terça-feira, junho 14, 2011

Faliu!!!

Adeus blogosfera!!!

Chega um momento que precisamos parar.
Alguém avisou que o blog não me pertence mais...
Ele vai parar.
Não consigo atualizar como gostaria e tenho outros projetos para a blogosfera.
Vou parar com o blog, não definitivamente, preciso me afastar um pouco, ok?!
Um mês, ano... sei lá!
Espero retornar com mais fôlego e com mais substância para compartilhar com os amigos do mundo virtual.
Uma leitora do blog, não lembro o nome, me enviou certa vez uns versos de Cecília Meireles que desnudaram um mundo para mim. Gostei tanto dos versos que os imprimi no papel, depois recortei para andar na minha carteira porta-cédula...
Eis abaixo os versos de Cecília Meireles:

"Cântico VI


Tu tens um medo:
Acabar.
Não vês que acabas todo o dia.
Que morres no amor.
Na tristeza.
Na dúvida.
No desejo.
Que te renovas todo o dia.
No amor.
Na tristeza.
Na dúvida.
No desejo.
Que és sempre outro.
Que és sempre o mesmo.
Que morrerás por idades imensas.
Até não teres medo de morrer.


E então serás eterno!"

Não publicarei mais nada, talvez em agosto... dezembro... em 2012.
Valeu amigos e amigas!!!

segunda-feira, junho 06, 2011

LEÃO E PARÁ SEM DIVISÃO, JÁ!

Aceitei a sugestão do aniversariante do dia: Xico Rocha.
O Xico é torcedor "doente" do Clube do Remo (conhecido também como "Leão Azul"), e me deu o seguinte papo: - Pô mermão! O leãozinho não conseguiu se classificar para nenhuma divisão do futebol brasileiro... talvez seja melhor assim, se for para fazer feio, melhor é ficar sem divisão.
Pois bem... Xico atirou no que viu e acertou no que não viu, ahahaha... remista é assim mesmo! Loucos varridos.
O pensamento do Xico serve para o movimento que quer dividir o grande Pará.
Prestem bem atenção, se for para fazer feio, o melhor é o "Pará sem divisão", todos com o Leão!
Sou contra a divisão do Pará!
PARÁ SEM DIVISÃO, JÁ!

quarta-feira, junho 01, 2011

Rostos da Amazônia: João de Jesus Paes Loureiro e Sebastião Tapajós.


Amigos quero apresentar dois grandes paraenses: João de Jesus Paes Loureiro e Sebastião Tapajós.
Um é poeta e outro músico.
Abaixo um texto dito pelo Paes Loureiro com música de Sebastião Tapajós, escute.
A temática dos anos 70 - conflito agrário, continua atual... Semana passada no Pará e Amazonas trabalhadores rurais foram mortos por pistoleiros (grileiros, madeireiros e fazendeiros).
-----------------------
Postei aqui a poesia do poeta Paes Loureiro, mas Berzé e nem Sandroka conseguiram escutar. Tive que pegar a música do LP e transformar em vídeo do YouTube. Peloamordedeus! Assistam o vídeo com a poesia de Paes Loureiro com Sebastião Tapajós no violão. Beijos nas meninas e tapas nas costas dos meninos, ahahahaha...