sexta-feira, junho 25, 2010

O Pai do meu amigo Edilben.

A última semana foi trágica. Algumas pessoas que a gente gostava morreram.
E o incrível aconteceu, quando a gente não conhecia, parentes de amigos, morriam...
Além dos amigos De Luca e Fafá da Sefin que morreram, o pai de nosso estimado amigo Edilben se despediu de todos nós.
Não pretendo nunca enfrentar tal situação, a nossa cultura ocidental reforça o medo da morte.
O "Seo" Edyr morreu.
E como tenho muita consideração pelo amigo Edilben, pensem numa pessoa maravilhosa? A resposta inexorável: Edilben.
O pai era um ícone para o meu amigo.
Fiquei chateado porque nunca tive a oportunidade de conhecer o "seo" Edyr.
Escutei atencioso quando meu amigo falava do seu pai e sua trajetória na Petrobrás, lamento e chego a conclusão que vai fazer falta o "seo" Edyr.
Amigo Edilben por eterno respeito e compartilhando a tua dor, deixo-te uma poesia de Cecília Meireles:

Motivo (Cecília Meireles)
Eu canto porque o instante existe
e a minha vida está completa.
Não sou alegre nem triste:
sou poeta.
Irmão das coisas fugidias,
não sinto gozo nem tormento.
Atravesso noites e dias
no vento.
Se desmorono ou edifico,
se permaneço ou me desfaço,
- não sei, não sei. Não sei se fico
ou passo.
Sei que canto. E a canção é tudo.
Tem sangue eterno e asa ritmada.
E sei que um dia estarei mudo:
- mais nada

4 comentários:

Edilben disse...

Muito obrigado amigo Pedro pelas palavras e pela poesia da Cecília. Realmente meu Pai foi, ou melhor, é, um ícone para mim, será eternamente um foco de luz em meio a tantas falsas mensagens do nosso mundo. Já sinto saudades e sonho com o dia que voltarei a dar uns muitos abraços apertados nele. Te amo Pai!

ANA PAULA disse...

Linda a homenagem que fizeste ao teu amigo. Eu costumo dizer que no mundo só tenho medo de duas coisas: de cobras e de perder as pessoas que amo. Minhas condolências para o Ediben e um beijo para ti...Boa semana

citadinokane disse...

Edilben,
Sei o quanto sentes a ausência física de teu pai, fica o sincero desejo de que o tempo se encarregue de atenuar a dor, para que a alegria da vivência de pai e filho se eternize em lembranças felizes.
abraços

citadinokane disse...

Ana Paula,
Desculpe-me pela ausência, estou nos Estados Unidos de férias e só agora conseguir uma internet amiga para atualizar o blog.
Muito obrigado pela visita e uma ótima semana para ti.