sexta-feira, novembro 04, 2011

Bueres e as pernas do caranguejo...

Há duas semanas fui visitar o velho e bom Locobueres que sofreu um acidente de moto, era um domingo e o horário da visita de 15h00 às 19h00, cheguei no Hospital Saúde da Mulher exatamente às 17h00.
Quando me dirigi à atendente para perguntar pelo apartamento onde estava o meu amigo, ela bem solícita disse-me o nº do apartamento e imediatamente sentenciou que eu não poderia visitá-lo, porque estava de bermuda.
Fui pego de surpresa e imediatamente retruquei: - Mas, porquê? Olha aquela moça de bermuda ali!
Ela impassível como Bruce Lee, respondeu-me: - Senhor, a orientação que recebemos dos médicos é que o homem tem as pernas cabeludas e podem carregar bactérias e microorganismos nos pelos, colocando dessa forma em risco a saúde de quem está a convalescer. Aquela moça que o senhor se refere tem as pernas depiladas, entendeu?!
Fiquei estático. Não falei mais nada...
Quando cheguei no carro lembrei do "prestobarba" que estava no porta-luva, peguei a lâmina de barbear e não contei conversa, raspei as duas pernas, a minha bermuda era abaixo do joelho, pronto poderia ver o Locobueres, as pernas estavam depiladas, uma beleza!
Quando ia caminhando para o hospital, lembrei do Xico Rocha dizendo: - Mermão, a perna de homem é igual a perna de caranguejo, fina, cabeluda e suja!
Mas, voltemos ao hospital, subi a rampa e estava novamente diante da atendente. Quando ela ia repetir todo aquele papo de que as pernas das mulheres são depiladas, etecetera e tal... Mostrei pra ela o "prestobarba" e as minhas canelas raspadas.
Ela ficou muda. Aí dei um sorriso e disse pra ela: - Agora posso entrar, né?!
Com os olhos esbugalhados e sem palavras, ela ainda assim, não me permitiu que visitasse o meu amigo.
Recuperada do susto, ela resmungou: - O senhor não vai entrar!
Educadamente ponderei: - Não tenho mais pelos nas pernas, elas estão zeradas, sem bactérias e microorganismos!
Ela olhou fixamente nos meus olhos e definiu a situação: - A ordem é a seguinte "homem de bermuda não entra", o senhor está de bermuda e o senhor não é homem?
Sem caguejar falei firme: - É claro que sou homem!
Ela ainda disse: - Pois é!
Falou isso e se virou para atender outras pessoas.
Eu não falei mais nada.
Fui caminhando para o carro pensativo, introspectivo... e dizia comigo mesmo: - Até raspo as pernas para visitar o Bueres, mas mudar de sexo? Poooorra mano, não dá!
Estou contando essa história agora, pra ninguém ficar pedindo pra ver as minhas pernas, ahahaha....
Hoje elas estão que nem as pernas do caranguejo.

10 comentários:

Anônimo disse...

só tu pedrowski, pra nos contar estas histórias!

Thaís Livramento disse...

Kkkkkkkkkkkkkkk...
Ri muito aqui!
Da próxima vez, tente passar um batonzinho, quem sabe convence a moça?
Huahuahuahuahuahua...
Muito, muito, muito bom!!!
Besos,
TL.

Anônimo disse...

então tem que ir de manga comprida, ou raspar os braços?

Citadino Kane disse...

Rogério,
A gente conta essas coisas que acontecem mesmo!
Foi muito bom beber aquela água no palafita, valeu!
abs

Citadino Kane disse...

Ei Thaís!
Mas aí é demais, não dá né???
Batom? Ahahaha...
Fiz a minha parte, não deu certo, mas fui valente.
bjs

Citadino Kane disse...

Anônimo,
Não pode ir de bermuda, ok?!
Calça de veludo... ahahaha...
abs

Xico Rocha disse...

Pedrão tu tinhas que ter feito igual ao finado Manelão, que foi visitar o afilhado e não deixaram ele entrar pela mesma razão que não te deixaram entrar.
Finado Manelão (cabôco brabo,mas, educado) ficou sentado na entrada do hospital esperando a esposa que tinha entrado, mas, eis que derrepente chega um cidadão de bermuda e sem nenhuma interferência em contrário, adentra o recinto. Finado Manelão vendo a presepada, se dirige a atendente e lhe questiona o porque daquilo, no que ela lhe responde que o cidadão em questão era médico.
Finado Manelão derrepentemente rasgou os tres diplomas de "Lord" que ele possuia e não contou estória, adentrou o recinto alegando direitos constitucionais, é evidente que um tumulto foi criado, mas, Finado Manelão pode enfim beijar o seu afilhado, meu cunhado "Gato Magro".

Citadino Kane disse...

Xico,
Não vi nenhum médico de bermuda, a porrada ia ser feia.
Mas, depois vi o Bueres com a coxa inchada e ele estava recebendo nas veias a mesma droga que matou o Michael Jackson...
Graças ao bom Deus que ele é resistente, né?!
abs

Sandra S. Menezes disse...

kkkkk,Pedroca vc é o cara!D+

bjs

Citadino Kane disse...

Sandra,
A perna ficou raspadinha, mas...