 cm de chuva.
Definitivamente, mermão, é seco para garaio!

quinta-feira, maio 27, 2010

Mamadeiras & Cervejas.

Sabe o que acontece quando um amador se mete no meio de profissionais? Profissionais de quê?!
Profissionais da "balada" noturna, balada na caipirinha e na cerveja. Os caras que disputaram comigo comem cerveja... e com farinha.
Deixo explicar melhor essa história.
Fui convocado para o baby-chá do meu amigo Jober, inocentemente cheguei e fiquei bebericando água mineral, máximo um copo de coca-cola, papo vem, papo vai, a moça que animava o evento me chama para participar de uma brincadeira, lá aceitei...
Fui jogado no meio dos Procuradores do Município de Belém.
A disputa era beber o mais rápido uma mamadeira de cerveja. O apito foi dado e começamos a disputa... Mermão, puxei a respiração e suguei de uma vez todo o líquido, suguei como se fosse o elixir da vida eterna.
Venci. Entreguei a mamadeira vazia... e aí?
Fiquei de porre!
Pura fraqueza, tenho que parar de beber vinho português e chileno...
Fico me perguntando como não suportei uma mamadeira de cerveja?!
Ah! Bons tempos que a cerveja parecia água... Bons tempos...

domingo, maio 23, 2010

Foi aberto o arquivo confidencial do Pedro Kane.

Um projeto de longa data, pensado e repensado.
Eis que se concretizou! O arquivo do CitadinoKane foi aberto e republicados alguns posts.
O novo blog recebeu o título de "Arquivo Confidencial do Pedro Kane", visite e deixe seu comentário.
Abraços!

El breve espacio en que no estás

Quando escuto a música de Pablo Milanés e Silvio Rodriguez fico profundamente emocionado.
A genialidade dos dois artistas cubanos nos remete a imagens amorosamente desenhadas em noss'alma, são fortes emoções, o romance de sua vida que ficou esquecido em algum canto... Esquecido.
Algumas divagações em torno do "El breve espacio en que no estás".

Se entregar apenas um dia para o amor?
Na cama a silhueta da mulher amada desenhada,
por entre lençóis desarrumados,
o cheiro dela preenchendo a minha solidão.
E quando existe o vazio na ausência dela?
Que seja breve o espaço em que ela não está.
Quando voltará? Não sei. Ninguém sabe.
Desfaço todos os meus planos quando a vejo.
Não me pede nada em troca do que dá.
É como se ela tivesse se entregado
apenas um dia para o amor...
Escute a música abaixo ou assista ao vídeo do youtube com Victor Manuel e Pablo Milanés.

pablo milanes y silvio rodriguez - el breve espacio

El Breve Espacio En Que No Estás

Todavía quedan restos de humedad,
sus olores llenan ya mi soledad,
en la cama su silueta se dibuja cual promesa
de llenar el breve espacio en que no está.

Todavía yo no sé si volverá, nadie sabe,
al día siguiente, lo que hará.
Rompe todos mis esquemas,
no confiesa ni una pena,
no me pide nada a cambio de lo que dá.

Suele ser violenta y tierna,
no habla de uniones eternas,
mas se entrega cual si hubiera
sólo un día para amar.

No comparte una reunión,
mas le gusta la canción que comprometa su pensar.
Todavía no pregunté "¿te quedarás?".
Temo mucho a la respuesta de un "jamás".
La prefiero compartida antes que vaciar mi vida,
no es perfecta mas se acerca a lo que yo
simplemente soñé...

Suele ser violenta y tierna,
no habla de uniones eternas,
mas se entrega cual si hubiera
sólo un día para amar.

No comparte una reunión,
mas le gusta la canción que comprometa su pensar.
Todavía no pregunté "¿te quedarás?".
Temo mucho a la respuesta de un "jamás".
La prefiero compartida antes que vaciar mi vida,
no es perfecta mas se acerca a lo que yo
simplemente soñé...

sexta-feira, maio 21, 2010

É linda e campeã!

Em 2008 num concurso de o "Bumbum mais bonito do Mundo", a moça acima Melaine Nunes (brasileira) foi a escolhida. É campeã! É linda, não?!

quarta-feira, maio 19, 2010

A menina e o poeta num déjá vu...


O meu amigo Davi ganhou um prêmio pela poesia abaixo, foi no concurso de poesia da Assembleia Paraense. A juventude de Davi se transborda em lirismo rabiscado em papel de embrulhar pão, não fiquem assustados, é isso mesmo! Assim como a primavera não escolhe jardim, Davi quando inspirado saca de sua caneta e escreve seus sentimentos em qualquer papel, inclusive no de embrulhar pão, o quê? Nunca viu esse papel?!
Mas como ia dizendo, a poesia do menino Davi foi feita para uma menina... Evoca uma menina que pode ser Maria, Joana, Teresa, muitas em uma só: A menina.

"A Menina (David Carneiro)

Faz dois dias que não paro de pensar na menina
Alguns anos antes, ela não tinha cara de coisa alguma
Seu corpo era só ausência e resquícios de promessa
Seu sorriso voava de beija-flor em beija-flor
Sem ainda desabrochar para qualquer encanto.

O fato é que a menina foi acontecendo
Como uma pequena alvorada para um dia claro
A transição perfeita dos efeitos que não tinham causa
Como um arrebol que anuncia um mistério da vida
Ou como um girassol brincando de colorir os pássaros

Do meu quarto penso nessa menina que surgiu
E começam, em sua ausência, a me doer todas as janelas
No para-peito faço alguma sentinela de coração amante
Fingindo ser um homem só de adeuses para o mundo
Querendo aparar cada gota de segundo que cai do céu

Agora que me foi surgindo essa menina como um raio
Permaneço quieto e encantado no dorso da vida
Colhendo dentro de mim a flor infecunda do desejo
E escrevendo palavras como quem atira flechas
Queimando a mão com o fogo que me consome o peito"

sexta-feira, maio 14, 2010

Odeio puxa-saco: - José Serra!


Taí! Se existe uma coisa que eu não consigo esconder é a minha contrariedade com pessoas falsas...
Pô! O candidato José Serra esteve em Pernambuco fazendo campanha para Presidente da República e não falou mal de Lula. Serra elogiou o "cara" que ele detesta... Ai meudeus!
O Estado de Pernambuco é onde o presidente Lula tem um dos mais altos índices de popularidade, aí o Serra elogia o Lula, bacana né?!
Detalhe, o Serra odeia o Lula.
Olha o que ele falou sobre o Lula:
"O Lula está acima do bem e do mal", disse o Serra. Mais tarde falando com repórteres, esclareceu que "não é uma ironia, é uma imagem".
Falsidade. Tenta faturar em cima da popularidade de Lula.
José Serra se apresenta como lulista, disse hoje que é de esquerda, e que vai dar continuidade ao trabalho do Lula.
Conclusão. Não precisa da Dilma, o Serra é o melhor lulista, só falta assinar a ficha do PT.
A falsidade é o pior defeito do ser humano... Huuummm... Deixa pra lá!

quarta-feira, maio 12, 2010

Homine debochado, capare est...

Muito cuidado com as coxambranças...
Leia a sentença de 1833, a solução: capadura.
Só de pensar que foi usado macete na capadura... Ó meudeus! Proteja-nos de todo mal!



"Sentença do Juiz Municipal Suplente em exercício, ao termo de Porto da Folha – 1833.
Súmula: Comete pecado mortal o indivíduo que confessa em público suas patifarias e seus boxes e faz gogas de suas victimas desejando a mulher do próximo, para com ella fazer suas chumbregâncias.
“Visto etc.”

O adjunto de Promotor Público representou contra o cabra Manoel Duda, porque no dia 11 do mês de Senhora Sant’Anna, quando a mulher de Xico Bento ia para a fonte, já perto dela, o supracitado cabra que estava de tocaia em moita de matto sahiu dela de supetão e fez proposta à dita mulher, por quem roia brocha, para coisa que não se pode trazer a lume, e como ella recusasse, o dito cabra atrofolou-se a ella, deitou-a no chão deixando as encomendas della de fora e ao Deus dará, e não conseguio matrimônio porque ella gritou e veio em amparo della Nocreto Correia e Clemente Barbosa, que prenderam o cujo flagrante e pediu a condenação delle como incurso nas penas de tentativa de matrimônio proibido e a pulso de sucesso porque a dita mulher tava peijada e com o sucedido deu a luz de menino macho que nasceu morto.
As testemunhas, duas são de vista porque chegaram no flagrante e bisparam a perversidade do cabra Manoel Duda e as demais são testemunhas de avaluemos. Dizem as leises que duas testemunhas que assistem a qualquer naufrágio de sucesso faz prova, e o Juiz não precisa de testemunhas de avaluemos e assim:
Considero – que o cabra Manoel Duda agrediu a mulher de Xico Bento, por quem roia brocha, para coxambrar com ella coisas que só o marido della competia coxambrar porque eram casados pelo regime da Santa Madre Igreja Catholica Romana.
Considero – que o cabra Manoel Duda deitou a paciente no chão e quando ia começar as suas coxambranças viu todas as encomendas della que só o marido tinha o direito de ver.
Considero – que a paciente estava peijada e em conseqüência do sucedido deu a luz de um menino macho que nasceu morto.
Considero – que a morte do menino trouxe prejuízo à herança que podia ter quando o pae delle ou mãe falecesse.
Considero – que o cabra Manoel Duda é um suplicado deboxado que nunca soube respeitar as famílias de suas vizinhas, tanto que quis também fazer coxambranças com a Quitéria e a Clarinha, que são moças donzellas e que não conseguio porque ellas repugnaram e deram aviso à polícia.
Considero – que Manoel Duda está em pecado mortal porque nos Mandamentos de Igreja é proibido desejar a mulher do próximo que elle desejou.
Considero – que sua Magestade Imperial e o mundo inteiro precisa ficar livre do cabra Manoel Duda, pura secula, seculorum amem, arreiem dos deboxes por elle praticadas e para as fêmeas e machos não sejam mais por elle incomodados.
Considero – que o cabra Manoel Duda é um sujeito sem vergonha que não nega as suas coxambranças e ainda fez isnoga das encomendas de sua victima e por isso deve ser botado em regime por esse juízo.
Posto que:
Condeno o cabra Manoel Duda, pelo malifício que fez à mulher de Xico Bento e por tentativa de mais malifícios iguais, a ser capado, capadura que deverá ser feita a macete.
A execução desta pena deverá ser feita na cadeia desta villa. Nomeio carrasco o Carcereiro. Feita a capação, depois de trinta dias o mesmo Carcereiro solte o cujo cabra para que vá em paz. O nosso Prior aconselha: Homine debochado debochatus mulherorum inovadabus est sententia quibus capare est macete macetorim carrascus sine facto nortre negare pote.
Cumpra-se e apregue-se editaes nos lugares públicos. Apelo ex-officio desta sentença para o Juiz de Direito desta Comarca.
Porto da Folha, 15 de outubro de 1833
Ass. Manuel Fernandes dos Santos
Juiz Municipal suplente em exercício"

Ditados conectados...


Recebi de uma amiga a atualização de velhos ditados para a era digital...
Anota aí, ok?

1. A pressa é inimiga da conexão.
2. Amigos, amigos, senhas à parte.
3. A arquivo dado não se olha o formato.
4. Diga-me que chat freqüentas e te direi quem és.
5. Para bom provedor uma senha basta.
6. Não adianta chorar sobre arquivo deletado.
7. Em briga de namorados virtuais não se mete o mouse.
8. Hacker que ladra, não morde.
9. Mais vale um arquivo no HD do que dois baixando.
10. Mouse sujo se limpa em casa.

segunda-feira, maio 10, 2010

Pantera

Saudades da minha infância... Pô! Eu gostava dessa pantera.

Cansa sentir...


Cansa Sentir Quando se Pensa (Fernando Pessoa)

Cansa sentir quando se pensa.
No ar da noite a madrugar
Há uma solidão imensa
Que tem por corpo o frio do ar.
Neste momento insone e triste
Em que não sei quem hei de ser,
Pesa-me o informe real que existe
Na noite antes de amanhecer.

Tudo isto me parece tudo.
E é uma noite a ter um fim
Um negro astral silêncio surdo
E não poder viver assim.

(Tudo isto me parece tudo.
Mas noite, frio, negror sem fim,
Mundo mudo, silêncio mudo -
Ah, nada é isto, nada é assim!)

domingo, maio 09, 2010

FHC é Serra e Serra é FHC!

Eu não implico com José Serra, apenas observo atento os movimentos da tucanagem, acompanhada pelas hienas (DEM)...
Não faz muito tempo que ocorreu em São Paulo um confronto entre professores e a PM paulista, esta juntamente com a PM do Distrito Federal, as mais truculentas do Brasil.
Não sei quem é o autor da fotografia acima, sei que na imagem temos um professor carregando uma policial ferida no confronto com os professores em greve.
Paradoxo. A brutalidade da polícia na carga, e a solidariedade humana como resposta do professor.
A mesma solução dada na USP. Para Serra, greve se dissolve na porrada.
A mídia paulista sustenta um candidato que é a cara do retrocesso: FHC é Serra e Serra é FHC.
Conheço pessoas dignas que votarão em Serra. Respeito a escolha.
Mas, eu não esqueço o período FHC, e o administrador José Serra já deu mostra de sua brutalidade, por isso não quero Serra...
Olhem para a imagem acima, e responda: - Depois da "porrada" do José Serra na gente, quem irá nos acudir?

Só as mães são felizes...

"Reparou como os velhos
Vão perdendo a esperança
Com seus bichinhos de estimação e plantas?
Já viveram tudo
E sabem que a vida é bela


Reparou na inocência
Cruel das criancinhas
Com seus comentários desconcertantes?
Adivinham tudo
E sabem que a vida é bela

Só as mães são felizes..."(Cazuza)

Aniversariou hoje uma pessoa que amo e respeito muito. O mais importante, três gerações dialogando, compartilhando experiências. Só as mães são felizes...

sexta-feira, maio 07, 2010

Não quero Tapajós e Carajás. Quero Pará Unido!

Paulo Paixão, poeta santareno, escreveu um artigo em favor da criação do Estado do Tapajós, clique aqui para ler.
Alhures escrevi que a cultura paraense é eminentemente santarena, dentre os grandes poetas paraenses e que sempre expressou a sua condição de paraense: Ruy Barata Paranatinga. Nasceu em Santarém.
Paulo Paixão, amigo querido, abraçou uma panacéia: Separatismo.
Paixão não percebe que criando o Estado do Tapajós, o poder econômico vem de fora... Não serão os santarenos da gema que irão governar o novo Estado, podem anotar no caderninho... Como aconteceu em outros Estados que foram criados depois da Constituição de 1988, Sarney é senador pelo Amapá e não Maranhão, viu?! Verifiquem a situação de Roraima e Rondônia.
Por favor! Chegou o momento de parar de vender ilusões...
O Oeste do Pará não foi esquecido pelos belemenses, façam o levantamento das últimas legislaturas e todos ficarão boquiabertos, a maioria dos deputados são do sul, sudeste e oeste do Pará, a pergunta que não quer calar: - Por que não criaram um bloco a favor dessas regiões?
Eu mesmo respondo. Porque estavam conchavados com os governadores de plantão, eram da base de apoio.
Não acredito que num passe de mágica, criados os novos Estados tudo se tornará uma maravilha.
Paixão deveria lutar para a integração da região amazônica, pressionar os amigos políticos para a formulação de políticas que proporcionem orgulho aos santarenos de serem paraenses.
Teremos mais despesas com criações de estruturas, não é garantia de desenvolvimento, olhem para Roraima.
Paixão, cuidado para não incutir nos santarenos nossos irmãos a fobia aos belemenses, ok?!
Abaixo um comentário feito no post do Poeta Paulo Paixão no blog Tapajós Já.
___________________________________

"Eu acredito que a necessidade de realmente se criar um estado do Tapajós é a necessidade de um povo que briga por seus direitos, que comungam da necessidade de serem ouvidos, de organizações sociais capazes de gritarem contra as injustiças sociais e econômicas, de ter “em suas raízes” a força de seus antepassados, de construir uma verdade em que seu povo acredite piamente, de ser realmente uma força que destoe completamente do resto do estado.
Desculpe-me meu caro amigo Paulo Paixão, a quem tenho grande respeito e admiração, mas a região do logrado estado do Tapajós não é dos mocorongos, ela é dos Brasileiros que vem de todas as partes, plantar suas sojas, sujarem os seus rios e rir das suas culturas. São estes que tomam conta das terras e da sua querida cidade, são eles que destoam os batuques dos bois com musicas sertaneja, são eles que procriam nesta terra abençoada e descriam o sentimento amazônico de uma nação realmente amazônica, com seu respeito e bem querer de suas diversidades ecossistêmicas, étnicas e culturais.
Caro amigo, vamos brigar pela criação de um País Amazônico, uma nação soberana que seja redimida das injustiças históricas de colonização e políticas ocupacionais deste outro País chamado Brasil.


Sejamos Amazônidas e não Brasileiros!
Vamos nos unir e não dividir!


Um grande abraço.


Rafael L. A. Ferreira

Em 18 de março de 2010"

quinta-feira, maio 06, 2010

Valentão pega "porrada"!

Amigos e amigas da blogosfera é sempre bom ser cauteloso.
Sempre olho com desconfiança para valentões...
Sempre acho que um dia o "valentão", aquele que bate no peito e diz que é macho, vai se dá mal...
Nunca contei pra ninguém, vou revelar um segredo: - Eu conheço uns golpes de arte marcial que são fatais.
Aprendi com o meu "mestre" coreano... Jurei utilizá-los como solução final, quando a vida estiver em risco... Huumm... Não posso revelar mais nada, ok?
Agora, assista ao vídeo abaixo. Veja o ocaso de um valentão, cômico se não fosse trágico... Ahahaha... ou é o contrário?!

segunda-feira, maio 03, 2010

Energia: viagra!

Amigo mandou-me a imagem abaixo, pediu que eu prestasse juramento com a mão sobre a bíblia de que mesmo sob tortura não revelaria o nome dele.
Juro que não direi o nome dele, nem sob ameaça de faca amolada...
Ele confidenciou-me que encontrou a imagem no consultório de um médico que trata de "problema de homem"... Problema de que mesmo?
É isso mesmo! Meu amigo está "brochando", ereção tardia ou nenhuma...
Mas, olha aí embaixo.
É viagra em tudo, né?! Desliga essa energia, mermão!

sábado, maio 01, 2010

DIA DO TRABALHADOR E NÃO DO TRABALHO.

Que fique bem claro!
Hoje é o dia do Trabalhador e não o dia do Trabalho.
Não farei um histórico sobre a data, entendo que seja despiciendo... Basta consultar o oráculo moderno "Google".
Com preguiça de ir ao google?
Tudo bem. Farei um brevíssimo excurso do tema.
Depois das manifestações dos trabalhadores de 1886 nas ruas de Chicago (EUA), resultando em dezenas de trabalhadores mortos... Eles lutavam pela diminuição da jornada de trabalho para 8 horas diárias, a polícia de Chicago entupiu os trabalhadores de balas.
Em 1889 a Segunda internacional Socialista decidiu lutar pelas 8 horas de trabalho diário em manifestações anuais, em homenagem aos trabalhadores massacrados em Chicago, a data escolhida foi 1º de maio.
Nas manifestações de 1891 na França, manifestantes se confrontaram com a polícia, o salto: dez trabalhadores mortos.
O dia 1º de maio é o dia de luta dos trabalhadores.
No Brasil, mais precisamente no período da era Vargas, Getúlio tentou esvaziar o conteúdo ideológico e classístico da data, e passou a denominá-lo como o DIA DO TRABALHO.
Os governos militares continuaram denominando o dia 1º de maio como o dia do trabalho, por favor! façam a correção.
Sou um trabalhador da educação, labuto diariamente, é o meu dia!
Além de levantar a mão esquerda com o punho cerrado, grito em alto e bom tom: - VIVA O TRABALHADOR BRASILEIRO!