sábado, maio 01, 2010

DIA DO TRABALHADOR E NÃO DO TRABALHO.

Que fique bem claro!
Hoje é o dia do Trabalhador e não o dia do Trabalho.
Não farei um histórico sobre a data, entendo que seja despiciendo... Basta consultar o oráculo moderno "Google".
Com preguiça de ir ao google?
Tudo bem. Farei um brevíssimo excurso do tema.
Depois das manifestações dos trabalhadores de 1886 nas ruas de Chicago (EUA), resultando em dezenas de trabalhadores mortos... Eles lutavam pela diminuição da jornada de trabalho para 8 horas diárias, a polícia de Chicago entupiu os trabalhadores de balas.
Em 1889 a Segunda internacional Socialista decidiu lutar pelas 8 horas de trabalho diário em manifestações anuais, em homenagem aos trabalhadores massacrados em Chicago, a data escolhida foi 1º de maio.
Nas manifestações de 1891 na França, manifestantes se confrontaram com a polícia, o salto: dez trabalhadores mortos.
O dia 1º de maio é o dia de luta dos trabalhadores.
No Brasil, mais precisamente no período da era Vargas, Getúlio tentou esvaziar o conteúdo ideológico e classístico da data, e passou a denominá-lo como o DIA DO TRABALHO.
Os governos militares continuaram denominando o dia 1º de maio como o dia do trabalho, por favor! façam a correção.
Sou um trabalhador da educação, labuto diariamente, é o meu dia!
Além de levantar a mão esquerda com o punho cerrado, grito em alto e bom tom: - VIVA O TRABALHADOR BRASILEIRO!

10 comentários:

André Costa Nunes disse...

Caíssimo Pedro,

Por demais oporuno teu esclarecimento, até para que as pessoas não se esqueçam de que nada é dado de graça ao trabalhador, senão, conquistado com muita luta. Com sangue e suor.

Nunca é demais lembrar que a redução pretendida pelos operários de Chicago (está lá, na mesma fonte em que te abeberaste) era de 16 para 8 horas diárias.

Precisamos urgentemente de um papo etílico,

andre costa nunes

citadinokane disse...

Honrado Cavaleiro da Ordem de D. Quixote,

É preciso colocar as coisas nos seus lugares...
André, tu bem sabes, pela tua militância e utopias que perseguiste, como é duro enfrentar satã somente com orações...
O trabalhador não só merece, mas é direito uma vida com dignidade, para todos, sem exceção. O Velho barbudo e odiado comunista, deixou algumas linhas tracejadas com a sua grafia, na verdade garranchos horríveis, que explicitavam bem a realidade que os trabalhadores enfrentavam...

"Todas as relações firmes, sólidas, com sua série de preconceitos e opiniões antigas e veneráveis foram varridas, todas as novas tornaram-se antiquadas antes que pudessem ossificar. Tudo que é sólido derrete-se no ar, tudo o que é sagrado é profanado e os homens são por fim compelidos a enfrentar de modo sensato suas condições reais de vida e suas relações com seus semelhantes."(Karl Marx)

Abraços e não devemos retardar esse encontro etílico, né?!

Fernanda disse...

E viva o trabalhador portugués!
Abraço :)

Flavia Sena disse...

Pedro,
Sei que foi na sexta-feira seu niver, quero lhe pedir desculpas por só agora poder lhe felicitar.
Parabéns!
Felicidades hoje e sempre!!!
bjs

CURI-QUIETA disse...

Hola!

Pues... nos unimos a TI y decimos... Viva el Trabajador Argentino!

Un beso.

citadinokane disse...

Fernanda,
Viva o trabalhador português!
Viva os trabalhadores do mundo!
Obrigado por visitar-me, ok?
bjs

citadinokane disse...

Flávia,
Perdeste a derrama... ahahaha...
Estás perdoada.
bjs

citadinokane disse...

Curi-quieta,
Viva o trabalhador argentino!
Viva latinoamérica!
abrazos

ana de toledo disse...

Sim, sim! Oportuníssima colocação!!

citadinokane disse...

Ana de Cpacabana,
Muito obrigado pela visita, doravante, estarei te seguindo para saber dos segredos de Copa, ok?
abraços e volte sempre!

Pedro