quarta-feira, junho 16, 2010

Onde se lê Zélia Gattai, leia-se Lisiê Silva: Homens Maduros.

O post abaixo é de 11/11/2006. Na época E. Felippe Bueres havia me enviado a mensagem só pra dizer que ele era um quarentão. Pura mentira. Em 2006 o cara já era sex... sexagenário, a "cartela de viagra" já substituíra o seu cão-viralata Rex, como melhor amigo dele. Fiquei sabendo depois que o Rex ficou esquecido no fundo do quintal e morreu de depressão... Será que a "cartela de viagra" lambe a cara do Bueres quando ele fica jogado no chão do pátio de sua casa? Ah! O Bueres deve morrer de saudades do Rex...
Depois de tanto tempo, Ô tempo desgraçado! Correria maluca.
É necessário retificar a autoria do texto "Homens Maduros", não pertence à Zélia Gattai como informou Bueres, a autora do texto é Lisiê Silva, poeta amazonense de Manaus.
Onde se lê Zélia Gattai, leia-se Lisiê Silva.
___________________________________
Homens Maduros...
Recebi esse texto do locopoeta que escafedeu-se dos amigos há três semanas de forma espetacular por entre mesas e cadeiras, simplesmente sumiu do "Dom Viscondi", até hoje o garçom me pergunta o que aconteceu com o meu amigo que saiu esgueirando-se do restaurante, respondo que ele deve ter avistado alguma namorada antiga e resolveu evitar o encontro. O amigo locobueres é uma verdadeira esfinge, ainda estamos por decifrá-lo por completo, em resumo: é muito louco.
Bom, deixa pra lá...
Locobueres enviou-me uma mensagem da viúva do grande escritor Jorge Amado, a escritora Zélia Gattai resolveu homenagear os "homens maduros", locobueres manda a mensagem dizendo: "não vai pensando que ela escreveu pra mim e pro Xico Rocha, foi pra ti também, não esqueça os 40 estão aí, não é?!"
Amigo Bueres darei vazão a tua solicitação, não tenho como negar em meus cabelos os primeiros fios prateados... rsrsrs...
Zélia Gattai escreve para o mundo virtual, e o meu poeta ficou muito tocado pela homenagem da escritora, quando bebe uns litros de cevada, começa a enrolar a língua e fica alucinadamente saudosista, ele já disse alhures que continua vivendo em um tempo no passado e que o presente não o comporta, por tudo isso vamos ler as linhas que se seguem:

"Homens Maduros...(Lisiê Silva)

Há uma indisfarçável e sedutora beleza na personalidade de muitos homens que hoje estão na idade madura.
É claro que toda regra tem as suas exceções, e cada idade tem o seu próprio valor.Porém, com toda a consideração e respeito às demais idades, destacaremos aqui uma classe de homens que são companhias agradabilíssimas: os que hoje são quarentões e cinquentões.
Percebe-se com uma certa facilidade, a sensibilidade de seus corações, a devoção que eles tem pelo que há de mais belo: o sentimentalismo.
Eles são mais inteligentes, vividos, charmosos, eloqüentes. Sabem o que falam, e sabem falar na hora certa. São cativantes, sabem fazer-se presentes, sem incomodar. Sabem conquistar uma boa amizade.
Em termos de relacionamentos, trocam quantidade pela qualidade, visão aguçada sobre os valores da vida, sabem tratar uma mulher com respeito e carinho.
São homens especiais, românticos, interessantes e atraentes pelo que possuem na sua forma de ser, de pensar, e de viver.
Na forma de encarar a vida, são mais poéticos, mais sentimentais, mais emocionais e mais emocionantes.
Homens mais amadurecidos têm maior desenvoltura no trato com as mulheres, sabem reconhecer as suas qualidades, são mais espirituosos, discretos, compreensivos e mais educados.
A razão pela qual muitos homens maduros possuem estas qualidades maravilhosas deve-se a vários fatores: a opção de ser e de viver de cada um, suas personalidades, formação própria e familiar, suas raízes, sabedoria, gostos individuais, etc...
Mas eu creio que em parte, há uma boa parcela de influência nos modos de viver de uma época, filmes e músicas ouvidas e curtidas deixaram boas recordações da sua juventude, um tempo não tão remoto, mas que com certeza, não volta mais.
A juventude passou, mas deixou “gravado” neles, a forma mais sublime e romântica de viver. Hoje eles possuem uma “bagagem” de conhecimento, experiências, maturidade e inteligência que foram acumulando com o passar dos anos.
O tempo se encarregou de distingui-los dos demais: deixando os seus cabelos cor-de-prata, os movimentos mais suaves, a voz pausada, porém mais sonora, hoje eles são homens que marcaram sua época. Eu tenho a felicidade de ter alguns deles como amigos virtuais, mesmo não os vendo pessoalmente, percebo estas características através de suas palavras e gestos.
Muitos deles hoje “dominam” com habilidade e destreza essas máquinas virtuais, comprovando que nem o avanço da tecnologia lhes esfriou os sentimentos, pois ainda se encantam com versos, rimas, músicas e palavras de amor, nem lhes diminuiu a grande capacidade de amar, sentir e expressar seus sentimentos.
Muitos se tornaram poetas, outros amam a poesia.
Porque o mais importante não é a idade denunciada nos detalhes de suas fisionomias e sim os raros valores de suas personalidades.
O importante é perceber que os seus corações permanecem jovens...
São homens maduros, e que nós, mulheres de hoje, temos o privilégio de poder admirá-los.
Um abraço,
Lisiê Silva"
© Lisiê Silva (28/01/03)

6 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Eu prefiro os caras mais velhos, mais chance de maturidade, e lidar com qualquer pessoa imatura é algo bem difícil, sei por que já tive homens assim na minha vida e eram mais velhos que eu.. rs...

Mas sem dúvida nenhuma a chance de encontrar pessoas mais centradas com mais idade é maior...

Obrigada pela visita

Beijocas

citadinokane disse...

Olá Dama!
Somos sentimentos do mundo, que todos possam crescer em vivências e acima de tudo: - Sejamos herdeiros da felicidade.
Obrigado por ter vindo, obrigado!

Anônimo disse...

Égua Pedro, ela lembra a Roberta Miranda. Rsss

citadinokane disse...

Anônimo,
Será?!

Wellyn Nascimento disse...

Texto belissímo e cheio de verdades. É ótimo ter a companhia desses homens maduros com os cabelos cor de prata! Concordo com a autora em tudo e principalmente nete trecho: "Eles são mais inteligentes, vividos, charmosos, eloqüentes. Sabem o que falam, e sabem falar na hora certa. São cativantes, sabem fazer-se presentes, sem incomodar."
Viva os homens maduros.
Beijosss Pedro!

citadinokane disse...

Wellyn,
O texto é muito legal, mesmo.
Viva a vida!
bjs