domingo, dezembro 19, 2010

Eu juro! De pés juntos.

JURAR DE PÉS JUNTOS
Quem nunca jurou para a mãe que não fez determinada coisa?
Jurar que não fez, chorar dizendo: - Não foi eu mãe!
E quando o negócio pegava mesmo, quem nunca gritou deseperadamente: - Mãe, eu juro de pés juntos que não fui eu!
Jurar de pés juntos?
É isso mesmo!
Jurei muitas vezes. Não sabia porque dizia, mas sabia que era o juramento mais forte que podia fazer...
A expressão surgiu através das torturas executadas pela Santa Inquisição, nas quais o acusado de heresias tinha as mãos e os pés amarrados (juntos) e era torturado pra dizer nada além da verdade (prestem atenção! Nada além da verdade). Até hoje o termo é usado pra expressar a veracidade de algo que uma pessoa diz. É vero!

2 comentários:

Guará Matos disse...

Conheci um senhora qque dizia assim: "Mulher que chora e homem que jura é mentira pura".
Hahahaha!
Abraços

citadinokane disse...

Boa Guará!
Juras e mentiras andam de mãos dadas, né?!
abraços manovelho,
Pedro