domingo, agosto 22, 2010

O medo de amar é o medo de ser livre.


"O sol levantou mais cedo e cegou
O medo nos olhos de quem foi ver
Tanta luz" (Beto Guedes)


Quem já sentiu medo?
Todo mundo. O medo faz lembrar que somos humanos.
Não existe uma pessoa que não tenha sentido medo, pelo menos uma vez em sua vida.
Agora quem já sentiu medo de amar?
Consultem os seus botões... O coração.
Sei que a pergunta é embaraçosa, né?!
Já tive esse medo, não sei se foi bom ou ruim.
Em alguns momentos de minha vida, quando faço o balanço, percebo que uma parte de mim diz que perdi mais do que ganhei, que deveria ter mergulhado no desconhecido amor que me acenava. Outra parte diz que vivi intensamente e com escrúpulos, fui feliz, sou feliz...
Nos anos 80 Beto Guedes colocava o dedo na ferida, ele cantava dizendo que "O medo de amar é o medo de ser livre", uma letra de profunda reflexão.
Tive um amigo que se envolveu com uma garota que era muito sensível, uma menina meiga e linda. Ele estava com ela por esporte (uma expressão para dizer que estava só por sexo e nada mais) não gostava dela...
Juro que nunca consegui entender a atitude dele, era um troglodita nos sentimentos.
Quando ele sumiu, a moça chegou comigo chorando e disse: - O teu amigo é um cafajeste!
Tirei lição e me afastei do cafajeste, mas antes de me afastar o encontrei, me aproximei do ouvido dele e apertando com vontade no lóbulo da orelha disse sussurando: - Não brinque com os sentimentos das pessoas, garaio!

Dedico a música abaixo para os amigos que não têm amigos cafajestes: Xico Rocha, Nilton Atayde, Oliviomar Barros, Edilben Falcão, Jober Freitas...

O Medo de Amar é o Medo de Ser Livre(Beto Guedes e Fernando Brant)
O medo de amar é o medo de ser
Livre para o que der e vier
Livre para sempre estar onde o justo estiver

O medo de amar é o medo de ter
De a todo momento escolher
Com acerto e precisão a melhor direção

O sol levantou mais cedo e quis
Em nossa casa fechada entrar pra ficar

O medo de amar é não arriscar
Esperando que façam por nós
O que é nosso dever: recusar o poder

O medo de amar é o medo de ter
De a todo momento escolher
Com acerto e precisão a melhor direção

O sol levantou mais cedo e quis
Em nossa casa fechada entrar pra ficar

O medo de amar é não arriscar
Esperando que façam por nós
O que é nosso dever: recusar o poder

O sol levantou mais cedo e cegou
O medo nos olhos de quem foi ver
Tanta luz


7 comentários:

Anônimo disse...

Golaço , cafajeste.
tadeu

citadinokane disse...

Tadeu "Copito de nieve",
Como diria o apóstolo Paulo: "Sempre que tento fazer o bem que quero, acabo fazendo o mal que não quero".
Ser um bom rapaz foi o meu mal...
abraços

Chica disse...

Gostei de vir aqui e do teu recado por lá...

abraços,chica

Anônimo disse...

Ô kaiapó ,
Encher teu saco me faz um bem danado seja no blog , seja no Ranulfo.
Vc é das grandes aquisições deste meu coração que não é de papel.
Bjs muleke
Tadeu

citadinokane disse...

Chica,
Mais do que o recado, fica o carinho.
Obrigado!

citadinokane disse...

Tadeu,
Kaiapó sem borduna, ok?!
Estamos te esperando.
abs

Matheus Berocal disse...

Adorei! Essa cançao é minha favorita... Meu hino...