sábado, julho 24, 2010

Ave Paulo Moura!

Dia 10 de julho passado o Chorinho brasileiro teve motivo para chorar, o saxofonista e clarinetista Paulo Moura morreu.
Brilhante músico, tenho vários CDs com a sua arte, estava viajando meio desligado e só fiquei sabendo quando cheguei ao Brasil.

Paulo Moura (1932–2010)
Ficam as palavras de André Vallias em 13/07/2010 (Rio de Janeiro):
"Ele se foi na calada da noite, sua memória, no entanto, não há de se calar jamais em nossos corações e ouvidos. Paulo Moura não passou, não passará: virou pássaro alvissareiro... para todos e para sempre."


Nenhum comentário: